Copa do Nordeste 2015

Salgueiro pronto para fazer história diante do Ceará

Autor: Ramon Andrade

Foto: Alexandre Gondim/JC

O elenco já está de parabéns, mas é tentadora a possibilidade de ir mais longe. O Salgueiro entra em campo na noite desta quarta-feira (25) para fazer história. A partir das 22h, o Carcará inicia a luta diante do Ceará, no Cornélio de Barros, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Nordeste. É a primeira vez que o clube sertanejo participa da segunda fase do torneio regional. Além da classificação, está em jogo também um “bicho” de R$ 50 mil, a ser dividido igualmente entre os atletas que jogarem. A confiança está em alta no vestiário do Carcará.

É a primeira vez que o Salgueiro enfrenta o Ceará, o que deixa a população da cidade ansiosa para o confronto. Tanto que a diretoria anunciou uma promoção na venda de ingressos: três bilhetes por R$ 10. A expectativa dos sertanejos é que nove mil pessoas compareçam ao Cornélio de Barros, que tem capacidade para 12.000.

Em alta
O atacante Anderson Lessa está com moral no sertão pernambucano. Artilheiro da equipe, com três gols marcados, o jogador se destacou por ser um dos responsáveis a eliminar o Náutico, clube no qual foi formado. Os três gols de Lessa no Nordestão foram marcados justamente nos dois jogos com o Timbu.

Invictos
A curiosidade deste confronto é que tanto o Salgueiro como o Ceará ainda não perderam nesta edição da Copa do Nordeste. Com duas vitórias e quatro empates, o Carcará marcou nove gols e sofreu quatro. Já o Vozão, que tem três vitórias e três empates, fez sete e também sofreu quatro.

Fotos: site oficial do Ceará

Fotos: site oficial do Ceará

Ceará
O elenco do Ceará contém alguns nomes conhecidos no futebol pernambucano. Jogadores como o volante Sandro Manoel (ex-Santa Cruz) e os meias Marcos Aurélio (ex-Sport) e Wescley (ex-Santa) vêm ao Recife. Além deles, o técnico Silas (ex-Náutico) também é conhecido aqui. Mas o maior destaque do Vozão é o atacante Magno Alves, artilheiro da equipe com quatro gols anotados. Magno Alves teve uma discreta passagem pelo Sport, mas no Ceará não se cansa de fazer gol. A zaga do Salgueiro deve ter trabalho com ele.

Ficha técnica

Salgueiro
Luciano; Marcos Tamandaré, Ranieri, Rogério Paraíba e Lúcio; Vitor Caicó, Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Valdeir e Cassio Ortega; Anderson Lessa. Técnico: Sérgio China.

Ceará
Luís Carlos; Samuel Xavier, Charles, Gilvan e Fernandinho; Sandro Manoel, Uillian Correia, Ricardinho e Wescley; Assisinho e Magno Alves. Técnico: Silas Pereira.

Local: Cornélio de Barros
Horário: 22h
Árbitro: José Ricardo Vasconcellos Laranjeira (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo e Rondinelli dos Santos Tavares (ambos de AL)

Sport volta ao palco da consagração contra o Fortaleza

Wladmir Paulino

O Sport volta ao palco onde sagrou-se campeão da Copa do Nordeste no ano passado para iniciar a disputa do mata-mata das quartas de final. Naquela ocaisão, o adversário era o Ceará. Nesta quarta-feira (25), o Leão enfrenta o Fortaleza, a partir das 22h e mantém o mistério na escalação. O técnico Eduardo Baptista tem a opção de repetir o sistema mais marcador que deu certo contra o Náutico ou deixar a equipe mais ofensiva, como fez diante do Sampaio Corrêa, na última rodada da fase de classificação.

Se quiser deixar o time mais precavido, o treinador mantém o volante Wendell, que atuou bem no clássico e já vem numa sequência de boas intervenções quando esteve no banco e entrou no decorrer de alguns jogos. Caso ele prefira ser mais ofensivo, o escolhido deve ser Elber, também jogador de meio de campo mas com característica mais ofensiva.

A segunda alteração deve ser a saída de Régis para a volta do atacante Mike. Se quiser o outro atacante pode ser Joelinton. Caso Mike fique isolado, Diego Souza se adianta. Na lateral direita, Vítor, poupado no domingo, reaparece no posto de Oswaldo, assim como Rithely faz o mesmo em relação a Ronaldo. Como tem mais de uma opção, o técnico rubro-negro resolveu fechar o treino desta terça.

Palavra do professor

Eduardo Baptista não quer falar sobre Páscoa

Eduardo Baptista não quer falar sobre Páscoa

“Tenho duas situações definidas: uma formação com Wendel e outra sem. Ambas são boas, e vamos assistir um pouco mais o Fortaleza para ver qual sistema usar. Fiz o mistério porque Marcelo (Chamusca, técnico do Fortaleza) tem muitos amigos aqui em Recife, então é uma maneira de dificultar um pouco o seu trabalho. Além disso, o treino secreto serve para criar o clima de decisão para os atletas”

O cara

Wendel, Sport

Mesmo questionado em 2014, o Sport bancou a permanência do volante Wendell para 2015. E não se arrependeu. O jogador não é titular absoluto mas sempre tem sido aproveitado e contribuído. No último domingo, como titular, foi o melhor em campo na vitória por 2×0 sobre o Náutico, inclusive com direito a gol marcado.

O adversário

Foto: site oficial do Fortaleza

Foto: site oficial do Fortaleza

O time titular, que descansou na última rodada do Campeonato Cearense – a exceção foi o goleiro Deola – volta para o primeiro jogo decisivo contra o Sport. Dono da quarta melhor campanha, com 11 pontos, inclusive melhor que o próprio Sport, o Fortaleza acredita que a boa fase vai se estender no mata-mata, embora o técnico Marcelo Chamusca tenha jogado o favoritismo sobre o adversário. Opinião diferente do volante Pio que, inclusive, subestimou o zagueiro Durval. Para ele, o capitão rubro-negro é “velho e lento’. Por isso, o time tem que forçar as jogadas pelo lado esquerdo da defesa pernambucana.

Ficha do jogo:

Fortaleza: Deola; Tinga, Lima, Adalberto e Wanderson; Correa, Dudu Cearense (Samuel), Pio e Maranhão ; Lúcio Maranhão e Éverton. Técnico: Marcelo Chamusca.

Sport: Magrão; Vítor, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Wendel (Joelinton) e Diego Souza; Mike e Élber. Técnico: Eduardo Baptista.

Local: Arena Castelão, em Fortaleza-CE. Horário: 22h. Árbitro: Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL). Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL) e Lorival Candido das Flores (RN).

Em clima de decisão, Sport recebe o Sampaio na Ilha

Foto: Diego Nigro/JC Imagem – Autor: Matheus Albino

Sport e Sampaio Corrêa se enfrentam nesta quarta-feira, na Ilha do Retiro, às 22h, pelo Grupo B da Copa do Nordeste em um jogo que reserva todos os componentes de uma decisão. O jogo vale uma vaga para a próxima fase da competição e somente a vitória interessa aos dois times.

Além disso, os dois se envolveram na maior polêmica do campeonato até o momento – “O caso do volante Curuca”. O jogador foi escalado de forma irregular no duelo entre as duas equipes no primeiro turno e o erro da diretoria do time maranhense acarretou na perda de seis pontos. Não fosse isso o Sampaio hoje seria líder com onze pontos. Se existe um favorito neste duelo esse time é o Sport. Além de ser o primeiro do grupo com sete pontos contam a favor do Leão os fatores casa e torcida.

Formação

O técnico Eduardo Baptista não fez mistério e já estava com o time titular pronto no treino desta terça-feira à tarde, no CT José de Andrade Médicis. No entanto, enquanto concedia entrevista à imprensa, os jogadores disputavam o tradicional e perigoso rachão. E a brincadeira entre os atletas fez de Felipe Azevedo mais uma vítima.

O atacante  sofreu uma pancada na coxa e passou a ser dúvida. Caso seja liberado, o sistema ofensivo terá uma formação pouco comum na temporada: Diego Souza, Élber, Felipe Azevedo e Mike.  Juntos, os quatro atuaram em três partidas – Socorrense (fora), Coruripe (Ilha) e Serra Talhada (fora).

Quem pode decidir?

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Se os grandes jogadores costumam aparecer em jogos decisivos o confronto desta quarta é propício para uma boa apresentação do meia Diego Souza. Ainda sem convencer na temporada,  o camisa 87 precisa de uma sequência de bons jogos para finalmente convencer a torcida rubro-negra.

Fique de olho

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Quando a fase é boa para um atacante tudo dá certo e parece que as bolas chegam prontas para serem empurradas nas metas adversárias. Vem sendo assim com Felipe Azevedo. Mantendo  uma regularidade nos jogos, ele vem ganhando o respaldo de Eduardo Baptista e cada vez mais conquistando espaço entre os titulares. Algo bem diferente do início da temporada  quando não era apontado como titular do time.

O adversário

O técnico Oliveira Canindé fez mistério quanto ao time titular. Ele ainda não escolheu o substituto do artilheiro Robert, que está suspenso. Apesar da obrigação de conquistar a vitória Canindé deve vir com uma formação mais voltada para impedir os ataques do Sport do que um time com características ofensivas. A ideia é apostar nos contra-ataques para surpreender o Leão. O volante Gil Mineiro está de volta ao time titular.

Ficha de jogo

Sport: Magrão; Vitor, Durval, Ewerton Páscoa e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha e Diego Souza; Élber, Mike e Felipe Azevedo (Régis). Técnico Eduardo Baptista.

Sampaio Corrêa: Ruan; Daniel Damião, Mimica, Luiz Otávio e Willian Simões; Edivânio, Curuca, Gil Mineiro, Cleitinho (Geraldo) e Raí; Válber.Técnico: Oliveira Canindé

Copa do Nordeste (6° rodada). Local: Ilha do Retiro. Horário: 22h. Áribtro: Jaílson Macedo de Freitas (BA). Assistentes: Alessandro Rocha de Matos e Adaílton José de Jesus (BA)

Náutico dá vexame e empata com o Piauí na Arena

Foto: Alexandre Gondim / JC IMAGEM – Autor: Matheus Albino

Com o estádio praticamente vazio e uma atuação de dar vergonha ao seu torcedor o Náutico empatou com o frágil time do Piauí por 3×3 nesta quinta-feira, na Arena PE,  pela quarta rodada do Grupo C da Copa do Nordeste. Parecia que a torcida estava prevendo que o vexame e por isso não foi ao jogo.

Para piorar, o Timbu conseguiu sofrer três gols de um ataque que ainda não havia marcado um gol sequer na competição. Ao menos quem foi viu uma boa apresentação do meia Patrick Vieira, autor de dois gols e de uma assistência para Fillipe Soutto, que marcou o terceiro. Pelo Enxuga Rato Cláudio anotou dois tentos e Pablo fechou a conta.

Com o resultado o Náutico permaneceu na segunda colocação com cinco pontos. No próximo domingo o time dá uma pausa no Nordestão e volta a jogar pelo Pernambucano, onde enfrenta o Central na Arena PE.

O jogo

Patrick Vieira foi o destaque do Náutico. Foto: Alexandre Gondim / JC IMAGEM

Patrick Vieira foi o destaque do Náutico. Foto: Alexandre Gondim / JC IMAGEM

Parecia que o Náutico venceria o Piauí com certa tranquilidade e que logo nos primeiros minutos os gols sairiam. O início até comprovou essa tese já que o time dominou as ações e teve a posse de bola. O toque de bola rápido abria a frágil defesa do Enxuga Rato mas o problema era na finalização das jogadas.

A primeira chance saiu aos 11 minutos com Renato, que de dentro da área tentou o ângulo esquerdo mas não acertou. Patrick Vieira e Bruno Alves deram velocidade ao meio de campo e também tiveram chance. Aos 13 Patrick por pouco não aproveitou bem o cruzamento de Gastón. Aos 19 Renato fez bela jogada mas demorou  para finalizar e foi desarmado.

Com o Náutico começando a errar com mais frequência os passes o Piauí se soltou em campo. Aos 22 Binha desceu pela esquerda e arriscou de fora, a bola passou pela direita do gol de Júlio César. A formação com três volantes diante de um time que não fez nenhum gol no campeonato foi uma escolha equívocada do técnico Levi Gomes. Os espaços foram aumentando para os visitantes e por pouco o gol não saiu aos 35 minutos após bela cobrança de falta de Thiaguinho.

Foto: Alexandre Gondim / JC IMAGEM

Foto: Alexandre Gondim / JC IMAGEM

Dois minutos depois o Piauí assustou de novo, desta vez com Jorginho. Ele entrou livre e chutou rasteiro, levando muito perigo. O Náutico voltou com a mesma formação no segudo tempo, porém, com atitude diferente. Mais ligado em campo os alvirrubros partiram com tudo em busca do gol. E não demorou a sair, aos cinco minutos Guilherme cobrou bem a falta, Patrick Vieira dominou e chutou forte, a bola desviou no rosto de Rafael Negão e entrou.

Foi o gol do alívio para dar mais tranquilidade em campo. Logo aos 18 minutos o Timbu balançou as redes outra vez. A defesa do Piauí parou pedindo falta, o árbitro mandou seguir e Guilherme cruzou rasteiro para Patrick Vieira escorar.  Apesar do 2×0 os minutos seguintes foram de desespero e cenas lamentáveis que culminaram num resultado inacreditável.

Aos 23 minutos Tiaguinho jogou a cobrança de lateral na área, a bola foi passando e encontrou Pablo, que diminuiu. A reação dos visitantes parou no gol de Fillipe Soutto, que aproveitou o passe de Patrick Vieira e chutou forte no canto direito.

Foto: Alexandre Gondim / JC IMAGEM

Foto: Alexandre Gondim / JC IMAGEM

Tudo parecia se encaminhar para uma vitória tranquila e a liderança, faltou combinar com Cláudio, atacante do Piauí. Foi dele os dois gols que empataram a partida e deram o terceiro ponto ao time piauiense. Aos 35 ele aproveitou a falha grotesca de João Ananias e tocou na saída de Júlio César; e aos 40 em um cruzamento rasteiro o atacante chutou forte no meio do gol e empatou. Fim do vexame – Náutico 3×3 Piauí.

Náutico: Júlio César; Guilherme, Diego, Elivélton e Gastón Filgueira; João Ananias, Fillipe Soutto, Helder Ribeiro e Bruno Alves (Jefferson Nem); Patrick Vieira e Renato (João Paulo). Técnico: Levi Gomes (interino).

Piauí: David; Jorginho, Rafael Negão, Bruno Ernandes e Tiaguinho; Binha, Dalton, Leis (Dênis) e Darley (Agostinho); Silas e Pablo (Cláudio) Técnico: Marco Antônio Santos. Local: Arena PE. Horário: 22h. Árbitro: Pablo Alves (PB). Assistentes: Márcio Freire (PB) e Rondinelle dos Santos (AL).  Cartões amarelos: Agostinho e Darley (Piauí). Gols: Náutico – Patrick Vieira (aos 5 e 17 do 2°t) e Fillipe Soutto (aos 32 do 2°t); Piauí (Cláudio, aos 34 e 40 do 2°t) Pablo (aos 24 do 2°t). Público: 698. Renda: R$ 8.835,00.

Foto: Alexandre Gondim / JC IMAGEM

Foto: Alexandre Gondim / JC IMAGEM

Só vitória interessa ao Náutico contra o Piauí

Treinador conta com retorno de Rodrigo Soutto. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem – Autor: Thiago Wagner

É lógico que o resultado de Piauí e Náutico não vai sacramentar o futuro das duas equipes no Grupo C do Nordestão. Mas um mau resultado vai complicar muito a vida de um dos dois na chave. Por isso nem o empate interessa nesta quinta-feira, às 21h45, no Albertão, no confronto da terceira rodada. Quem perder vai ter a situação muito delicada no regional.

Timbu com volta de Soutto

O Náutico vai chegar para esse duelo com um reforço importante. O volante Fellipe Soutto está recuperado da virose e do cansaço muscular que o afastou do confronto com o Moto Club e retorna ao time titular. Mas ele não deve ser a única mudança. O técnico Moacir Júnior também pretende utilizar o zagueiro Elivélton na equipe. O defensor ficou de fora dos últimos jogos por conta de lesão na coxa esquerda.

O cara – Fellipe Soutto

Justamente pelo retorno é que Fellipe é “o cara” do Náutico nesse jogo. Com ele em campo, há a esperança que o Timbu tenha maior qualidade na saída de jogo e na criação.

Fique de olho – Renato

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

O jovem alvirrubro é outro que gera expectativa na torcida. Rápido, pode ser uma arma para o Náutico, principalmente se o Timbu apostar nos contra-ataques. Vale ficar de olho nele.

Ameaça – O desconhecido

Qual a escalação do Piauí? Pois é. Pouco são os que sabem como vem o adversário desta quinta. É muito provável que o técnico Moacir Júnior tenha estudado o adversário, mas ainda assim é uma equipe cercada pelo desconhecido. E isso pode ser perigoso para os alvirrubros.

Curiosidade – Timbu x Rato Molhado

O duelo também marcará o confronto entre o Timbu e o Rato Molhado, como é conhecido o Piauí. Não é nada que vá mudar a sua vida, torcedor, mas não deixa de ser uma curiosidade bacana.

FICHA DA PARTIDA – PIAUÍ X NÁUTICO

Piauí: David; Jorginho, Bruno Ernandes, Rafael e Thiaguinho Silva; Dalton, Vitor Recife, Jeová e Darley; Agostinho e Fabiano. Técnico: Marcão.

Náutico: Júlio César; David, Flávio, Elivélton e Gáston; João Ananias, Fellipe Soutto, Patrick Vieira e Bruno Alves; Renato e Josimar. Técnico: Moacir Júnior.

Nordestão (Grupo C). Local: Albertão, Piauí. Horário: 21h45 (horário local). Árbitro:  Jose Cleuton Souza Lima (Ceará). Auxiliares:  Arnaldo Rodrigues de Souza e Nailton Junior de Sousa Oliveira (ambos do Ceará).

Sport empata na Ilha e acende alerta no Nordestão

Rithely ficou sobrecarregado na marcação. Foto: Guga Matos/JC Imagem / Autor: Thiago Wagner

Dizer que o Sport ficou devendo é pouco no retorno à Ilha do Retiro. O tal quarteto ofensivo formado por Régis, Élber, Diego e Samuel demonstrou muita confusão na armação das jogadas e pouco criou para o Leão. Poucas foram as chances de gols criadas pelos rubro-negros. Para piorar, a marcação foi falha e deu espaços para o adversário. Sorte que Magrão estava em dia inspirado e que o Coruripe não era um grande adversário, senão o torcedor estaria lamentando muito mais do que o placar de 0x0 na noite desta quarta-feira, pelo Grupo B do Nordestão. Ainda assim foi muito pouco para o considerado favorito do regional. O sinal de alerta está aceso, afinal são dois jogos e nenhuma vitória na competição.

O resultado pode até ter refletido o que foi a partida entre as duas equipes – um confronto fraco -, mas foi muito ruim para os dois times. O Hulk chegou ao segundo empate seguido e tem apenas dois pontos, enquanto o Sport está em situação pior com apenas um. Lembrando que os dois piores segundos colocados não se classificam para a fase seguinte da Nordestão. Logo, é bom o técnico Eduardo Baptista encontrar um modo do Leão render caso não queira fazer contas para se classificar.

Quarteto do Sport demonstra muita confusão e pouca produção

Tão aguardado pela torcida, o quarteto formado por Régis, Élber, Diego Souza e Samuel pouco fez no campo. O desempenho deles foi tão ruim que fica até difícil dizer quem se destacou mais. Foram ligações diretas e muitos passes errados. Além disso, o sono das partidas anteriores voltou novamente para os rubro-negros. Mais parecia que os quatro nunca tinham jogado juntos nem em treinamento. Muito disso por causa da pouca movimentação dos atletas. Acabou que o quarteto foi desfeito no intervalo – saíram Diego Souza e Élber para as entradas de Joelinton e Mike respectivamente.

Samuel pouco fez no gramado. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Samuel pouco fez no gramado. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Fora o fraco aproveitamento no ataque, o Sport foi muito mal também na marcação. Esqueça aquela forte pegada de 2014. O Leão deste ano deixa espaços para o adversário e marca muito atrás do meio de campo. Muito disso porque os quatro jogadores ofensivos pouco ajudam na marcação. Acabou que Rithely e Mancha ficaram sobrecarregados lá atrás. Não foi raro ver o Coruripe chegar ao ataque. Bom para os rubro-negros que Magrão estava em dia de Magrão – fez no mínimo duas boas defesas – e que os alagoanos pareciam satisfeitos com o empate em alguns momentos. Caso contrário, o resultado poderia ser muito pior nesta quarta.

Com tão fraco desempenho, foi natural que o torcedor vaiasse o time no intervalo e depois da partida. Uma cobrança justa afinal o Sport é o time mais caro do Nordestão e ainda não demonstrou nem sombra do que se espera. É um time que ataca mal e que principalmente dá muitos espaços na marcação. Há muito o que se melhorar nas bandas da Ilha do Retiro.

FICHA DA PARTIDA – SPORT 0X0 CORURIPE

Sport: Magrão; Vitor, Páscoa, Durval e Renê; Rithely, Mancha, Régis, Diego Souza (Joelinton) e Élber (Mike); Samuel (James Dean). Técnico: Eduardo Baptista.

Coruripe: Carlos; Denilson, Jair, Willames José e Antônio Carlos; Léo Maceió e Mazinho e Tiago Lima (Luís Mário); Casa Grande (George) e Ivan (Thiago Alagoano). Técnico: Jaelson Marcelino.

Copa do Nordeste (2°rodada Grupo B). Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN). Assistentes: Flávio Gomes Barroca e  Jean Márcio dos Santos (ambos do RN). Gols: não houve. Amarelos: Renê (S), Denílson (C),  Durval (S), Léo Maceió (C) e Carlos (C).

Com quarteto ofensivo, Sport recebe o Coruripe na Copa do Nordeste 2015

 Daniel Leal /Diario de Pernambuco

No quarto jogo oficial do ano, o técnico Eduardo Baptista promoverá a quarta escalação distinta do time. Sinal escancarado de dúvidas, ajustes em andamento e de que ainda se busca a melhor formação para o Sport. Contra o Coruripe-AL, às 19h de hoje, pela Copa do Nordeste, o treinador terá a chance de unir o útil ao agradável. Encontrando o adversário teoricamente mais frágil do ano até então, o Leão irá a campo com a formação que a torcida mais vinha cobrando e, de quebra, poderá pôr à prova o seu poderio ofensivo com força máxima. E se o rival não é o dos mais fortes, pressão dobrada. Afinal, respeito à parte, se não fizer o dever frente ao modesto Coruripe, em plena Ilha do Retiro, vai fazer contra quem?

Pela primeira vez, Samuel, Diego Souza, Régis e Elber jogarão juntos. Após a derrota na estreia para o Sampaio Corrêa e de ocupar atualmente a lanterna do Grupo B, esse quarteto terá a responsabilidade de carregar o Sport rumo à recuperação imediata no Nordestão. Nunca é demais relembrar que, diferente do ano passado, a atual edição classifica à fase seguinte apenas os primeiros colocados – além dos três melhores segundos de cada grupo. Ou seja, atual campeão, o Leão não teria passado da primeira fase com as regras atuais em 2014.

Para promover essa escalação mais ousada, Eduardo Baptista sacou o criticado Danilo do time para a entrada de Elber. O meia terá dupla função. “De marcação, ele vai ter mais ou menos mesma função que o Danilo. Mas para jogar vai ter uma liberdade a mais e se não conseguir recompor, o Rithely faz a cobertura”, explicou. “Com Elber a gente perde um pouquinho de velocidade e marcação, mas ganhamos um passe um pouco mais qualificado e uma visão de meia. Dentro da Ilha é um risco que vale correr”, acrescentou.

Fragilidade
A pressão para escalar um time mais ofensivo era grande. Eduardo garantiu que as alterações estão sendo realizadas via planejamento, porém admitiu que o adversário foi um fator motivante. “As mudanças acontecem naturalmente. Não posso pensar como torcedor e fazer mudanças radicais, de mudar esquema. As coisas vão mudar gradativamente. A gente pega um adversário não tão tradicional, mas não quer dizer que será fácil. Vamos tentar abrir mais e buscar mais o gol”, explicou Baptista.

Saiba Mais

Lar, doce lar
Um teste rápido para a memória do torcedor do Sport: qual foi a última vez que o time jogou na Ilha do Retiro? Pode-se dizer que já faz bastante tempo. Com gol de Diego Souza, de pênalti, o Leão venceu o Figueirense em 2 de novembro pela Série A e pôs fim a uma sequência de oito jogos sem vencer. Desde então, o clube teve cinco jogos como mandante – todos na Arena Pernambuco. O torcedor que for ao jogo hoje, encontrará um estádio com gramado e arquibancadas reformados.

Desfalcado
Após estrear com empate em casa com o Socorrense-SE (1 a 1), o técnico Jaelson Marcelino irá sofrer com os desfalques para enfrentar o Leão. Serão cinco no total. O meia Aurélio ainda está fora de forma, enquanto Da Silva, Jota, Furlan e Kaká estão entregues ao departamento médico.

Salgueiro fica no 0x0 com o Piauí

Autor: Thiago Wagner

Mesmo jogando em casa, o Salgueiro não conseguiu fazer o suficiente para vencer o Piauí na noite desta terça-feira, no Cornélio de Barros, pelo Grupo do C do Nordestão.

Com o placar, o Carcará vai para dois pontos e mantém a liderança provisória da chave. Isso até o próximo sábado, quando Náutico e Moto Club se enfrentam fora de casa. Alvirrubros e maranhenses possuem um ponto cada.

O próximo compromisso do Salgueiro é contra o Moto Club, em casa, no dia 18 de fevereiro. Antes disso, os sertanejos enfrentam o Sport, pelo Pernambucano, na próxima sexta-feira.

Náutico e Salgueiro repetem a dose, agora pelo Nordestão

Autor: Wladmir Paulino

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Náutico e Salgueiro repetem a dose do Campeonato Pernambucano nesta quinta-feira (5), desta vez na estreia de ambos pela Copa do Nordeste. O palco é a mesma Arena Pernambuco, a partir das 19h45. O que a torcida dos dois times espera é que o final não seja o mesmo, já que o confronto pelo Estadual terminou num insosso 0x0. Os dois pernambucanos estão no Grupo C.

Escaldado pelo resultado anterior, o técnico alvirrubro Moacir Júnior quer um time com mais mobilidade, principalmente no setor ofensivo, para não ser presa tão fácil da defesa rival. “É preciso que o sistema ofensivo tenha mais mobilidade para abrir o bloqueio defensivo do Salgueiro.”

Além dessa alteração tática, o comandante timbu também muda na escalação. O volante Fillipe Soutto está regularizado e entra na vaga de Helder Riberiro. Na teoria, Soutto já era o preferido de Moacir, que o colocara como titular nos amistoso com o Decisão e nos dois jogos da Supercopa do Maranhão. “Fillipe Soutto é um jogador que está encaixado no time. Apesar do pouco tempo, já faz a diferença pelo seu bom passe, os lançamentos e na bola parada. Vamos ter um crescimento na nossa organização de jogo”, pontuou.

Mesmo considerado diferencial, o volante faz questão de dividir a responsabilidade com os demais companheiros. ““Ninguém joga sozinho. Você pode até decidir uma partida em uma jogada individual. Agora, para conquistar um campeonato é preciso ter um grupo coeso”, disse.

Sérgio China comanda o Salgueiro. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Sérgio China comanda o Salgueiro. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Pelo lado do Salgueiro, o técnico Sérgio China deve manter a mesma formação do confronto anterior. E se o time conseguir repetir o ponto conquistado não vai decepcionar o treinador, que acredita numa vaga fazendo os resultados dentro do Cornélio de Barros. “Entendemos que o Náutico, na nossa chave, é a equipe que todo mundo já diz que está classificada. Mas vamos em busca do resultado, da nossa classificação. É difícil para qualquer adversário jogar lá em Salgueiro. Por isso, quem mantiver um bom nível vai conseguir a vaga”.

Ficha do jogo:

Náutico: Júlio César; David, Elivélton, Flávio e Gastón Filgueira; João Ananias, Fillipe Soutto e Jefferson Renan; Bruno Alves, Josimar e Renato (Stéfano Yuri).

Salgueiro: Luciano; Marcos Tamandaré, Ranieri, Luiz Eduardo e Marlon; Moreilândia, Rodolfo Potiguar, Vítor Caicó, Lúcio e Valdeir; Kanu.

Local: Arena Pernambuco. Horário: 19h45. Árbitro: Sebastião Rufino Filho. Assistentes: Clóvis Amaral e Albert Júnior. Ingressos: sócio do Náutico R$ 20, não-sócio R$ 50, estudante, conselheiro, proprietário/cadeira, idoso, criança (7 anos) R$ 25, assentos premium R$ 120.

Tabela da Copa Nordeste 2015

A Diretoria de Competições da CBF divulga a tabela detalhada e os documentos da Copa do Nordeste 2015. A competição começa no dia 3 de fevereiro e tem sua final em 29 de abril. Nesta edição, participam os seguintes clubes: Sport, Náutico, Salgueiro, Bahia, Vitória, Serrano, Ceará, Fortaleza, América de Natal, Globo, Coruripe, CRB, Botafogo-PB, Campinense, Sampaio Corrêa, Moto Club, Confiança, Socorrense, Ríver e Piauí.

Na primeira fase do campeonato, são 20 clubes divididos em cinco grupos de quatro. Para a segunda etapa avançam os primeiros colocados e os três melhores segundos, independentemente de grupo; chegando à terceira fase, de semifinais e aos dois jogos da final.

Rodada 1
04.02. 20:00 Bahia Campinense
04.02. 21:30 Coruripe Socorrense
04.02. 22:20 Ceara Fortaleza
04.02. 22:20 Confianca Vitoria
04.02. 22:20 Sampaio Correa 3 2Sport Recife
05.02. 20:00 Serrano America-RN
05.02. 20:45 Nautico Salgueiro
05.02. 22:45 Globo CRB
05.02. 23:00 Piaui Moto Club
Rodada 2
11.02. 18:00 America-RN Confianca
11.02. 18:00 Campinense Globo
11.02. 18:00 CRB Bahia
11.02. 18:00 Fortaleza Botafogo PB
11.02. 18:00 Moto Club Nautico
11.02. 18:00 River-PI Ceara
11.02. 18:00 Salgueiro Piaui
11.02. 18:00 Socorrense Sampaio Correa
11.02. 18:00 Sport Recife Coruripe
11.02. 18:00 Vitoria Serrano
Rodada 3
18.02. 18:00 Ceara Botafogo PB
18.02. 18:00 Confianca Serrano
18.02. 18:00 CRB Campinense
18.02. 18:00 Globo Bahia
18.02. 18:00 Piaui Nautico
18.02. 18:00 River-PI Fortaleza
18.02. 18:00 Salgueiro Moto Club
18.02. 18:00 Sampaio Correa Coruripe
18.02. 18:00 Sport Recife Socorrense
18.02. 18:00 Vitoria America-RN
Rodada 4
04.03. 18:00 America-RN Vitoria
04.03. 18:00 Bahia Globo
04.03. 18:00 Botafogo PB Ceara
04.03. 18:00 Campinense CRB
04.03. 18:00 Coruripe Sampaio Correa
04.03. 18:00 Fortaleza River-PI
04.03. 18:00 Moto Club Salgueiro
04.03. 18:00 Nautico Piaui
04.03. 18:00 Serrano Confianca
04.03. 18:00 Socorrense Sport Recife
Rodada 5
11.03. 18:00 Bahia CRB
11.03. 18:00 Botafogo PB Fortaleza
11.03. 18:00 Ceara River-PI
11.03. 18:00 Confianca America-RN
11.03. 18:00 Coruripe Sport Recife
11.03. 18:00 Globo Campinense
11.03. 18:00 Nautico Moto Club
11.03. 18:00 Piaui Salgueiro
11.03. 18:00 Sampaio Correa Socorrense
11.03. 18:00 Serrano Vitoria
Rodada 6
18.03. 18:00 America-RN Serrano
18.03. 18:00 Campinense Bahia
18.03. 18:00 CRB Globo
18.03. 18:00 Fortaleza Ceara
18.03. 18:00 Moto Club Piaui
18.03. 18:00 River-PI Botafogo PB
18.03. 18:00 Salgueiro Nautico
18.03. 18:00 Socorrense Coruripe
18.03. 18:00 Sport Recife Sampaio Correa
18.03. 18:00 Vitoria Confianca