Náutico x Atlético-GO

Náutico com três atacantes para voltar à briga pelo G4

Foto: André Nery/JC Imagem

Depois de mais uma derrota fora de casa, desta vez para o América/MG, o Náutico enfrenta o Atlético/GO, na noite desta terça-feira (15), às 20h30, na Arena Pernambuco. Se quiser brigar por uma das vagas no grupo dos quatro melhores da Série B do Campeonato Brasileiro, o Timbu não tem outra opção: tem que vencer o Dragão goiano.

O Náutico está em nono lugar, com 36 pontos, a seis do Vitória/BA, que abre o G4. Já o Atlético/GO tem 29 é  16º, uma posição acima da zona de rebaixamento.

Precisando desesperadamente da vitória, o Timbu possui muitos problemas para a jogo. Por conta de lesão, o técnico Gilmar Dal Pozzo, ao que tudo indica, não terá os meias Patrick Vieira e Hiltinho, além do volante João Ananias. O zagueiro Fabiano Eller e o volante William Magrão ainda se recuperam e também estão vetados do confronto. Já não bastasse os lesionados, o lateral Guilherme recebeu o terceiro amarelo contra o América/MG e cumprirá suspensão automática.

LEIA MAIS:

>> Sem lamentações, técnico espera DM para definir o Náutico

Apesar dos muitos desfalques, o treinador ressaltou a qualidade do restante do grupo e preferiu dar apoio aos que vão entrar na equipe. “Sempre enxergo do lado positivo. Eu não me queixo pelas lesões porque eu dou oportunidade a outros atletas. Eu tenho um discurso muito verdadeiro, que é contar com todo o grupo. Eu disse para todos se prepararem”, disse o treinador.

Créditos: Alexandre Gondim / JC Imagem

Créditos: Alexandre Gondim / JC Imagem

Bruno Alves serviu de exemplo para o treinador. Por conta das ausências, o meia, que sequer viajou para enfrentar os mineiros, deverá aparecer entre os titulares contra os goianos. “Existe a possibilidade de Bruno Alves jogar e ele nem viajou para enfrentar o América-MG. Todo mundo reclama da sequencia de jogos, mas com essas mudanças que vou fazer, eu terei atletas com 100% da forma física. Taticamente podem sofrer um pouco, mas vão dar muita entrega”, afirmou.

ATLÉTICO/GO

Lutando contra o rebaixamento para a Série C, o Dragão também possui desfalques para a partida. Por conta do desgaste físico, o meia Jorginho – um dos destaques da equipe – será poupado pelo técnico Gilberto Pereira e sequer embarcou para a capital pernambucana. O atacante Júnior Viçosa, ex-Sport, ainda se  recupera de uma contratura muscular e é mais uma baixa.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO

Julio Cesar; Lucas Farias, Rafael Pereira, Ronaldo Alves e Gaston Filgueira; Marino, Jackson Caucaia e Fillipe Soutto (Gil Mineiro); Bruno Alves, Douglas e Daniel Morais. Técnico: Gilmar Dal Pozzo

ATLÉTICO/GO

Márcio; Éder Sciola, Rafael, Samuel e Eron; Feijão, Pedro Bambu, Washington e Luiz Fernando; Juninho e Artur. Técnico: Gilberto Pereira.

Local: Arena Pernambuco. Horário: 2030. Árbitro: Antonio Rogério Batista do Prado (SP). Assistentes: Marco Antonio de Andrade (SP) e Armando Lopes de Sousa (CE)

Ainda na luta pelo acesso à Série A, Náutico recebe o Atlético-GO na Arena Pernambuco

 Celso Ishigami /Diario de Pernambuco

A torcida alvirrubra já está bem familiarizada com o roteiro. Ainda se segurando na briga pelo acesso, o Náutico tem mais uma decisão. Com apenas um resultado em mente, a vitória, o Timbu encara o embalado Atlético-GO a partir das 16h20 (do Recife), na Arena Pernambuco. O técnico Dado Cavalcanti resolveu apostar numa mudança relevante em sua equipe, que trocará o esquema com três atacantes que vinha sendo utilizado por um 4-4-2 com três volantes no meio de campo.

A troca do esquema não foi a maior surpresa. Sem cerimônias, o comandante alvirrubro apontou a evolução de um atleta como uma das principais motivações de sua decisão. O prata da casa Helder, que chegou a ser emprestado ao Central por não ter espaço no elenco do Timbu, terá a chance de começar a partida entre os titulares. “É um jogador versátil e a presença dele pode trazer mais equilíbrio para as ações de Cañete em campo. Helder faz a recomposição melhor que qualquer atacante que eu colocasse em campo. A presença dele está confirmada”, cravou.

Sem conter a felicidade, o prata da casa comemorou a chance. “Dado sempre dá oportunidade a quem trabalha. E eu estou trabalhando. Agora, a hora chegou. ele me pediu pra jogar aberto, não como atacante, mas pra mexer pelo meio para ajudar Cañete e Paulinho”, explicou. “Fui o último a chegar. Tinha gente na minha frente. Não esperava receber o colete. Acredito que ainda dá pra brigar pela titularidade na reta final da competição. Espero mostrar meu valor. Sei que Vinícius é titular, mas quero deixar ao menos uma dúvida na cabeça”, acrescentou.

Náutico
Júlio César; Neílson, Renato Chaves (William Alves), Luiz Alberto e Raí; João Ananias, Paulinho, Helder e Cañete; Bruno Furlan e Sassá. Técnico: Dado Cavalcanti.

Atlético-GO
Márcio; Caramelo, Artur, Lino e Diogo Goiano; Willian Arão, Wagner Carioca, Thiago Primão e Pedro Bambu; Kayke e Diogo Campos. Técnico: Wagner Lopes.

Local: Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata). Hora: 16h20 (do Recife). Árbitro: Raphael Claus (Asp Fifa-SP).Assistentes: Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO) e Ricardo Pavanelli Lanutto (SP).