Bahia 3×2 Sport

Com três gols de Souza, Bahia vence por 3 a 2 e elimina o Sport da Copa do NE 2015

Volante Souza, ex-Náutico, marcou os três gols da vitória do Bahia sobre o Sport –  João de Andrade Neto /Superesportes

Não deu para o Sport. Com atuações distintas nos dois tempos, o Sport acabou derrotado de virada pelo Bahia por 3 a 2 e está eliminado da Copa do Nordeste. O Bahia, que contou com o apoio de mais de 40 mil pessoas na Fonte Nova, fará a final contra o Ceará. O resultado também manteve o tabu do Sport nunca ter conseguido se classificar em cima do Bahia, em Salvador e o de nunca avançar em mata-matas de dois jogos, quando não consegue vencer a ida, na Ilha do Retiro. Em confrontos eliminatórios entre os dois, foi a sexta queda do Sport diante do Bahia. Só uma vez o Leão levou a melhor. Na semifinal do Nordestão de 1994.

Para a decisão, cada uma das equipes apostou em um estratégia diferente. Jogando com o apoio da torcida, o Bahia foi a campo com uma formação extremamente ofensiva, apenas com Pittoni como volante mais postado e quatro jogadores ofensivos (Willians Santana, Maxi Biancucci, Kieza e Léo Gamalho). Já no Sport, o técnico Eduardo Baptista optou por um sistema mais cauteloso, com três volantes. Entre eles, dois pratas da casa: Ronaldo e Neto Moura. Esse, de apenas 18 anos, a surpresa da escalação.

E o primeiro tempo mostrou a aposta leonina mais acertada. Tanto que, apesar da escalação ofensiva, o goleiro Magrão praticamente não teve trabalho na etapa inicial. Sem conseguir penetrar na defesa pernambucana, o Bahia insistiu nos cruzamentos na área, facilitando o trabalho do Sport.

Por sua vez, os rubro-negros, além de bem postados em campo, também se mostraram perigoso quando se arriscavam na frente. Depois de segurar o Bahia nos 15 minutos iniciais, o Sport também buscou o ataque. E foi eficiente. Aos 23 minutos, Renê bateu falta na área e Diego Souza (que havia sofrido a infração) subiu mais alto que a defesa baiana, cabeceando firme, sem defesa para o goleiro Douglas Pires.

Bem no jogo, o camisa 87 ainda apareceria outra vez ao lançar Élber, que perdeu o segundo gol, ao entrar cara a cara e chutar em cima do arqueiro do Tricolor de Aço. O placar de 1 a 0 ficou barato para o Bahia.

Segundo tempo

No retorno para a etapa final, apesar do bom primeiro tempo, o técnico Eduardo Baptista resolveu fazer uma modificação no Sport, ao sacar o garoto Neto Moura para colocar Danilo. Com a mudança, o Leão perdeu um pouco da pegada no meio de campo. Coincidência ou não, o jogo ficou eletrizante. Com quatro gols nos 18 minutos iniciais.

Com 12 minutos, o Bahia conseguiu a virada, com dois gols do volante Souza, ex-Náutico. O primeiro, em chute de fora da área, que Magrão aceitou. O segundo, em cobrança de pênalti sofrido por Kieza, que sofreu carga do zagueiro Matheus Ferraz.

Enquanto a Fonte Nova ainda comemorava, o Sport voltava a final. Contando com a colaboração do goleiro Douglas Pires, que levou um frangaço em cobrança de falta de Renê, empatando o confronto. Porém, dessa vez foram os rubro-negros a terem pouco tempo de festejar. Aos 18 minutos, após Magrão defender um cruzamento que desviou em Vítor, Souza aproveitou o rebote e fez o seu terceiro no jogo. O terceiro do Bahia.

Novamente atrás do marcador, o Sport sentiu e se desarrumou em campo. Nervoso e errando passes. Mesmo assim, teve uma última chance com Felipe Azevedo, já nos descontos. O atacante girou e chutou de fora da área. A bola passou perto da trave do Bahia. O Leão esta eliminado.

Ficha do jogo

Bahia 3

Douglas Pires; Tony, Thales, Titi e Patric (Bruno Paulista); Pittoni, Souza, Willians Santana (Rômulo); Maxi Biancucchi, Kieza e Léo Gamalho (Zé Roberto). Técnico: Sérgio Soares.

Sport 2

Magrão; Vitor, Matheus, Durval, e Renê; Ronaldo, Rodrigo Mancha (Régis), Neto Moura (Danilo) e Diego Souza; Élber (Felipe Azevedo) e Samuel. Técnico: Eduardo Baptista.

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador. Àrbitro: Pablo Roman Gonçalves Pinheiro (RN). Assistentes: Flávio Gomes Barroca e Vinícius Melo de Lima (ambos do RN). Gols: Diego Souza (22 min do 1º) e Souza (7 min do 2º) Cartões amarelos: Souza, Pittoni, Bruno Paulista e Titi (B), Diego Souza, Matheus Ferraz e Danilo (S). Expulsão: Bruno Paulista.