Confiança x Santa Cruz

Após ‘milagre’, Santa Cruz encara Confiança, fora de casa, para seguir vivo na Série C

Ficha do jogo

Confiança
Genilvaldo;Thiago Ennes, Vinicius Simon, Anderson e Altemar; Amaral, Everton, Rafael Villa e Ítalo; Renan Gorne e Marcelinho. Técnico: Daniel Paulista
Santa Cruz
Anderson; Cesinha, João Victor, Vitão e Vítor Lindenberg; Charles, Lucas Gonçalves (Allan Dias) e Everton; Jaílson, Dudu e Augusto. Técnico: Milton Mendes
Local: Batistão.
Horário: 18h.
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL).
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araujo e Brigida Cirilo Ferreira (ambos de AL)

Com estratégia ‘jogo a jogo’, Santa Cruz estreia na Copa do Nordeste contra o Confiança

Ficha do jogo

Confiança
Rafael Robalo; Arlan, Gabriel, Vitor e Radar; Diogo, Zaquel, Rafael Vila e André Beleza; Klenisson e Leo Ceará. Técnico: Ailton Silva.
Santa Cruz
Tiago Machowski, Vítor, Renato Silveira, Genílson e Paulo Henrique; Jorginho, João Ananias e Daniel Sobralense; Arthur Rezende, Robinho e Augusto. Técnico: Júnior Rocha.
Local: Lourival Baptista, em Aracaju.
Horário: 21h45 (do Recife).
Árbitro: Diego da Silva Castro (PI).
Assistentes: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Mauro Cezar Evangelista de Sousa (PI).

Santa enfrenta Confiança em busca da confiança perdida

Autor: Alvaro Filho

 

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Após bater na trave – e por duas vezes – na estreia na Copa do Nordeste, o Santa Cruz quer provar que a derrota para o Bahia foi um mero acidente de percurso. Nesta quarta (17), no Batistão, em Sergipe, o Tricolor busca inspiração no sugestivo nome do adversário, o Confiança, para recuperar justamente um poderoso aliado, a confiança, após um início de temporada irregular.

A partida pela segunda rodada do Grupo C do Nordestão será às 21h30 (do Recife). Antes, o Bahia recebe o Juazeirense, às 19h, na Fonte Nova. O Tricolor da Boa Terra lidera a chave, com três pontos, seguido dos conterrâneos de Juazeiro e dos sergipanos, que somam um, enquanto os pernambucanos seguram temporariamente a lanterna, ainda sem pontuar.

Com Grafite recuperado do choque que abriu a testa do atacante o custou seis pontos de sutura, o Santa Cruz deve ter em campo o mesmo time que pressionou o Bahia em busca da vitória, com direito a duas bolas na trave e um pênalti não marcado. Nem a defesa, considerada o calcanhar de Aquiles tricolor, será alterada, mantendo a formação com Alemão e Danny Morais.

Grafite, Santa

Falando em Grafite, o jogador mantém o discurso otimista dos demais jogadores do Santa, de que apesar do começo com atuações irregulares, o time está se reencontrando e voltando a ter as qualidades da elogiosa campanha do acesso. “Apesar da derrota para o Bahia de outros resultados, como o empate contra o salgueiro, estamos voltando a jogar bem e com um pouco mais de tempo iremos recuperar o futebol do ano passado”, disse o atacante.

Apesar de atuar em outro setor, Grafite não exime o ataque da função de ajudar a defesa na marcação. “Marcelo Martelotte sempre coloca para a gente que a marcação começa lá na frente e se a gente não estiver disposto a ajudar, a zaga ficará vulnerável”, disse o atacante.

 

FICHA DO JOGO

 

Confiança

Rafael Sandes; Ney Maruim, Lucas Rocha, Eron e Izaldo, Wallace Sergipano, Everton, Flávio e Wallace Pernambucano; Caíque e Leandro Kível. Técnico: Betinho.

Local: Batistão (Aracaju). Horário: 21h30 (do Recife).  Árbitro: Clizaldo França (PB). Assistentes: Luis Filipe Gonçalves e Oberto da Silva Santos (ambos da PB)