Náutico 2×0 Botafogo-PB

Com bom futebol, Náutico bate Botafogo-PB e chega ao G4 pela 1ª vez

Ficha do jogo

Náutico 2×0 Botafogo-PB

Náutico 2 
Bruno; Bryan, Rafael Ribeiro, Suelinton e Assis; Josa, Luiz Henrique e Jobson (Júnior Lemos); Dudu (Tharcysio), Robinho e Lelê. Técnico: Márcio Goiano
Botafogo-PB
Saulo; Gedeílson, Walber, Júnior Lopes e Daniel; Hiroshi (Allan Dias), Rogério, Clayton (Jobinho) e Marcos Aurélio; Nando e Dico (Mário). Técnico: Evaristo Piza
Local: Arena de Pernambuco
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Márcio Soares Maciel (GO)
Gols: Dudu (3 min do 1º) e Walber (contra, aos 41 min do 2º)
Cartões amarelos: Marcos Aurélio, Clayton (B)
Expulsão: Nando (B)

Náutico vence amistoso contra Botafogo-PB

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

O Náutico venceu o amistoso contra o Botafogo-PB por 2×0, nesta sábado (23), na Arena Pernambuco. Os gols da partida foram marcados de pênalti pelo zagueiro Ronaldo Alves. Foi a primeira vitória do Timbu neste ano. O Alvirrubro mostrou bastante vontade, toque de bola, mas ficou visível que a falta de entrosamento devido ao início da temporada. Destaque para atuação do atacante Roni, que se movimentou bastante durante o confronto.

O JOGO

As duas equipes não conseguiram criar jogadas na primeira etapa do confronto. As duas equipe só conseguiram chegar mais perto do gol com jogadas de bola parada. Primeiro o Náutico com Ronaldo Alves. Após a cobrança de falta do meia Renan Oliveira, o zagueiro mandou de cabeça na trave. Com uma maior posse de bola, a equipe alvirrubra se movimentava bastante, procurava tocar a bola, mas não conseguiu ciar oportunidades.

O Botafogo-PB trabalhava a bola e forçava as jogadas pelas laterais. Principalmente com o lateral-esquerdo Zeca em cima do zagueiro Rafael Pereira que jogou improvisado pelo lado direito. O lance de perigo do time paraibano foi na cobrança de falta do meia Marco Antonônio, que passou perto do travessão do lateral esquerdo.

Logo no início do segundo tempo, Roni arrancou pela esquerda, fez bela jogada pela esquerda e passou para Thiago Santana, livre, chutar fraco na entrada da grande área. O Náutico mostrava bastante vontade na etapa final, enquanto o Botafogo-PB tentava criar perigo, mas não tinha sucesso. O Alvirrubro quase conseguiu o gol depois de uma cobrança de falta. Renan Oliveira levantou a bola na cabeça do zagueiro Ronaldo Alves, que ajeitou para Roni. Ele chutou, bola desviou no atacante Bergson e quase enganou o goleiro Michel Alves.

O Timbu entrou para a última parte do jogo com mais vontade que o adversário. Após a cobrança de escanteio do meio Renan Oliveira, o zagueiro Rafael Pereira foi derubado na grande área. De pênalti, o zagueiro Ronaldo Alves abriu o placar para os pernambucanos. No lance seguinte, Daniel Morais perdeu duas oportunidades rente ao gol adversário. No último lance do duelo, Caíque Valdívia foi derrubado na grande área. Novo pênalti para o Alvirrubro. Ronaldo Alves foi para cobrança e fez o segundo gol dele e do Náutico na partida.

Mesmo sem ter o entrosamento necessário, foi possível observar que bastante vontade por parte do time do Náutico. Além de uma grande valorização do passe. O técnico Gilmar Dal Pozzo iniciou a partida no esquema 4-1-4-1, mas na etapa final alterou para o 4-2-3-1 com o atacante Bergson atuando pelo meio atrás do centrovante.

FICHA TÉCNICA

Náutico – Rodolpho; Rafael Pereira (Walber), Fabiano Eller (Niel), Ronaldo Alves, Gaston; Elicarlos, Eduardinho, Renan Oliveira (Caíque Valdívia), Bergson, Roni (Rafael Ratão); Thiago Santana (Daniel Morais). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Botafogo-PB – Michel Alves; Ângelo (Gustavo), Plínio, Marcelo Xavier (Magno), Zeca; Gadeil (Léo), Djavan (Val), Marcos Antônio (Jefferson Recife), Daniel Cruz (Miller Fernandes); Jó Boy (Lukinha) e Janeudo (Warley). Técnico: Itamar Schülle.

Local: Arena Pernambuco. Horário: 15h. Árbitro: José Washington (PE). Assistentes: Marlon Rafael e José Daniel (Ambos de PE). Gols: Ronaldo Alves (2x). Cartões amarelos: Miller Fernandes, Gedeil, Plínio, Djavan e Zeca (Botafogo-PB). Renan Oliveira, Roni e Fabiano Eller (Náutico). Público: 1.597 torcedores. Renda: R$22.480