CENI 1×2 Sport

Sport vence o Cene, mas tem motivos para lamentar

Régis marcou um dos gols na partida. Foto: Ademir Almeida/Futura Press – Autor: Thiago Wagner

A vitória veio e isso era mais do que esperado pela torcida do Sport no confronto diante do Cene, do Mato Grosso do Sul. Só que apesar do resultado positivo, quem sai com o gostinho amargo na boca é justamente o Leão, que venceu o adversário por 2×1 nesta quarta-feira, no Douradão, e terá que jogar a partida de volta da primeira fase da Copa do Brasil. Isso era tudo que os rubro-negros não queriam já que o segundo duelo com o Cene será no meio das fases decisivas do Pernambucano e do Nordestão. O tão desejado descanso acabou não vindo e o técnico Eduardo Baptista terá que se virar com o calendário um pouco mais apertado. Paciência. Joelinton e Régis marcaram para os visitantes, enquanto Tevez anotou para os donos da casa.

Agora o Sport se concentra no clássico contra o Santa Cruz, no próximo domingo, na Ilha do Retiro, pelo Pernambucano. Copa do Brasil somente no dia 16 de abril.

Tranquilidade se reflete em gols, mas não em classificação

Que o Sport era superior ao Cene todo mundo sabia. Isso ficou comprovado desde o apito inicial do árbitro no confronto. Com maior qualidade, o Leão apostou no toque de bola mais calmo para chegar ao gol adversário. A tranquilidade era tanta, que os jogadores rubro-negros nem precisaram abrir todo o repertório para balançar as redes. Bastaram alguns lampejos para os gols de Joelinton e de Régis, no primeiro e segundo tempo respectivamente. E a quantidade de bolas nas redes poderia ser ainda maior se não fosse o desperdício dos visitantes. A calma virou falta de concentração na hora H, um erro que custou caro aos leoninos, principalmente após o gol de Tevez, que não deixou o Sport se classificar sem a necessidade do jogo de volta. Manter o foco mesmo nos jogos fáceis é uma lição que o Leão tem que aprender para o futuro.

Mandaram bem…

Apagados neste início de temporada, o meia Régis e o atacante Joelinton foram bem nessa quarta-feira. O primeiro deu bons passes para os companheiros de time e chegou bem ao ataque. Em um dos lances, tabelou com Neto Moura e tocou justamente para Joelinton mandar as redes. O meia ainda deixou o dele no segundo tempo após invadir a grande área com a bola dominada. A atuação da dupla veio em boa hora, principalmente se os dois ganharem confiança para as partidas futuras.

Não mandou bem…

Apesar do certo nível de desentrosamento, a defesa do Sport tomou sustos desnecessários nessa noite. Vacilou tanto que tomou um gol do Cene, em jogada aérea. O destaque negativo foi o zagueiro Henrique Mattos, que chegou afobado em muitos lances. Vale abrir o olho, Eduardo.

FICHA DA PARTIDA – CENE-MS 1×2 SPORT

Cene: Guilherme; Cafu, Naka, Saulo e Wesley (Igor); Buru, Pavão (Alexandre), Márcio (Coruja) e Thiaguinho; Marcelo Tevez e Prego. Técnico: Denílson Rafaine.

Sport: Danilo Fernandes; Ronaldo (Wendel), Henrique Mattos, Oswaldo e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha, Neto Moura e Régis (Ítalo); Samuel (Mike) e Joelinton. Técnico: Eduardo Baptista.

Copa do Brasil (1ª fase). Local: Douradão, em Dourados, Mato Grosso do Sul. Árbitro:  Alinor Silva da Paixão (MT). Auxiliares: Paulo Cesar Silva Faria (MT) e  Fabio Rodrigo Rubinho (MT). Gols: Joelinton (SPT) aos 24 minutos do primeiro tempo; Régis (SPT) aos 1 e Tevez (C) aos 10 do segundo. Amarelos: não houve. Público: 867.