Mogi Mirim X Santa Cruz

Santa Cruz faz o jogo mais importante dos últimos dez anos

Autor: Davi Saboya

  • Santa Cruz joga pelo acesso neste sábado. Foto: JC Imagem

    Os 11 jogadores do Santa Cruz que pisarão no gramado do Novelli Júnior, em Itu, para enfrentar o Mogi Mirim, neste sábado (21) não estarão sozinho. E nem estamos conjecturando sobre a presença de tricolores, que deve ficar entre duas e três mil pessoas, é algo maior. São os dez anos que separam o último acesso à Série A desse jogo. São os três anos no inferno da Série D e mais três no purgatório da C. São os dois dias que o clube ficou fechado em 2008 porque não havia dinheiro para botar óleo no gerador de energia elétrica. Basta uma vitória para fechar um ciclo, voltar à elite do futebol e transformar essa década num épico.

    E a diretoria tomou todo cuidado com essa partida. Para evitar o oba-oba, mandou o elenco para Itu já na quarta-feira (18). Longe do clima de euforia da torcida, foco apenas nas quatro linhas. E o esforço parace ter dado resultado. Em entrevista, o meia Daniel Costa mostra consciência do que está para acontecer e o que o grupo precisa fazer para que realmente aconteça. Mas a exata noção do que isso vai significar, ainda não.

    “É a hora que todos esperavam. Mas a ficha ainda não caiu, a gente fica no quarto pensando, conversando… Acho que vai cair depois que se concretizar, vamos ter uma noção do que vai representar para o clube, mas estamos conscientes da responsabilidade. O clube está há muito tempo longe da Série A e perto de fazer história”, enfatizou.

    Foto: André Nery/JC Imagem

    Luisinho é um dos pontos fortes do Santa. Foto: André Nery/JC Imagem

    O atacante Luisinho, um dos destaques e responsáveis pela reação coral durante a Série B, aprovou chegar no lugar da partida mais cedo. Ele entende e gosta do assédio da torcida, mas acredita que nessa situação foi melhor sair do Recife para manter a ansiedade sob controle. “Essa vinda antes foi boa porque vai baixando a ansiedade e faz a gente ficar mais concentrado. O assédio da torcida é bom mas a gente pode acabar colocando a ansiedade à frente de tudo”, ponderou.

    Foto: Diego Nigro/JC Imagem

    Renatinho será o substituto de Lelê. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

    O técnico Marcelo Martelotte não vai poder contar com os atacantes Lelê e Grafite, mas não perdeu tempo em escolher os substitutos: Bruno Moraes e Renatinho entram em campo.

    O ADVERSÁRIO
    O Mogi Mirim não vence desde o dia 8 de setembro, pela 24ª rodada. Depois disso, 11 derrotas e um empate. Rebaixados desde a 33ª rodada, os jogadores têm apenas o compromisso de encerrar a campanha de forma menos vergonhosa. O técnico Toninho Cecílio terá de volta o zagueiro Pablo, que cumpriu suspensão. No meio, Dunguinha disputa a vaga com Everaldo.

    Ficha do jogo:

    Mogi Mirim: Daniel; Michel Tiago, Pablo, Renato Camilo e Dieguinho; A. Rosa, Henrique Motta, Romarinho e Everaldo (Dunginha); Jô e Keké. Técnico: Toninho Cecílio.

    Santa Cruz: Tiago Cardoso; Vítor, Alemão, Danny Morais e Allan Vieira; Wellington Cézar, João Paulo e Daniel Costa; Luisinho, Bruno Moraes e Renatinho

    Local: Novelli Júnior (Itu-SP). Horário: 16h30. Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO/Fifa). Assistentes: Jesmar Benedito Miranda de Paula e Leone Carvalho Rocha (ambos de GO).