Náutico 1×4 Botafogo-RJ

Náutico é atropelado pelo Botafogo e o acesso fica distante

  • Autor: Davi Saboya

    O Náutico perdeu para o Botafogo por 3×0, neste sábado (24), pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B na Arena Pernambuco. Em uma noite expirada do ex-atacante do Timbu, Sassá, que fez 3 gols no confronto para o Botafogo, o Timbu se distanciou ainda mais do grupo de acesso da segundona ficando a 5 pontos do 4ª colocado. Com o resultado os alvirrubros também perderam a invecenbilidade de 15 jogos(11 vitórias e 4 empates) atuando em casa na segunda divisão.

    O JOGO

    A partida começou com as duas equipes explorando a marcação e fazendo um jogo o equilibrado. Aos 10 minutos, Fillipe Soutto arriscou de fora de área, mas o goleiro Jefferson fez uma boa defesa. Em uma partida de muita marcação e pouca criação, o segundo lace perigoso da partida foi do meia Hiltinho após dez minutos. Ele tabelou com Gastón e dentro da pequena área bateu em cima do camisa número 1 do Botafogo. Pouco tempo depois, o atacante Daniel Morais recebeu o passe, apareceu na cara do Jefferson, mas não acreditou no lance e perdeu uma boa chance para os alvirrubros.

    O goleiro Júlio César só fez a primeiar defesa aos 36 em um chute de longe do volante William Arão. Só que dois minutos depois, Sassá saiu na cara do arqueiro alvirurbro, Júlio César realizou 2 defesas seguidas, a zaga não apareceu para afastar e a bola sobrou novamente para Sassá, sozinho, empurrar para o fundo da rede. No final da etapa inicial, o Náutico sentiu o gol e o time alvinegro segurou o resultado.

    No início do segundo tempo, o Botafogo usar do mesmo remédio que o Náutico utilizou no Clássico das Emoções na última rodada. Com 1 minuto, Luiz Ricardo fez bela jogada pela direita e cruzou para Sassá, livre, de cabeça, fazer o segundo gol dele e do confronto. A equipe carioca estava abusada, Daniel Carvalho recebeu pela esquerda e soltou o pé assustando o goleiro Júlio César. Mesmo assim, o Timbu foi para cima. Hiltinho arrancou pela esquerda, ajeitou para perna direita e bateu de chapa para uma bela defesa do goleiro da seleção brasileira. Em seguida, numa sequência de dois escanteios Ronaldo Alves subiu mais alto que os marcadores e perdeu duas boas chances. Depois, foi a vez do atacante Daniel Morais tentar de fora de área, mas mandou para longe.

    O Botafogo não recuou e logo em seguida, Carleto levantou a bola na grande área, mas Sassá não conseguiu completar o lance. O Náutico tentou uma reação, mas o clube carioca estava em uma noite eficiente. Na cobrança do escanteio, Daniel Carvalho rolou para Diego Jardel, que sozinho na grande área, driblou o marcador e bateu no canto direito do goleiro Júlio César. Os alvirrubros não conseguiram reagir e apenas assistiram o adversário, que fez uma goleada. Aos 34, Luiz Ricardo faz uma linda jogada pela direita e cruza para Sassá, novamente livre, escorar para o fundo da rede e fazer o terceiro dele no duelo e o quarto dos cariocas no confronto. Cinco minutos depois, aos 39, o Náutioc conseguiu realizar a única jogada da etapa final. Dakson invadiu a área adversária pelo lado direito e cruzou rasteiro para Daniel Morais fazer o gol de honra dos pernambucanos. Nos últimos minutos, o Botafogo segurou o resultado e o Náutico não conseguiu realizar mais nada na partida.

    FICHA TÉCNICA

    NÁUTICO

    Júlio César; Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gastón Filgueira; João Ananias, Willian Magrão (Douglas) e Fillipe Soutto; Guilherme Biteco (Dakson) e Hiltinho (Jefferson Nem); Daniel Morais. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

    BOTAFOGO

    Jefferson, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Roger Carvalho e Carleto (Diego Giaretta) ; Rodrigo Lindoso, Willian Arão, Daniel Carvalho, Camacho(Diego Jardel); Sassá e Navarro (Vinícius). Técnico: Ricardo Gomes.

    Local: Arena Pernambuco. Horário: 16h30 (do Recife). Árbitro: Célio Amorim (SC). Assistentes: Eder Alexandre e Thiaggo Americano Labes (ambos de SC). Cartões Amarelos: Daniel Carvalho(Botafogo). Gastón e Dakson(Náutico) Gols: Sassá (36′ do 1ªT, 1′ do 2ºT e 34″ do 2º) e Diego Jardel(24′ do 2º T).