Mundial de Handebol Masculino

Confira algumas imagens da partida empolgante entre Brasil 27×29 Espanha.

Doha (QAT) – O público presente no Duhail Sports Hall, em Doha, no Qatar, viu um show da Seleção Brasileira diante da atual campeã Espanha, na segunda partida da equipe pelo Campeonato Mundial. O duelo foi marcado pela excelente atuação dos goleiros das duas equipes. No lado brasileiro, César ‘Bombom’ foi o destaque. Pela Espanha, José Manuel Sierra fez a diferença. Depois de levar a partida de igual para igual durante todo o tempo, o Brasil foi superado por apenas dois gols: 29 a 27 (14 a 15 no primeiro tempo). Mas, saiu de quadra com a certeza de que fez um bom papel e que pode conseguir ainda mais até o final da competição.

A partir de agora, para o Brasil é vencer ou vencer. A equipe ainda tem pela frente três partidas. A primeira, contra a Bielorrússia na segunda-feira (19), depois a Eslovênia na quarta-feira (21), e por último, o Chile na sexta (23).
Os brasileiros entraram em quadra com muita vontade de fazer bonito contra a Espanha. O técnico Jordi Ribera iniciou o confronto com uma formação quase toda ‘espanhola’, procurando usar o conhecimento dos atletas que atuam em clubes do país adversário. Apesar da defesa falhar um pouco no início, pouco a pouco ela foi crescendo e dando possibilidades para bons contra-ataques brasileiros. O goleiro César ‘Bombom’ foi um diferencial, salvando vários ataques espanhois, o que possibilitou um placar com apenas um gol de desvantagem no final do primeiro tempo.
A segunda etapa permaneceu com equilíbrio e, mantendo a boa defesa, os brasileiros conseguiram passar à frente no placar por dois gols. A Espanha, nitidamente preocupada com o equilíbrio da partida, começou a pressionar ainda mais. Sierra também fechou o gol e fez a diferença. Assim, o Brasil cometeu alguns erros de finalização que permitiram que os adversários voltassem ao comando, abrindo dois gols. No final, foi difícil igualar outra vez e o marcador foi finalizado em 29 a 27. Os artilheiros do Brasil foram o armador José Guilherme e o ponta Felipe Borges, ambos com cinco gols.
Apesar do placar negativo colocar a equipe em situação mais complicada para a sequência do campeonato, o forte desempenho da partida de hoje deixou o técnico brasileiro nitidamente mais confiante. “Estou feliz com a performance do time. Jogamos muito bem. Tivemos uma atuação boa na defesa e no ataque e acho que o único problema foram os erros no final do jogo. Também sofremos com a boa performance nos últimos dez minutos do goleiro espanhol. Fizemos boas opções de ataque. Dificultamos as ações da Espanha, mas o problema foi o final do jogo”, confessou Jordi Ribera.
Apesar de também ter sido superado pelo Qatar na primeira rodada, o Brasil segue forte com o objetivo de se classificar para as oitavas e sabe que terá mais três fortes oponentes. “Agora, os próximos três jogos serão muito importantes para nós. Serão como três finais. Nosso objetivo é a classificação para a próxima fase e vamos em busca disso”, completou
Bombom disse que a equipe deu tudo que podia e que faltaram detalhes para sair com o resultado positivo. “Na minha visão foi um jogo completo. Atacamos bem e defendemos bem. Fizemos boa transição e perdemos pelos detalhes no final do jogo. A partir de agora temos três finais muito importantes para buscar as oitavas resumiu o atleta que joga no clube espanhol Asociación DeportivaCiudad de Guadalajara.
O técnico da Espanha não se mostrou surpreso com o desempenho brasileiro ao final do jogo. “Neste Mundial todos os jogos são difíceis, neste caso, o Brasil jogou muito bem. Dou os parabéns a eles. Principalmente no segundo tempo. Nós tivemos algumas falhas no ataque. O Brasil estava muito bom no primeiro tempo. Mas, no final do jogo, acho que nossa experiência prevaleceu. Especialmente a do nosso goleiro. Ele fez a diferença”, elogiou.
Gols do Brasil: José Guilherme (5), Borges (5), João Pedro (3), Valadão (3), Chiuffa (3), Lucas (2), Thiagus (2), Vinícius (2), Teixeira (1) e Zeba (1). Gols da Espanha: Cañellas (9), Rivera (7), Aguinagalde (4), Maqueda (3), Guardiola (2), Tomás (1), Entrerrios (1), Morros de Argila (1) e Garcia (1).
Confira os jogos do Brasil
*Horário de Brasília
Quinta-feira (15)
Qatar 28 x 23 Brasil
Sábado (17)
Brasil 27 x 29 Espanha
Segunda-feira (19)
12h – Bielorrússia x Brasil
Quarta-feira (21)
12h – Eslovênia x Brasil
Sexta-feira (23)
12h – Brasil x Chile
Confira a tabela completa com o horário do Qatar em http://goo.gl/pxqBXM
Seleção Brasileira Masculina
Goleiros – César Augusto Oliveira de Almeida (Asociación Deportiva Ciudad de Guadalajara-Espanha) e Luís Ricardo Miles do Nascimento (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP).
Pivôs – Alexandro Pozzer (Asociación Deportiva Ciudad de Guadalajara-Espanha) e Vinícius Santos Teixeira (EC Pinheiros-SP).
Armadores – Arthur Malburg Patrianova (BM Villa de Aranda-Espanha), Fernando José Pacheco Filho (EC Pinheiros-SP), Guilherme Valadão Gama (BM Granollers-Espanha), Gustavo Nakamura Cardoso (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP), José Guilherme de Toledo (BM Granollers-Espanha) e Thiagus Petrus Gonçalves dos Santos (Nathurhouse La Rioja-Espanha).
Pontas – Cléber Antônio de Andrade (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP), Fábio Rocha Chiuffa (Asociación Deportiva Ciudad de Guadalajara-Espanha), Felipe Borges Dutra Ribeiro (Montpellier Agglomeratión-França) e Lucas Cândido (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP).
Centrais – Diogo Kent Hubner (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP), Henrique Selicani Teixeira (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP) e João Pedro Francisco da Silva (Real Ademar León-Espanha).
Fonte: www.brasilhandebol.com.br

Confira algumas imagens da partida empolgante entre Qatar 28×23 Brasil

Doha (QAT) – Jogo de estreia é sempre complicado. E, a primeira partida do Brasil no Mundial Masculino de Handebol, nesta quinta-feira (15), não fugiu à regra. Diante de uma equipe que jogou em casa, com a torcida à favor, e com uma excelente defesa, não deu para o time verde e amarelo terminar na frente. O Qatar fechou o placar em 28 a 23 (15 a 12 no primeiro tempo) e conquistou os primeiros pontos na competição com sede em Doha e que teve início hoje. Para os brasileiros, não foi o início ideal, mas a equipe sabe que tem potencial para fazer muito melhor e conseguir cumprir o objetivo de passar para a próxima fase.

O Lusail Multipurpose Hall, com capacidade para 15 mil pessoas, já havia visto um show espetacular na abertura oficial do evento. A sequência foi um duelo acirrado, porém, com muitos erros dos brasileiros nos primeiros minutos, o que acabou sendo determinante para o restante da partida.
A equipe teve complicações em passar pela defesa do Qatar e não conseguia colocar a bola no gol. Depois de algumas trocas táticas, o técnico Jordi Ribera ‘colocou ordem na casa’ e a diferença começou a diminuir. Ainda assim, a defesa dos anfitriões seguia muito fechada, liderada pelo bloqueio do goleiro Danjel Saric.
No segundo tempo, o equilíbrio foi mantido, mas com os brasileiros ainda atrás no placar. Com vários ataques pela ponta, Fábio Chiuffa fez a diferença e terminou como artilheiro brasileiro com seis gols. O placar chegou a ficar apertado, mas o Qatar colocou mais pressão no final e garantiu o resultado.
Jordi lamentou o placar negativo, mas disse que os adversários conseguiram desequilibrar com a boa defesa. “O primeiro jogo é sempre difícil para os dois lados. Nossa equipe se preparou muito bem para esta partida, mas os primeiros dez minutos foram bem difíceis. Tivemos vários erros. Depois de 15 minutos o time jogou bem e conseguiu recuperar as bolas. Neste momento o goleiro Saric foi muito bem e dificultou nossa reação nos últimos minutos”, analisou ao final do embate.
Para sábado, o técnico espanhol espera que o Brasil ‘vire a página’ e mostre ainda mais dentro de quadra. “Temos que nos recuperar e melhorar para o próximo jogo. A Espanha é um adversário muito difícil e precisamos de uma melhor performance para este confronto”, acrescentou.
O central Diogo Hubner, um dos mais experientes da equipe brasileira, elogiou o desempenho dos adversários. “O Qatar jogou muito bem e nosso ataque não funcionou. Foi difícil quando tentamos nos recuperar. Na segunda parte, nossa defesa e ataque foram bem melhores. Agora, precisamos descansar, ver vídeos e estudar a Espanha para fazer uma boa partida. Sabemos que podemos fazer muita coisa nesse Mundial e queremos jogar muito bem nos outros duelos.”
O Qatar chegou a este Mundial sob o comando do também espanhol Valero Rivera, que levou a Espanha ao título na última edição em 2013. Ele parabenizou o time brasileiro por fazer frente a sua equipe todo o tempo, mas também destacou a defesa qatari. “O primeiro jogo do campeonato que jogamos em casa é complicado. Hoje ganhamos por nossa defesa e nosso goleiro. Em momentos importantes o time jogou bem. Os últimos dez minutos foram importantes para nós.”
No sábado (17), o Brasil volta à quadra para enfrentar talvez o adversário mais difícil do grupo, a Espanha, que faz sua primeira partida na competição. O encontro está marcado para as 12h (horário de Brasília), com transmissão dos canais SporTV, ESPN, SporTV Play e atualização em tempo real pelo Globoesporte.com
Gols do Brasil: Chiuffa (6), Tchê (5), João Pedro (4), Thiagus (2), Arthur (2), Borges (2), Lucas (1) e José Guilherme (1). Gols do Qatar: Mahmoud (6), Markovic (5), Capote (4), Roine (3), Memisevic (3), Benali (3), Mallash (2), Al-Karbi (1) e Madidi (1).
Confira os jogos do Brasil
*Horário de Brasília
Quinta-feira (15)
Qatar 28 x 23 Brasil
Sábado (17)
12h – Brasil x Espanha
Segunda-feira (19)
12h – Bielorrússia x Brasil
Quarta-feira (21)
12h – Eslovênia x Brasil
Sexta-feira (23)
12h – Brasil x Chile
Confira a tabela completa com o horário do Qatar em http://goo.gl/pxqBXM
Seleção Brasileira Masculina
Goleiros – César Augusto Oliveira de Almeida (Asociación Deportiva Ciudad de Guadalajara-Espanha) e Luís Ricardo Miles do Nascimento (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP).
Pivôs – Alexandro Pozzer (Asociación Deportiva Ciudad de Guadalajara-Espanha) e Vinícius Santos Teixeira (EC Pinheiros-SP).
Armadores – Arthur Malburg Patrianova (BM Villa de Aranda-Espanha), Fernando José Pacheco Filho (EC Pinheiros-SP), Guilherme Valadão Gama (BM Granollers-Espanha), Gustavo Nakamura Cardoso (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP), José Guilherme de Toledo (BM Granollers-Espanha) e Thiagus Petrus Gonçalves dos Santos (Nathurhouse La Rioja-Espanha).
Pontas – Cléber Antônio de Andrade (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP), Fábio Rocha Chiuffa (Asociación Deportiva Ciudad de Guadalajara-Espanha), Felipe Borges Dutra Ribeiro (Montpellier Agglomeratión-França) e Lucas Cândido (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP).
Centrais – Diogo Kent Hubner (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP), Henrique Selicani Teixeira (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP) e João Pedro Francisco da Silva (Real Ademar León-Espanha).
Fonte: www.brasilhandebol.com.br