João Havelange

Joana Havelange compartilha mensagem: "O que tinha que ser roubado já foi

Joana Havelange (C) manteve o cargo no COL mesmo depois da renuncia do pai da presidência da CBF –  Redação /Correio Braziliense

Filha do ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e neta do ex-presidente da Fifa, João Havelange, a diretora do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo (COL), Joana Havelange, publicou no Instagram polêmica mensagem sobre os protestos contra a Copa do Mundo de 2014. 

No texto, compartilhado por diversos perfis e de autoria desconhecida, há trecho bastante polêmico: “o que tinha que ser roubado já foi”. O futuro presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, foi outro que compartilhou a mensagem.

Confira o texto completo:
“Não apoio, não compartilho e não vestirei preto em dia nenhum de jogo do Mundial. Quero que a Copa aconteça da melhor forma. Não vou torcer contra, até porque o que tinha que ser gasto, roubado, já foi. Se fosse para protestar, que tivesse sido feito antes. Eu quero mais é que quem chegue de fora, veja um Brasil que sabe receber, que sabe ser gentil. Quero que quem chegue, queira voltar. Quero ver um Brasil lindo. Meu protesto contra a Copa será nas eleições. Outra coisa, destruir o que temos hoje, não mudará o que será feito amanhã.”