GP da Itália

Hamilton confirma favoritismo e fica com a pole em Monza

Por F1Team

O que era esperado, aconteceu neste sábado no treino de classificação para o GP da Itália de Fórmula 1. Lewis Hamilton, que vinha sendo o mais rápido desde a sexta-feira, garantiu a primeira colocação no grid de largada para a corrida de amanhã. A pole position do britânico foi conquistada com o tempo de 1min24s109, dois décimos mais rápido do que o seu companheiro de equipe, Nico Rosberg.

Hamilton larga na pole em Monza

Hamilton larga na pole em Monza

O líder do campeonato, por sinal, não teve forças para ao menos ameaçar a pole de Lewis. Apesar de ter andado forte e não ter dado chances para os rivais da Williams, Rosberg não teve forças suficientes para bater a marca do seu companheiro de equipe. O melhor tempo de Nico foi registrado em 1min24s383.

A Williams também confirmou a posição de segunda força na Itália. Valtteri Bottas e Felipe Massa andaram muito forte e garantiram a terceira e quarta colocações, respectivamente. Apesar de não terem conseguido brigar por posições com a Mercedes, que continua muito superior, os pilotos do time de Grove podem comemorar o fato de não terem sido ameaçados pela Red Bull, única equipe que tem medido forças com a Williams nesta temporada.

Correndo em casa, a Ferrari acabou decepcionando. O time vermelho até andou bem em todos os treinos, mas quando chegou “a hora da verdade”, a escuderia de Maranello mostrou que ainda tem um carro inferior ao das suas rivais. A melhor posição de largada ficou com Fernando Alonso, que parte em sétimo. Já Kimi Raikkonen fez apenas o décimo segundo tempo no treino.

Vencedor do último GP, Daniel Ricciardo não tem tido um fim de semana tão positivo e largará na modesta nona colocação. Enquanto o seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel, parte em oitavo.

O treino

A classificação deste sábado foi uma das mais previsíveis do ano. Tirando algumas exceções, tudo aconteceu dentro do planejado. A começar pelo clima. Desta vez, a meteorologia acertou e o treino foi realizado com tempo limpo e pista seca, o que facilitou um pouco a vida dos pilotos.

Com relação aos resultados, praticamente tudo aconteceu como esperado. Com a Mercedes dominando e a Williams se mostrando como a segunda força. Também não tivemos acidentes e bandeiras vermelhas, por outro lado tivemos um Q3 bastante empolgante no início.

Q1

Em Monza, as melhores equipes costumam se dar bem e dificilmente vemos grandes surpresas nos treinos de classificação. E foi isso que se viu na primeira parte do treino. As principais equipes passaram para a segunda parte do treino sem grandes sustos, enquanto os carros mais lentos acabaram eliminados.

Grosjean perdeu muito tempo nos boxes

Grosjean perdeu muito tempo nos boxes

Dentre estes eliminados estavam os carros da Lotus. A escuderia de Enstone tem vivido o pior ano da sua trajetória na Fórmula 1. E este fim de semana tem sido bastante difícil para a equipe. Romain Grosjean quase não deixou os boxes com um vazamento de óleo. Ele só conseguiu deixar os pits nos últimos minutos e marcou apenas o décimo oitavo tempo. Já Pastor Maldonado terminou em décimo sétimo e também teve problemas, mas no câmbio.

Os outros eliminados foram os pilotos da Caterham e da Marussia. Kamui Kobayashi, que foi chamado as pressas para participar do GP da Itália, largará na décima nona colocação. Atrás dele parte Jules Bianchi, seguido pelo seu companheiro de equipe, Max Chilton, e Marcus Ericsson.

Q2

A segunda parte do treino voltou a mostrar a dificuldade que Kimi Raikkonen tem tido para se adaptar ao carro da Ferrari. O finlandês até tentou até o último instante, mas não conseguiu uma volta boa o suficiente para garantir a classificação para a última parte do treino. Ele marcou apenas o décimo segundo tempo.

Kvyat fez o décimo primeiro tempo, mas perderá posições no grid

Kvyat fez o décimo primeiro tempo, mas perderá posições no grid

Quem mais chegou perto de garantir uma vaga entre os dez primeiros colocados foi Daniil Kvyat, da Toro Rosso. O jovem piloto russo marcou o décimo primeiro tempo, mas perderá posições por uma troca de motor. Já o seu companheiro de equipe, Jean-Éric Vergne, fez o décimo terceiro tempo, seguido por Nico Hulkenberg, décimo quarto.

Na expectativa de brigar pelos pontos neste fim de semana, a Sauber ainda está longe do seu objetivo. Adrian Sutil e Esteban Gutiérrez marcaram apenas o décimo quinto e décimo sexto tempos, respectivamente.

Q3

A última parte do treino começou bastante empolgante, mas esfriou nos últimos minutos. Logo no início do Q3, todos deixaram os boxes buscando um bom tempo. E praticamente a posição obtida na primeira tentativa, foi mantida até o final. Quem se deu melhor foi Hamilton, que partiu bem logo no início e garantiu um tempo suficiente para ficar com a pole position.

Hamilton ficou com a pole position

Hamilton ficou com a pole position

Rosberg, que tentava tomar a primeira posição do britânico, tentou até o último instante, mas não fez uma volta boa o suficiente nem para ameaçar Lewis. Restou a ele se contentar com a segunda colocação. O mesmo aconteceu com Bottas e Massa. O finlandês acabou se dando melhor e larga em terceiro, já o brasileiro parte na quarta colocação.

Nas posições seguintes largarão Kevin Magnussen (5º) e Jenson Button (6º), da McLaren, Fernando Alonso (7º), da Ferrari, Sebastian Vettel (8º) e Daniel Ricciardo (9º), da Red Bull, e Sergio Pérez (10º), da Force India.

Confira os tempos:

Classificação - Itália