Náutico 2×0 Ceará

Eficiente nas finalizações e competente na defesa, Náutico vence e segue invicto na Série B

 Rafael Brasileiro /Diario de Pernambuco

Bem marcada, equipe do Ceará pouco conseguiu fazer para evitar mais uma convincente vitória alvirrubra

O necessário. Isso foi o que o Náutico fez para garantir a vitória contra o Ceará nesta terça-feira na Arena Pernambuco. O placar de 2 a 0 foi construído no início das duas etapas com gols de Ronaldo Alves e Willian Magrão, mas a partida foi muito mais do que os dois gols. Foi a comprovação de que este time pode muito na Série B se fizer alguns pequenos ajustes, já que a defesa, seu ponto forte desde que Lisca assumiu o atual sistema defensivo, continua firme e forte. A equipe que brigava para não cair, agora pensa em que posição pode subir e o acesso é algo mais do que palpável para a equipe de Lisca, que dormirá no G4 por mais uma rodada e recebe o América-MG na próxima sexta-feira.

Nautico 2x0 Ceará

O jogo mal tinha começado e o Timbu assumiu a liderança do placar em menos de dois minutos. Após cruzamento de Guilherme, Hiltinho foi segurado por Sandro dentro da área e a arbitragem não teve dúvida. Marcou pênalti e Ronaldo Alves cobrou com maestria para abrir o placar. O que era um presságio de vitória fácil transformou-se em uma agonia desnecessária.

Sem força ofensiva e sendo engolido pela marcação do Ceará, o Timbu sofreu até os 20 primeiros minutos de partida. A saída de bola alvirrubra praticamente não existia e quando os responsáveis pela criação, Hiltinho e Rogerinho, pegavam na bola, ela era perdida rapidamente. Outro ponto fraco do Timbu foi o apoio das laterais. Gaston e Guilherme não fizeram uma jogada na linha de fundo e o lateral direito insistia em cruzamentos feitos na quina da grande área.

O Ceará ainda assustou em um lance de William, mas Ronaldo Alves não permitu que o camisa nove do Ceará conseguisse empatar a partida. A comissão técnica do alvinegro ainda pediu pênalti no lance, mas o árbitro Marcos Andre Gomes da Penha disse não ter visto o toque na mão do zagueiro timbu.

O Timbu voltou ligado para o segundo tempo. Deve ter recebido algum recado de Lisca e a motivação voltou outra. Com a marcação adiantada e investindo em jogadas pelo lado direito, o segundo gol foi questão de tempo. Aos cinco minutos, Willian Magrão iniciou jogada com Guilherme e passou para Hiltinho. O meia analisou a situação e teve calma para devolver para Magrão, que de perna esquerda tirou com calma do goleiro Tiago. 2 a 0 e a calma voltou a reinar na Arena Pernambuco.

O Náutico esteve perto de fazer o terceiro gol através de Douglas e Marino pouco tempo após ampliar o marcador, mas a equipe voltou a repetir o que sempre faz quando sai na frente do placar. A equipe recuou novamente e esperou pelo menos 20 minutos para não se resumir a contra-atacar o Ceará. Levi Gomes finalmente tirou o inoperante Rogerinho e colocou Renato para tentar dar nova força ofensiva ao time.

O Náutico ganhou em velocidade e a tática dos contra-ataques começou a dar certo. Hiltinho teve a melhor chance logo após a mudança e se não fosse Tiago, o terceiro gol timbu teria saído. Bruno Alves e Josimar ainda entraram na equipe que buscava sacramentar a vitória, mas não foi necessário mais nenhum gol. Bastou manter a tranquilidade e não dar vacilos para conquistar mais três pontos e se manter no G4 da Série B.

Ficha do Jogo

Náutico 2
Júlio César; Guilherme, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gaston; João Ananias, Willian Magrão, Marino e Hiltinho (Bruno Alves); Rogerinho (Renato) e Douglas (Josimar). Técnico: Lisca

Ceará 0
Tiago Campagnaro; Roniery (Baraka), Sandro, Gilvan e Fernandinho; Sandro Manoel, Ricardinho, Uillian Correia, Wescley (Robinho) e Eloir; William (Rodrigo Silva). Técnico: Silas.

Local: Arena Pernambuco
Árbitro: Marcos André Gomes da Penha (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires e Edson Glicerio dos Santos (ambos do ES)
Gols: Ronaldo Alves e Willian Magrão (NAU);
Cartões amarelos: Sandro, Robinho e Eloir (CEA);
Público: 10.997
Renda: R$ 188.210,00