Joinvile 1×1 Sport

Sport volta a jogar mal, arranca empate no fim com Joinville e vê G4 ainda mais longe

Sport abusou de ligações longas na partida e criou poucas chances na Arena Joinville, em Santa Catarina – Por SuperEsportes

O Sport voltou a apresentar, na noite desta quarta-feira, aqueles mesmos erros que fizeram o time engrenar a sequência de dez jogos sem vitória na Série A. Erros de passes, apatia em momentos determinantes da partida e falhas individuais cruciais. Estava sendo derrotado pelo vice-lanterna Joinville até os 45 minutos do segundo tempo. Dos males, o menor: empatou com André. Mesmo que não tenha conseguido engrenar a sequência de vitórias esperada em Santa Catarina, o Leão saiu de campo deixando na torcida a sensação de que um ponto foi até um bom negócio tão abaixo da média foi o futebol apresentado pelos rubro-negros. O gol catarinense foi marcado por Edigar Junio, ainda no primeiro tempo.

Foi o 13º jogo sem vitórias do Sport como visitante no Brasileiro. O Leão segue, então, como o único time que ainda não venceu fora de casa na disputa. Agora com 37 pontos, o Sport volta a campo no próximo domingo, quando enfrentará o lanterna Vasco, no Maracanã. Para a partida, não poderá contar com o meio-campista Diego Souza, que sofreu o terceiro cartão amarelo.

O jogo
O Sport apresentou um futebol de baixo nível no primeiro tempo. No cardápio de horrores, o prato principal foi a quantidade de passes errados. Em 49 minutos, foram 21. O Leão bateu cabeça. Foi facilmente dominado pela equipe vice-lanterna da competição desde os primeiros minutos. É bem verdade que equilibrou e até chegou a ser superior em meados dos 30 minutos. Perdeu a única chance aos 34, quando Maikon Leite, um dos piores da equipe, fez tudo errado e praticamente recuou para o goleiro após grande jogada de Diego Souza. Foi o mais perto do gol que o Leão chegou.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DA SÉRIE A

Mesmo apresentando dificuldades que o credenciam como uma das piores equipes da Série A, o Joinville mereceu sair vencedor da etapa inicial, tamanha foi a falta de vontade de ganhar apresentada pelos rubro-negros. O gol dos catarinenses saiu de uma série de lambanças dos leoninos. Aos 38, Durval saiu jogando errando. A defesa chegou a retomar a bola, mas Ferrugem voltou a errar ainda na defesa. Edson Ratinho cruzou, Durval afastou, mas, no rebote, Rogério testou de volta na área. Durval ficou só olhando enquanto Edigar Junio dominou e mandou para as redes.

Segundo tempo
Demonstrando não ter gostado nada do que viu, o técnico Eduardo Baptista voltou do intervalo com duas alterações: Régis e Élber nas vagas de Maikon Leite e Hernane Brocador. Pelo menos nos primeiros minutos, o Leão passou a ter outra postura. E Régis perdeu duas chances incríveis. Aos 11, André deixou de letra e o meia, de frente para o gol, chutou em cima do goleiro. Em lance idêntico, Régis na cara do gol esbarrou em Agenor.

Os catarinenses equilibraram o jogo e responderam, aos 20, com Marcelinho Paraíba acertou uma bomba no travessão. Somente aos 35, o Leão voltou a assustar. Élber, de longe, mandou com perigo. Mesmo muito lento no jogo, os rubro-negros tentaram esboçar uma pressão nos minutos finais. No fim, aos 45 minutos, a equipe conseguiu mais um empate suado com um gol de André.

Ficha do Jogo

Joinville 1
Agenor; Mário Sérgio, Bruno Aguiar, Guti e Rogério; Edson Ratinho e Kadu (Yuri); Edigar Junio, Lucas Crispim (Marcelo Costa) e William Popp; Marcelinho Paraíba (Kempes). Técnico: Paulo César Gusmão

Sport 1
Danilo Fernandes; Ferrugem (Samuel Xavier), Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Diego Souza, Marlone e Maikon Leite (Élber); André e Hernane Brocador (Régis). Técnico: Eduardo Baptista.

Estádio: Arena Joinville, em Joinville
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG-FIFA).
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Marcus Vinícius Gomes (MG)
Gols: Ediga Junio (38’ do 1ºT) (JOI); André (45’ do 2ºT) (SPT)
Cartões amarelos: Kadu, Lucas Crispim, Mário Sérgio e Bruno Aguiar (JOI); Diego Souza, Rithely, Renê (SPT)
Público: 9.512.
Renda: R$ 117.340,00.