CRB 2×1 Sport

Derrota traz pressão para o Sport no Nordestão

Autor: Thiago Wagner

Perder para o CRB em uma mata-mata de Nordestão é até aceitável dada as dificuldades que a fase final da competição exige. No entanto, a derrota de 2×1 para os alagoanos, nesta quarta-feira, no Rei Pelé, traz certa pressão para o Leão, que vai para sua segunda derrota seguida. Isso obriga os rubro-negros a demonstrarem algum tipo de reação já no segundo jogo para o torcedor não ficar ainda mais desconfiado. Lúcio Maranhão e Somália anotaram para os donos da casa, enquanto Lenis marcou o dos leoninos.

A volta entre as duas equipes já será neste sábado, às 18h, na Ilha do Retiro. O CRB tem a vantagem do empate, enquanto que uma vitória normal do Sport dá a classificação para os rubro-negros, com exceção do 2×1, que dá pênaltis.

Defesa vacilou

Apesar de jogar fora de casa, o Leão tente boa chances de marcar para balançar as redes. No primeiro tempo, a marcação forte no meio de campo fez os rubro-negros chegarem com perigo no gramado. Diego Souza, que reestreava no Sport, era o maestro da equipe deixando os companheiros na cara do gol.

As chances criadas, contudo, não foram refletidas em gols para os leoninos. Muito porque os atletas rubro-negros cansaram de perder gols. Os erros de finalização custaram caro para o Sport, que vacilou na defesa e sofreu o gol. A desvantagem fez o Leão diminuir o ritmo, o que equilibrou o jogo com chances para os dois lados. Curiosamente, foi neste momento que o empate ocorreu após boa jogada individual de Lenis.

Mas os leoninos voltaram a farrapar na defesa na segunda etapa e sofreram o segundo gol da derrota. Só que diferentemente do primeiro tempo, o Sport não teve forças para reagir. Seja pela continuidade dos erros de finalizalização ou pela falta de criatividade no meio. Maestro no começo do jogo, Diego Souza sumiu no campo e viu o Leão sair derrotado na sua volta ao clube.

FICHA DA PARTIDA – CRB 2×1 SPORT

CRB: Juliano; Marcos Martins, Gabriel, Jussani e Diego; Olívio, Somália, Bocão e Dakson (Mateus Galdezani); Luidy (Érico Jr.) e Lúcio Maranhão (Neto Baiano). Técnico: Mazola Júnior.

Sport: Danilo Fernandes; Samuel Xavier (Maicon), Luís Gustavo, Henríquez e Renê; Rithely, Serginho e Diego Souza; Gabriel Xavier (Fábio) (Luiz Antônio), Lenis e Vínicius Araújo. Técnico: Falcão.

Nordestão (quartas de final). Local: Rei Pelé, Maceió (AL). Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves (RN); Auxiliares: Leandro Lincon Santos e Francisco Jailson da Silva (ambos do RN). Gols: Lúcio Maranhã (C) aos 11 e Lenis (S) aos 31 minutos do primeiro tempo. Amarelos: Samuel Xavier (S), Luidy (C), Dakson (C), Diego (C), Renê (S) e Mateus Galdezani (C). Público: Renda: