Náutico x Salgueiro

Com sete desfalques, mas com retorno de Marco Antônio, Náutico recebe o Salgueiro

Ficha do jogo

Náutico

Tiago Cardoso; Joazi, Rafael Ribeiro, Adalberto e Giovanni; Darlan, Marco Antônio, Giva e Erick. Dudu e Alison. Técnico: Dado Cavalcanti.

Salgueiro

Mondragón; Marcos Tamandaré, Luís Eduardo, Rogério e Daniel; Rodolfo Potiguar, Toty, Moreilândia e Valdeir; William Lira e Dadá. Técnico: Evandro Guimarães.
Horário: 20h30.
Estádio: Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata.
Árbitro: Tiago Nascimento dos Santos.
Assistentes: Elan Vieira de Souza e Albino de Andrade Albert Junior.
Ingressos: Até às 14h: R$ 15 (sócio) e R$ 20 (não sócio) para o Leste Inferior. R$ 30 para o Oeste Premium. A partir das 14h: R$ 40 e 20 para o Leste Inferior. R$ 60 e 30 para o Oeste Premium.

Náutico recebe o Carcará para manter os cem por cento

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Por Filipe Farias, do Jornal do Commercio

Embalado com o bom início de temporada, o Náutico recebe nesta Quarta-feira de Cinzas a equipe do Salgueiro, às 21h30, na Arena Pernambuco, pela 3ª rodada do Campeonato Pernambucano. Apesar da invencibilidade no Estadual, o time alvirrubro terá pela frente uma grande pedra no sapato. Isso porque, além de o Carcará ser o vice-líder da competição (ainda não perdeu), o time do técnico Sérgio China foi o grande algoz do Náutico na temporada passada.

Em 2015, as duas equipes se enfrentaram em quatro oportunidades e em nenhuma delas o timbu saiu vitorioso. Pelo Pernambucano, os alvirrubros ficaram no empate em 0x0, na Arena PE, e foram goleados por 4×1, no Cornélio de Barros, o que resultou na eliminação precoce do time, ficando de fora das semifinais do Estadual.

Na Copa do Nordeste as duas equipes voltaram a se enfrentar duas vezes e, novamente, um empate (2×2, na Arena PE), uma derrota (3×1, no Cornélio de Barros) e uma eliminação, desta vez na competição regional. A última vitória do Náutico diante do Salgueiro foi no Pernambucano de 2014, quando foi ao Sertão do Estado e venceu por 3×1.

Para quebrar essa escrita, o técnico Gilmar Dal Pozzo vai apostar na manutenção da equipe e repetir a mesma formação que atuou nas vitórias diante do Santa Cruz e do Central, com: Julio Cesar; Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gastón Filgueira; Elicarlos, Rodrigo Souza, Caíque, Rony e Bergson; Daniel Morais.

SALGUEIRO

Para manter a invencibilidade na competição, o técnico Sérgio China não deu folga para os atletas e treinou forte durante todos os dias de Carnaval. Assim como nos dois primeiros jogos do Campeonato Pernambucano, o principal destaque do Salgueiro para o duelo contra os alvirrubros é o meia-atacante Cássio Ortega. O jogador, de 23 anos, anda inspirado nesse início de temporada e balançou as redes nos dois jogos que disputou.

FICHA DA PARTIDA – NÁUTICO X SALGUEIRO

Náutico: Julio Cesar; Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gastón Filgueira; Elicarlos, Rodrigo Souza, Caíque, Rony e Bergson; Daniel Morais. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Salgueiro: Mondragon; Marcos Tamandaré, Maurício, Rogério e Daniel; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Jaildon e Cássio Ortega; Piauí e Jefferson Berger. Técnico: Sérgio China.

Local: Arena Pernambuco. Horário: 21h30. Árbitro: Sebastião Rufino Filho (PE). Assistentes: Bruno Cesar Chaves Vieira e Cleberson Nascimento Leites (ambos de PE).

Náutico e Salgueiro repetem a dose, agora pelo Nordestão

Autor: Wladmir Paulino

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Náutico e Salgueiro repetem a dose do Campeonato Pernambucano nesta quinta-feira (5), desta vez na estreia de ambos pela Copa do Nordeste. O palco é a mesma Arena Pernambuco, a partir das 19h45. O que a torcida dos dois times espera é que o final não seja o mesmo, já que o confronto pelo Estadual terminou num insosso 0x0. Os dois pernambucanos estão no Grupo C.

Escaldado pelo resultado anterior, o técnico alvirrubro Moacir Júnior quer um time com mais mobilidade, principalmente no setor ofensivo, para não ser presa tão fácil da defesa rival. “É preciso que o sistema ofensivo tenha mais mobilidade para abrir o bloqueio defensivo do Salgueiro.”

Além dessa alteração tática, o comandante timbu também muda na escalação. O volante Fillipe Soutto está regularizado e entra na vaga de Helder Riberiro. Na teoria, Soutto já era o preferido de Moacir, que o colocara como titular nos amistoso com o Decisão e nos dois jogos da Supercopa do Maranhão. “Fillipe Soutto é um jogador que está encaixado no time. Apesar do pouco tempo, já faz a diferença pelo seu bom passe, os lançamentos e na bola parada. Vamos ter um crescimento na nossa organização de jogo”, pontuou.

Mesmo considerado diferencial, o volante faz questão de dividir a responsabilidade com os demais companheiros. ““Ninguém joga sozinho. Você pode até decidir uma partida em uma jogada individual. Agora, para conquistar um campeonato é preciso ter um grupo coeso”, disse.

Sérgio China comanda o Salgueiro. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Sérgio China comanda o Salgueiro. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Pelo lado do Salgueiro, o técnico Sérgio China deve manter a mesma formação do confronto anterior. E se o time conseguir repetir o ponto conquistado não vai decepcionar o treinador, que acredita numa vaga fazendo os resultados dentro do Cornélio de Barros. “Entendemos que o Náutico, na nossa chave, é a equipe que todo mundo já diz que está classificada. Mas vamos em busca do resultado, da nossa classificação. É difícil para qualquer adversário jogar lá em Salgueiro. Por isso, quem mantiver um bom nível vai conseguir a vaga”.

Ficha do jogo:

Náutico: Júlio César; David, Elivélton, Flávio e Gastón Filgueira; João Ananias, Fillipe Soutto e Jefferson Renan; Bruno Alves, Josimar e Renato (Stéfano Yuri).

Salgueiro: Luciano; Marcos Tamandaré, Ranieri, Luiz Eduardo e Marlon; Moreilândia, Rodolfo Potiguar, Vítor Caicó, Lúcio e Valdeir; Kanu.

Local: Arena Pernambuco. Horário: 19h45. Árbitro: Sebastião Rufino Filho. Assistentes: Clóvis Amaral e Albert Júnior. Ingressos: sócio do Náutico R$ 20, não-sócio R$ 50, estudante, conselheiro, proprietário/cadeira, idoso, criança (7 anos) R$ 25, assentos premium R$ 120.

Contra o Salgueiro, Náutico dá início à temporada, querendo afastar os fantasmas do passado

 Celso Ishigami /Diario de Pernambuco

O encontro desta tarde com o Salgueiro é somente o primeiro compromisso oficial do Náutico na temporada 2015. A ansiedade que preenche os bastidores do clube, entretanto, é de quem se prepara para encarar um jogo decisivo. Depois de passar um ano inteiro mergulhado numa crise, os alvirrubros sabem a importância de largar bem. Não apenas em nome de uma boa primeira impressão do novo elenco junto à torcida, mas para impedir a volta da pressão à rotina do departamento de futebol.

A perda de alguns dos principais jogadores do time durante o período de efervecência do mercado de transferências colocou uma interrogação sobre as possibilidades do Náutico para 2015. A reposição das peças, porém, diminuiu a desconfiança da torcida. A renovação com Júlio César e Pedro Carmona e as chegadas de atletas como Leandro Euzébio, Elivelton, Fellipe Soutto e Ronny elevou a expectativa em torno do desempenho do Timbu nas competições que terá pela frente.

Por se tratar de um dos clubes mais tradicionais da região, falar do jejum de títulos é inevitável. Como de costume, o elenco trata o assunto com algum desconforto, apesar de entender a relevância do tema para os alvirrubros. “A cobrança existe e é bom que exista para que a gente também não se acomode. Mas a gente sabe que esse grupo é novo, está iniciando o ano de 2015, que a gente só pode ser responsável pelo Pernambucano de 2015”, destacou. “A gente tem que tirar um pouco a pressão desses dez anos sem títulos porque nem todo mundo aqui é responsável por isso. Mas a gente vai ser responsável pelo que a gente fizer em 2015. Então, que a gente possa ser responsável por coisas boas”, acrescentou.

 

Náutico mantém esquema para vencer o Salgueiro e se manter líder

Técnico do Náutico, Lisca, aponta o caminho da vitória: time vai ser ofensivo diante do Salgueiro/Foto: JC Imagem

Autor: Marcelo Cavalcante

A vitória sobre o Sport já é coisa do passado. O Náutico, que treinou tranquilamente durante o Carnaval como líder do Pernambucano Coca-Cola 2014, só tem uma meta agora: vencer o Salgueiro, na Arena Pernambuco, e manter-se na liderança da competição, com oito pontos. O técnico Lisca teve a felicidade de ter os jogadores do elenco à disposição e assim manter o mesmo time que venceu o Sport, na quinta-feira, dia 27. Algo muito importante nesse início de trabalho e para as pretensões da equipe, que pretende ampliar a vantagem na pontuação em relação aos rivais.

Diante do Salgueiro, o Náutico deve tomar a iniciativa da partida. O time está mais confiante após uma sequência de boas atuações, tando dentro como fora de casa. Mas os jogadores e o próprio Lisca têm consciência de que é preciso tomar cuidados defensivos para não ser surprendido. O Salgueiro está na quarta colocação, com 5 pontos. Ou seja, está na zona de classificação. Um empate será considerado um bom resultado para as pretensões da equipe interiorana, que terá praticamente a mesma base da equipe que empatou com o Santa Cruz, em 1×1, no Cornélio de Barros,  na última rodada.

O Náutico mantém o esquema 4-5-1. Com isso, a equipe tem um meio de campo mais preenchido, que visa ter a posse de bola e a velocidade no contra-ataque. Hugo será o único atacante com liberdade para flutuar no setor ofensivo ou até mesmo fazer uma troca de setor com Pedro Carmona, que vive boa fase. No clássico contra o Sport, Carmona fez os dois gols da vitória por 2×1. No Salgueiro, a dúvida do técnico Cícero Monteiro está no meio de campo: Rodolfo Potiguar ou Aylton Alemão.

Ficha da partida

Náutico:Alessandro; Hélder Maurílio, Luiz Alberto, Flávio e Izaldo; Elicarlos, Dê, Yuri Naves, Marcos Vinícius e Pedro Carmona; Hugo. Técnico: Lisca.

Salgueiro:

Luciano; M. Tamandaré, Ricardo Braz, Ranieri e Daniel; Rodolfo Potiguar (Aylton Alemão), Morelândia, Vitor Caicó e Anderson Paraíba; Kanu e Fabrício Ceará. Técnico: Cicero Monteiro.
Local: Arena Pernambuco. Horário: 22h.  Árbitro: Sebastião Rufino Filho.
Assistentes: Marcelino Castro e Bruno Vieira.
Ingressos: de R$ 20 a R$ 120.