Arena èrnambuco

Com gol de Cassiano no apagar das luzes, Santa Cruz bate o Vasco na Arena Pernambuco

 Emanuel Leite Jr. /Especial para o Diario

 Sem greve de futebol. É verdade que a semana foi complicada no Santa Cruz e o clima foi pesado pelos lados do Arruda. A greve dos jogadores na quinta-feira (16) amedrontou os torcedores. O que esperar do time diante de um adversário da dimensão do Vasco da Gama? A resposta veio dentro de campo. Nas quatro linhas do belíssimo gramado da Arena Pernambuco, a equipe coral mostrou que sabe honrar a camisa centenária que veste. A justa vitória por 1 a 0, com gol de Cassiano, deixou isso bem claro.

O primeiro tempo foi todo tricolor. E o apoio da torcida foi fundamental para isso. Desde o aquecimento, quando o time saiu de campo sob aplausos, até o último segundo de jogo, com os torcedores cantando e empurrando os corais para cima do Vasco da Gama. Embalado pela moldura humana que preenchia de preto, branco e vermelho as cadeiras da Arena Pernambuco, o Santa Cruz se impôs aos cariocas. Dominou as ações na etapa inicial e em momento algum se viu ameaçado pela equipe cruzmaltina.

Chances de ir para o intervalo à frente do placar não faltaram. Os contra-ataques tricolores pareciam mortíferos. Falhas, entretanto, no último passe ou mesmo na finalização, impediam que o gol coral saísse. Em apenas 20 minutos de partida, o Santa Cruz chegou a desperdiçar três boas chances, sempre pelo lado esquerdo do ataque. O ritmo acelerado da partida foi caindo à medida que o tempo transcorria. Entretanto, já perto do fim da primeira etapa, o tricolor voltou a levar perigo, em lance em que Léo Gamalho, inclusive, reclamou um pênalti.

 

Santa Cruz recebeu o Vasco na Arena Pernambuco em partida válida pela 30ª rodada da Série B.

 

Sem desistir
Se o Santa Cruz foi dono e senhor do jogo no primeiro tempo, a realidade foi bem diferente na etapa complementar. Tiago Cardoso deixou de ser espectador privilegiado da partida, para ser peça fundamental do time coral. O Vasco voltou muito melhor do vestiário. A peleja ficou mais aberta e eletrizante, com os dois times se alternando na criação de oportunidades.

RF

Torcida coral marcou presença na Arena Pernambuco para empurrar o Santa Cruz contra o Vasco

Quando os cruzmaltinos dominavam a partida, muito por conta da entrada de Maxi Rodríguez, que desequilibrava no meio-campo, o Santa Cruz passou a apostar ainda mais nos contra-golpes. E o que faltou ao time nas chances do primeiro tempo, sobrou para Cassiano. Saído do banco, o atacante esbanjou categoria para dominar a bola na entrada da área, girar e bater seco e colocado no canto de Martín Silva. Gol do Santa Cruz. Vitória tricolor.

Ficha técnica

Santa Cruz 1
Tiago Cardoso; Tony, Alemão, Renan Fonseca e Tiago Costa; Sandro Manoel, Bileu, Danilo Pires (Cassiano) e Wescley (Renatinho); Keno (Aílton) e Léo Gamalho. Técnico: Oliveira Canindé.

Vasco da Gama 0
Martín Silva; Diego Renan, Rodrigo, Douglas Silva e Marlon; Guiñazu, Fabrício (Maxi Rodríguez), Pedro Ken e Douglas (Montoya); Edmílson (Dakson) e Thalles. Técnico: Joel Santana.

Local: Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata-PE)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e José Eduardo Calza (RS)
Gols: Cassiano (Santa Cruz)
Cartões amarelos: Sandro Manoel (Santa Cruz); Fabrício, Marlon e Guiñazu (Vasco)