Náutico x Sport

Separados por abismo financeiro, Náutico e Sport fazem primeiro clássico de 2018

Ficha do jogo

Náutico
Jefferson; Thiago Ennes, Camutanga, Negretti (Breno Calixto) e Gabriel Araújo; Josa, Hygor, Wallace Pernambucano e Júnior Timbó; Daniel Bueno e Medina.
Sport
Magrão; Felipe Rodrigues (Fabrício ou Raul Prata), Ronaldo Alves, Durval e Sander; Anselmo, Pedro Castro, Marlone e Lenis; Rogério e Thomás (Gabriel). Técnico: Nelsinho Batista.
Estádio: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata-PE).
Horário: 21h30.
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE).
Assistentes: Marcelino Castro de Nazaré (PE) e Bruno César Chaves Vieira (PE).
Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (setor leste inferior) e R$ 50 (setor oeste inferior e norte superior para visitantes).

Pelo fim do tabu ou manutenção da freguesia: Náutico x Sport duelam por vaga na final

Última vez que o Náutico eliminou o Sport

24/11/1985 – Sport 1×2 Náutico (final do 3º turno do Campeonato Pernambucano)

Eliminações do Náutico para o Sport desde então

Campeonato Pernambucano

1988
Final do Estadual

1991

Final do Estadual

1992

Final do Estadual

1994

Final do Estadual

1999

Final do 3º turno

2010

Final do Estadual

2011

Semifinal do Estadual

2012

Semifinal do Estadual

2014

Final do Estadual

Outros campeonatos

2001
Semifinal da Copa do Nordeste

2013
Primeira fase da Copa Sul-Americana

Ficha técnica


Náutico
Tiago Cardoso; David, Tiago Alves, Ewerton Páscoa e Manoel; Rodrigo Souza (Darlan), Giovanni (João Ananias), Marco Antônio e Dudu; Erick e Anselmo. Técnico: Milton Cruz


Sport

Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Mena; Fabrício, Ronaldo (Everton Felipe), Rithely, Diego Souza e Rogério; André. Técnico: Ney Franco


Local:
Arena de Pernambuco.

Horário: 16h.

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS).

Assistentes: Marcelo Van Gasse (Fifa-SP) e Emerson Augusto (Fifa-SP).

Ingressos: R$ 30 (leste inferior e norte superior), R$ 15 (sócio e estudante); R$ 20 (sul inferior), R$ 10 (sócio e estudante); R$ 50 (oeste premium), R$ 25 (sócio e estudante).

Náutico busca, contra o Sport, a primeira vitória sob comando de Milton Cruz

FICHA DO JOGO

NÁUTICO
Tiago Cardoso; David, Tiago Alves, Ewerton Páscoa e Manoel; Rodrigo Souza, João Ananias, Marco Antônio e Dudu; Alison e Erick. Técnico: Milton Cruz.

SPORT
Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Mansur; Rithely, Ronaldo, Everton Felipe, Diego Souza e Rogério; Leandro Pereira. Técnico: Daniel paulista.

Data: 5/03/2017 (domingo).
Estádio: Arena de Pernambuco.
Horário
: 16h.  Árbitro: Luiz Carlos Sobral.
Assistentes: Clovis Amaral e Marcelino Castro.
Ingressos: Leste Inferior: R$40 e R$20 (meia); Sócio Oeste Inferior Premium: R$40; Oeste Inferior Premium: R$60 e R$30 (meia); Norte Superior (Visitantes): R$40 e R$20 (meia).

Náutico busca tranquilidade, enquanto o Sport quer evitar eliminação na Copa do Nordeste

Por Thiago Wagner e Matheus Albino

Um clássico como Náutico x Sport não precisa de muitos argumentos para motivar o torcedor. A rivalidade quase centenária praticamente já basta para mover torcida e jogadores. No entanto, quase sempre há um molho especial nos duelos entre as duas equipes. Neste domingo, às 18h30, na Arena Pernambuco, pela Copa do Nordeste, não será diferente. Para o Leão é vida ou morte. Se vencer mantém o sonho da classificação, enquanto que a derrota o elimina precocemente. Já o Timbu, apesar de ter uma situação menos complicada em relação ao rival, necessita dos três pontos para ter mais tranquilidade no regional e se aproximar da vaga na próxima fase. Definitivamente será um Clássico dos Clássicos disputado em cada metro do gramado.

Náutico chega mais arrumado do que o rival, porém vem com mistério

O Náutico é quem chega mais arrumado para o duelo. O treinador Lisca vem repetindo praticamente a mesma equipe nas partidas e já tem uma espinha dorsal meio que definida. Neste domingo, o comandante alvirrubro deverá manter a lógica que vem adotando e mandar a base que vem atuando. Poucas devem ser as mudanças. Uma das especulações é Marcelinho deixe o ataque para a volta de Hugo, que jogou o último clássico, na Ilha do Retiro, quando o Timbu venceu por 1×0.

Outra possível alteração é a entrada de um meia mais criativo no meio de campo. Na derrota para o Botafogo-PB na última quinta-feira, faltou criatividade para chegar com maior qualidade ao gol. Por conta disso, há a possibilidade da entrada de Pedro Carmona ou de Marcos Vinícius.


Técnico alvirrubro pode mudar o time titular. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Porém, ainda que conte com uma mudança ou outra, o time do Náutico que entrar em campo na arena deve manter o estilo de jogo que Lisca vem adotando nas últimas partidas: dois homens abertos pelos lados e um atacante centralizado. O que talvez mude é a criação no meio dependendo de quem entrar. Eis a provável escalação: Gideão; João Ananias, William Alves, Flávio e Gerley; Possebon, Elicarlos, Yuri (Pedro Carmona), Zé Mário e Marinho; Marcelinho (Hugo).


Provável time do Náutico

“Quanto mais afunila, mais cresce a importância do jogo. As duas equipes brigam”, disse Lisca sobre a relevância do clássico.

Sport quer reencontrar vitórias e também a paz com a torcida

Em meio a uma semana turbulenta, com direito a um gol sofrido aos 47 minutos do segundo tempo, na última quarta-feira, diante do Guarany de Sobral-CE, e a demissão do técnico Geninho, eis que aparece um clássico para ser jogado, e fazer com que o Sport afaste de vez esta crise que ronda a Ilha do Retiro. Contra o Náutico, o Leão terá a chance não só de se reencontrar com as vitórias, algo que não acontece desde a penúltima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, quando bateu o Boa Esporte em Varginha-MG, por 3×2, como também de se vingar do alvirrubro, que o derrotou na Ilha do Retiro, por 1×0, pela segunda rodada do regional, quebrando um tabu de dez anos sem vencer na Ilha.

Passadas quatro rodadas sem vencer, essa é a chance de ouro de dar a volta por cima e começar a se reerguer na competição, já que ocupa a terceira colocação do grupo com apenas dois pontos, e não está na lanterna porque o Botafogo-PB foi punido com a perda de quatro pontos e está zerado na última posição.


Zagueiro Durval retorna ao time. Foto: Guga Matos/JC Imagem

De técnico novo, o preparador físico Eduardo Baptista (interino), o time se preparou muito durante esses três dias que antecedem o segundo Clássico dos Clássicos do ano. Antes dos treinos, muita conversa entre os jogadores e a comissão técnica. O objetivo era passar tranquilidade e blindar o grupo da pressão que vem principalmente das arquibancadas.

Para esse confronto, Eduardo não poderá contar com o lateral-esquerdo Igor Fernandes, vetado dos treinos da última sexta-feira, por conta de dores musculares na coxa direita. Além de Igor, o volante Rodrigo Mancha, com problemas intestinais, e o meia Robert Flores também não vão para o jogo. Flores poderia fazer sua estreia com a camisa rubro-negra, mas terá que aguardar a recuperação. Por outro lado, ele terá os retornos do zagueiro Durval e do meia Aílton, que não participaram da derrota para o Guarany-CE, e do volante-lateral Bileu que foi regularizado e está à disposição.


Possível time do Sport

Por conta dessas mudanças no grupo de jogadores disponíveis, o Leão adota o mistério como estratégia. O time só será definido momentos antes. No entanto, a tendência é que Baptista comece com: Magrão; Patric, Oswaldo, Durval e Marcelo Cordeiro; Rithely, Naldinho, Aílton e Everton Felipe: Felipe Azevedo e Neto Baiano.

FICHA DA PARTIDA – NÁUTICO X SPORT

Náutico: Gideão; João Ananias, William Alves, Flávio e Gerley; Possebon, Elicarlos, Yuri (Pedro Carmona), Zé Mário e Marinho; Marcelinho (Hugo). Técnico: Lisca.

Sport: Magrão; Patric, Oswaldo, Durval e Marcelo Cordeiro; Rithely, Naldinho, Aílton e Everton Felipe: Felipe Azevedo e Neto Baiano. Técnico: Eduardo Baptista (interino).

Copa do Nordeste. Local: Arena Pernambuco, São Lourenço da Mata (PE). Horário: 18h30 (Pernambuco). Árbitro: Emerson Luiz Sobral. Auxiliares: Marcelino Castro de Nazare e Roberto Jose de Oliveira.