Colômbia x Uruguai

Com show de James Rodríguez, Colômbia despacha o Uruguai

James Rodríguez fez os dois gols na vitória da Colômbia ante o Uruguai | Crédito: Clive Rose/Getty Images

Praticamente se sentindo em casa, a Colômbia encarou o Uruguai, em um Maracanã tomado de amarelo, pelas oitavas de final. Os Cafeteros mais uma vez contaram com a brilhante atuação do camsia 10 James Rodríguez, que fez dois e garantiu a inédita classificação às quartas de final.

Logo no primeiro tempo, a Colômbia tratou de tomar a iniciativa da partida e sufocou a Celeste, que se retraia e vivia de estourões para Cavani e Forlán. Até que aos 27 minutos, James Rodríguez dominou no peito e sem deixar a bola cair emendou uma bomba de pé esquerdo, sem chances para Muslera. Festa amarela no Maracanã.

Acompanhe o minuto a minuto da partida

Sem o raçudo Suárez, o Uruguai acordou apenas aos 30, e teve um lampejo com Cavani, que cruzou para o meio e a zaga chegou antes de Cristian Rodríguez. O atacante do Napoli teve outra chance em cobrança de falta, mas mandou por cima do gol de Ospina. Nervoso em campo, Forlán ainda se estranhou com o zagueiro Yepes.

Já no segundo tempo, quem novamente balançou as redes foi a Colômbia. Aos três, Armero cruzou no segundo pau, Cuadrado ajeitou para o meio e James Rodríguez pegou de frente e aumentou para 2 x 0. O gol significou o 5º do camisa 10 nesta Copa do Mundo. Atrás no placar, o técnico Oscar Tabarez resolveu mexer na equipe e sacou o apagado Diego Forlán para a entrada de Stuani, enquanto Álvaro Pereira deu lugar à Gastón Ramirez.

Desesperado, o Uruguai passou a arriscar mais e Cristián Rodriguez mandou de fora de área e exigiu boa defesa de Ospina. A última cartada Celeste foi Alvaro Gonzalez na vaga de Abel Hernandez, que pouco fez em campo. Com a boa vantagem, a Colômbia apenas segurava a posse da bola e explorava o contra-ataque. A Celeste finalizava mais, 11 contra 10, porém com pouca contundência.

O tempo fechou novamente aos 32, quando Ramirez deu pontapé em Armero que fazia cera, entretanto o árbitro deu cartão para o lateral colombiano e para Lugano, que estava no banco de reservas. Na sequência, Maxi Pereira saiu na cara de Ospina e bateu em cima do goleiro. Aos 38, Cavani bateu rasteiro e o camisa 1 colombiano espalmou para escanteio. Mas foi só.

Agora, nas quartas de final, a Colômbia encara o Brasil, na próxima sexta-feira, em Fortaleza.

Com números parecidos, Colômbia e Uruguai se enfrentam sem suas estrelas

Colômbia e Uruguai fecham o sábado de confrontos entre sul-americanos no Maracanã, às 17 horas (de Brasília), para ver quem enfrenta o vencedor de Brasil x Chile nas quartas de final. E tantos os Cafeteros como a Celeste chegam às oitavas sem suas principais estrelas, Falcao Garcia e Luis Suárez.Quem olhar os números das duas equipes pelas outras estatísticas, arriscaria que as duas equipes jogam da mesma forma. O Uruguai acertou 895 passes, dez a mais que a Colômbia. A taxa das duas seleções, no entanto, é de 70% de passes concluídos. Os dois times correram praticamente a mesma distância, de 104 quilômetros. Os Cafeteros, na verdade, se moveram 200 metros a mais, totalizando 104,8 km. O número de finalizações também é parecido (12 dos colombianos contra 11 dos uruguaios).A grande diferença está no ataque mais mortal dos colombianos e na violência mais acentuada nos uruguaios. Enquanto a Colômbia se ocupou em marcar 9 gols nas primeiras três partidas, o Uruguai teve um jogador expulso, cometeu 57 faltas (contra 49 dos adversários destas oitavas), recebeu 6 amarelos (contra apenas 2 dos colombianos) e só conseguiu balançar as redes 3 vezes. A equipe de Jose Pekerman, portanto, é mais fatal quando ataca.

A Fifa registra 38 duelos competitivos entre as duas seleções. E vantagem uruguaia, com 18 vitórias, contra 11 triunfos da Colômbia e 9 empates. O Uruguai também marcou mais gols, com 54. Os colombianos anotaram 43 vezes.

O duelo será marcado principalmente pela ausência de Luis Suárez. O atacante foi banido do futebol por quatro meses, e sequer pode acompanhar a delegação uruguaia no restante do Mundial. Oscar Tabárez e seus comandados terão que deixar de lado os problemas com o principal jogador celeste para, mais uma vez, superar as adversidades e chegar às quartas de final.

Já a Colômbia, aparentemente, chega com o trauma de perder sua principal estrela, Falcao Garcia, superado.

Veja as prováveis escalações de Colômbia x Uruguai:

Colômbia: Ospina, Zúñiga, Zapata, Yepes, Armero; Aguilar, Sánchez, James Rodríguez; Cuadrado, Ibarbo; Jackson Martínez. Técnico: José Pekerman

Uruguai: Muslera, Cáceres, Giménez, Godín, Alvaro Pereira; Álvaro González, Arévalo, Lodeiro, Cristian Rodríguez; Stuani (Rodríguez) e Cavani. Técnico: Oscar Tabárez

Fonte: PLACAR

Veja os confrontos das oitavas de final da Copa do Mundo

Após as primeiras duas semanas de disputada Copa do Mundo, nesta quinta-feira foram decididos as últimos seleções que disputarão as oitavas de final.

Alemanha, Estados Unidos, Bélgica e Argélia, foram as últimas equipes a conquistarem a classificação e se juntam as outras 12 seleções que já garantiram as vagas.

Nas oitavas, destaque para os dois confrontos da América do Sul, Brasil x Chile e Uruguai x Colômbia.

Veja abaixo as oitavas de final, com os horários, datas e os locais das partidas:

Dia 28/06 (Os vencedores se enfrentam nas quartas de final) 

Brasil x Chile – Mineirão – 13h00

Colômbia x Uruguai – Maracanã – 17h00

Dia 29/06 (Os vencedores se enfrentam nas quartas de final) 

Holanda x México – Castelão – 13h00

Costa Rica x Grécia – Arena Pernambuco – 17h00

Dia 30/06 (Os vencedores se enfrentam nas quartas de final) 

França x Nigéria – Mané Garrincha – 13h00

Alemanha x Argélia – Beira-Rio – 17h00

Dia 01/07 (Os vencedores se enfrentam nas quartas de final) 

Argentina x Suíça – Arena Corinthians – 13h00

Bélgica x Estados Unidos – Arena Fonte Nova – 17h00

Fonte: PLACAR