Panamá

Seleção encara o Panamá na "sala de visitas" do folclórico Túlio Maravilha

Por GloboEsporte

Melhor do que iniciar uma preparação de Copa do Mundo no Serra Dourada, onde a seleção brasileira jamais foi derrotada, é ter a benção do Rei do estádio. Não há exagero nenhum em rotular Túlio Maravilha dessa maneira. É dele o título de maior artilheiro do local onde o Brasil recebe o Panamá, nesta terça-feira, às 16h.

Aniversariante da última segunda-feira, quando completou 45 anos, o ex-atacante aposta em uma goleada da Seleção sobre os panamenhos. Ainda mais porque o estádio conta com o seu espírito de artilheiro. Ao longo da carreira, Túlio Maravilha, que surgiu para o futebol vestindo a camisa do Goiás, diz que balançou as redes do Serra Dourada mais de 200 vezes.

– Só no Serra Dourada eu fiz pelo menos 40 gols para cada filho. E no total da minha carreira tenho 200 para cada um. Acho que está bom, né?! – brincou Túlio, pai de cinco filhos e que recentemente, pelas suas contas, chegou ao milésimo gol.

Tulio Maravilha Brasil 1995 Goiania (Foto: Agência Estado)
Tulio Maravilha, em ação pelo Brasil contra Honduras no Serra Dourada, em 1995 (Foto: Agência Estado)

Jogando em Goiânia, a seleção brasileira nunca perdeu. Foram 11 partidas, com nove vitórias e dois empates. O Rei do Serra Dourada não acredita em tropeço justamente agora, numa reta final de preparação para a Copa. E aposta em Fred para furar a retranca dos panamenhos.

– Conheço os quatro cantos do estádio, sei dos atalhos. E acho que é jogo para o Fred. Ele é um jogador como eu, como Romário… Um atacante de área, de pouca mobilidade e que tem faro de artilheiro. Quem é matador não pode desistir. Tem de saber que em algum momento a bola vai surgir – acrescentou o ex-atacante.

Túlio exalta seus feitos sem vergonha de parecer exagerado. Seu único gol pela Seleção em Goiânia é lembrado com carinho.

– Tenho lembranças memoráveis da seleção brasileira no Serra Dourada. Lembro de muitas goleadas, do Zico desfilando naquele gramado. E, claro, tem gol do Túlio Maravilha. Fiz um gol pela Seleção lá em 1995, de pênalti, em um empate por 1 a 1 com Honduras. Deixei minha marca de artilheiro, não podia ser diferente – lembrou.

Curtindo a vida de aposentado e aproveitando os momentos com os cinco filhos, Túlio não confirmou presença no amistoso da seleção brasileira. Quer dar prioridade à vida familiar, algo que deixou de lado muitas vezes ao longo da carreira. Mas a “sala de visita” dele estará pronta para receber o time de Felipão.

– Poucos jogadores conhecem o Serra Dourada como eu conheço. Lá é a minha sala de visitas. E dessa vez o meu visitante é a seleção brasileira. Agora que já fiz os meus mil gols estou com a sensação de dever cumprido e numa nova fase da vida. Não sei se vou ao estádio, mas estarei torcendo muito.

Fred e Neymar Treino Seleção Brasileira (Foto: Agência EFE)
Neymar e Fred no treino da Seleção: Túlio aposta no atacante do Fluminense contra o Panamá (Foto: Agência EFE)

DUAS MUDANÇAS NO BRASIL

A ideia do técnico Luiz Felipe Scolari para a disputa da Copa do Mundo ainda é manter o time que venceu a Copa das Confederações no ano passado. Mas para esse primeiro desafio de preparação para o Mundial, o técnico decidiu poupar dois titulares. Thiago Silva e Paulinho, assim como o reserva Fernandinho, não viajaram para Goiânia.

Melhor para Dante e Ramires. O zagueiro do Bayern de Munique e o volante do Chelsea terão a oportunidade de começar jogando. Por enquanto, segundo Felipão, nada deve mudar em relação aos titulares. Mas a oportunidade é boa. O Brasil poderá fazer seis alterações na partida.

No Panamá, o técnico Hernán Darío Gómez deve manter a escalação do empate por 1 a 1 com a Sérvia, adversária do Brasil na próxima sexta-feira, no Morumbi, em São Paulo. A delegação panamenha chegou a Goiânia na noite da última segunda.

Após os dois amistosos, o Brasil estreia na Copa do Mundo no dia 12 de junho, contra a Croácia, na Arena Corinthians, em São Paulo. México e Camarões completam o grupo A.

FICHA TÉCNICA

Brasil
Julio César; Daniel Alves, David Luiz, Dante e Marcelo; Luiz Gustavo, Ramires e Oscar; Hulk, Neymar e Fred.
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Panamá
McFarlane; Torres, Rodríguez, Parris e Chen; Cooper, Gómez, Henríquez e Quintero; Barahona e Muñoz.
Técnico: Hernán Darío Gómez

Data: 03/06/2014 (terça-feira)
Horário: 16h (de Brasília)
Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Árbitro: Raul Orosco (Fifa-BOL)
Auxiliares: Efraín Castro e Javier Bustillos (ambos da Bolívia)
Transmissão: a TV Globo, o SporTV e o GloboEsporte.com exibem a partida ao vivo. O site também acompanha em Tempo Real.