Anderson Aquino

Grafite e Aquino marcam e Santa Cruz vence o Mogi Mirim

Autor: Matheus Albino

Grafite (e) e Aquino (c) fizeram os gols da vitória. Foto: Fernando da Hora/JC Imagem.

O Santa Cruz cumpriu mais uma de suas missões para chegar no G-4 da Série B. Nesta terça-feira o Tricolor venceu o vice-lanterna Mogi Mirim, no Arruda, por 2×1, e pode terminar a rodada com apenas dois pontos de desvantagem para o grupo dos mais bem classificados. Mais uma vez Grafite balançou as redes adversárias e teve papel importante na vitória válida pela 18° rodada.

» Veja a galeria de imagens

O outro gol foi marcado pelo artilheiro Anderson Aquino, que fez o seu décimo na Segundona. O Santa, agora sétimo colocado, enfrenta o Vitória, em Salvador, na próxima rodada, fechando o primeiro turno. Já o Mogi continua na penúltima posição com 15 pontos e vai encerrar a primeira parte da competição contra o Luverdense em Mogi.

O primeiro tempo foi movimentado e a rede balançou três vezes. Apesar de começar tomando as rédeas da partida o Santa foi surpreendido pelo Sapo. Aos seis minutos Edson Ratinho cruzou na cabeça de Serginho, Cardoso fez milagre mas a bola sobrou para Geovane abrir o placar.

O Tricolor continuou em cima e aos 9 minutos empatou com astro Grafite. Após cruzamento de Vítor João Paulo desviou de cabeça e o camisa 23 empurrou para as redes. O Mogi, antes empolgado por ter aberto o placar, sentiu o baque e não conseguiu com a mesma eficiência ao ataque.

O gol da virada coral chegou a partir dos 28 minutos, quando Lelê fez grande jogada e foi derrubado na área. O árbtiro marcou pênalti, Aquino foi para a cobrança e virou o placar. Aos 34 Lelê deu belo passe para Grafite, que entrou na área mas perdeu a passada e foi bloqueado pela zaga.

No segundo tempo o futebol do Santa caiu de produção e o time errou vários passes. Nos primeiros minutos o Mogi teve três boas chances de empatar o jogo. Em uma delas Luan entrou na área e chutou cruzado, a bola passou por todo mundo. O técnico Marcelo Martelotte tirou Aquino para a entrada de Luisinho.

O Santa ganhou em velocidade, mas em apenas isso. A chuva deixou o campo pesado e os times diminuíram o ritmo da partida. As chances foram isoladas. Aos 39 o Tricolor teve nos pés de Luisinho a oportunidade de matar o jogo. Ele recebeu passe açucarado de Grafite mas isolou a bola.

Ficha de jogo

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Vítor (Moradei); Danny Morais, Néris e Lúcio (Marlon); Bileu, Wellington Cézar, João Paulo e Lelê; Anderson Aquino (Luisinho) e Grafite. Técnico: Marcelo Martelotte.

Mogi Mirim-SP: Mauro; Edson Ratinho, Fábio Sanches, Paulão e Luan (Michel); Magal, Franco e Leo Bartholo (Gustavo) e Geovane (Junior Juazeiro); Serginho e Rivaldinho. Técnico Sérgio Guedes

Série B (18°rodada). Local: Arruda. Áribitro: Andrey da Silva E Silva – PA. Assistentes: Heronildo Freitas da Silva e Helcio Araujo Neves (ambos do PA). Gols: (S) Grafite (aos 19 do 1°t) Anderson Aquino (aos 29 do 1°t). (M) Geovane (aos 9 do 1°t) Cartões amarelos: (M) Mauro, Leo Bartholo, Geovane e Paulão. (S) Grafite.

 

Com gol chorado e futebol na base da vontade , Santa Cruz vence Central e entra no G4

 Yuri de Lira /Diario de Pernambuco

O Santa Cruz está distante do ponto idealizado por Ricardinho. O time coral sofreu para ganhar do Central, neste domingo, no Arruda. Oscilante e com dificuldades para criar as jogadas mais uma vez, conseguiu só um magro 1 a 0. Mais na base do esforço. O resultado sobre a Patativa, no entanto, devolveu a tranquilidade ao pressionado grupo e, sobretudo, ao treinador tricolor. Devolveu ainda a equipe ao G4 do Campeonato Pernambucano, a duas rodadas do fim da primeira fase. De volta ao titulares, Anderson Aquino fez o gol da vitória e acabou sendo o destaque da partida.

Com seis mudanças na escalação, foram os corais que tomaram as primeiras iniciativas para conseguir o gol. O Central, por sua vez, parecia, em princípio, satisfeito com o empate. Enquanto o confronto estava 0 a 0, não era raro ver o time visitante fazer “cera”. Quando o Santa falhava na recomposição, porém, a Patativa encaixava contra-ataques perigosos. Após um deles, Candinho acertou o travessão do goleiro Fred., na melhor oportunidade de todo o primeiro tempo. O mais lúcido do setor ofensivo tricolor era Anderson Aquino, que chegou a ter um gol anulado por impedimento na etapa inicial. Fora ele, as tentativas dos comandados de Ricardindo limitavam-se mais a chutes a longa distância. Sem sucesso.

Os meias João Paulo, Thiaguinho e também o volante Bruninho não eram tão efetivos na criação. Pouco a pouco, a torcida coral ia perdendo a paciência com a equipe e os erros de passes se acentuaram. O escape do tricolores era pelas duas laterais. Pela direita, Nininho se esforçava, mas esbarrava em suas próprias limitações. Pela esquerda, o reestreante Tiago Costa buscava a linha de fundo usando a força física, mas, quase sempre, não encontrava companheiros para ajudá-lo a concretizar as jogadas.
.
O gol da vitória
Insatisfeito com o desempenho ofensivo do Santa Cruz, Ricardinho voltou do vestiários com duas novidades mo time. Emerson Santos e Betinho foram acionados. E as alterações deram certo. Apesar da persistência nos erros de passes, o primeiro fez o meio-campo jogar com mais cadência, sem tanta afobação. O segundo (embora tenha perdido, pelo menos, três gols clarísismos) terminou, antes, fazendo a jogada para Aquino balançar as redes – aos 15 minutos. Foi a primeira vez que os corais fizeram gol, no Arruda, no Pernambucano. Na vantagem, o Tricolor se segurou como pôde para conquistar a primeira vitória em casa no campeonato. Como não poderia deixar de ser, o sofrimento perdurou até o apito final.

Santa Cruz 1
Fred; Nininho, Diego Sacoman, Danny Morais e Tiago Costa; Wellington, Bruninho (Bileu), João Paulo e Thiaguinho (Emerson Santos); Waldison (Betinho) e Anderson Aquino. Técnico: Ricardinho.

Central 0
Murilo; Fabinho, Samuel, André Lima e Madona; Nathan, Sóstenes (Juninho), Erick e Thiago Laranjeira (Willy); Candinho e Fabinho (Roberto Pitio). Técnico: Laelson Lima.

Local: Arruda (Recife-PE)
Horário: 16h
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique-PE
Assistentes: Marcelino Castro de Nazaré-PE e Aldir Amorim Pereira-PE
Gol: Anderson Aquino (15′ do 2T)
Cartões amarelos: Erick e Roberto Pitio (Central); Tiago Costa (Santa Cruz)