betinho

Santa Cruz vence o Boa, encerra sequência de empates e deixa zona de rebaixamento

Daniel Leal – Diario de Pernambuco

O sentimento é de alívio. É como se o torcedor coral tivesse tirado uma, duas tonelada das costas. Como se pudesse voltar a respirar depois de tempos em apnea. O Santa Cruz, enfim, venceu na Série B. Após surreais sete empates consecutivas nas sete primeiras rodadas da competição, a equipe coral venceu o Boa Esporte por 1 a 0, na noite desta terça-feira, no estádio do Melão, em Varginha. Os gols de Nininho e Betinho puseram fim a um jejum de 18 partidas consecutivas na Série B (contando com 11 jogos sem êxitos em 2007). A última vitória tricolor na competição havia sido sobre o Ituano em 29 de setembro daquele ano.


O Santa Cruz fez uma partida impecável – diante daquilo que o nível técnico coral oferece. Foi bem na marcação e ousou no ataque. Foi premiado com a vitória, que não só tirou a equipe da zona de rebaixamento como também, invicto, reaproximou-se do G4. Agora, o Tricolor volta a jogar na próxima sexta-feira, às 21h50, nos Aflitos com portões abertos (a diretoria conseguiu um efeito suspenso). Para a partida, o técnico Sérgio Guedes não poderá contar com Léo Gamalho, que tomou o terceiro cartão amarelo nesta noite e está suspenso.

o jogo

O Santa Cruz buscou a vitória desde os primeiros minutos de jogo. Sentindo-se em casa no esvaziado estádio adversário, o Tricolor dominou a partida. Bem postado em campo, seguro na defesa e rápido na saída para ataque, poderia ter ido para intervalo com uma vantagem ainda maior do que o 1 a 0. Antes do gol de Nininho, Memo perdeu duas grandes chances aos oito e aos 12 minutos esbarrando no goleiro Leandro. Aos 25, foi a vez de Pingo mandar para fora.

O gol estava maduro. O Boa, envolvido pela boa marcação coral, só conseguia arriscar de longe. Pedrinho aos 28 e aos 36 fez Tiago Cardoso trabalhar com chutes de fora da área. Foi tudo. Superior, o Santa Cruz seguia pressionando a seu modo – com mais vontade do que qualidade. E acabou sendo premiado aos 44 minutos quando Nininho tabelou com Pingo e recebeu na frente para balançar as redes com categoria.Niniho

No segundo tempo, aconteceu o que a torcida coral temia. O Santa Cruz recuou e pôs em perigo a vitória. Fez a torcida relembrar que dos sete empates, seis haviam sido por 1 a 1 e em cinco o Santa tinha aberto o placar. Aos oito, Thiago Carvalho testou à queima roupa e Tiago Cardoso salvou. O susto levou o time a acordar. Léo Gamalho respondeu aos 20, Carlos Alberto por pouco não amplia aos 25. Aos 31, o alívio. Danilo Pires sofreu pênalti. Betinho cobrou e ampliou o marcador definindo o placar em favor do Santa Cruz.

Ficha do jogo

Boa Esporte-MG 0
Leandro; Maranhão, Thiago Carvalho, Mateus e Marinho Donizete; Moisés Ribeiro, Betinho, Pedrinho e Malaquias (Denner – aos 15’ do 2°T); Fábio Júnior e Diego (Michel Douglas – 23’ do 2°T).
Técnico: Nedo Xavier.

Santa Cruz 1
Tiago Cardoso; Nininho, Everton Sena, Renan Fonseca e Renatinho; Sandro Manoel, Memo, Danilo Pires e Carlos Alberto (Adilson – aos 43’ do 2°T; Pingo (Emerson Santos – aos 37’ do 2ºT) e Léo Gamalho (Betinho – aos 29’ do 2°T).
Técnico: Sérgio Guedes.

Local: Estádio Dilzon Melo, em Varginha-MG. Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC). Assistentes: Ângelo Bechi e Rosnei Hoffmann Scherer (ambos de SC). Gols: (S) Nininho (aos 44’ do 1°T) e Betinho (aos 30’ do 2°T). Cartões amarelos: (B) Malaquias (aos 47’ do 1°T), Diego (aos 17’ do 2ºT); (S) Pingo (aos 4’ do 2ºT), Léo Gamalho (aos 27’ do 2°T).