Salgueiro x Santa Cruz

Em disputa direta pelo G4, Santa defende invencibilidade fora de casa contra Salgueiro

Ficha do jogo

Salgueiro
Mondragon; Maurício, Iury, Mateus Mendes e Marlon; Emerson, Michel, Peu e Marcos Vinícius; Willian Lira e Eriky Junior. Técnico: Sérgio China
Santa Cruz
Tiago Machowski; Mailton, Augusto Silva, Sandoval e Ávila; Carlinhos Paraíba, Arthur Rezende, Robinho e Fabinho Alves (Danny Morais); Augusto e Leandro Costa. Técnico: Roberto Fernandes.
Local: Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro
Horário: 19h30
Árbitro:  Adriano Milczvski (PR)
Ássistentes: Daniel Cotrim de Carvalho e Jefferson Cleiton Piva (ambos do PR)

Para não repetir jejum de 1942, Santa Cruz joga com mudanças diante Salgueiro por 1ª vitória

Ficha do jogo

Salgueiro

Mondragon; Marcos Tamandaré, Maurício, Luiz Eduardo e Izaldo; Escuro, Neverton, Jailton e Fabiano; Willian Anicete e Laerte. Técnico: Paulo Júnior

Santa Cruz

Tiago Machowski; Vítor, Genílson, Renato Silveira e Ávila; Jorginho, Luiz Otávio, Arthur Rezende, Héricles e Robinho; Vinícius. Técnico: Júnior Rocha.
 
Local: Cornélio de Barros, em Salgueiro.
Horário: 20h (do Recife).
Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)
Assistentes: Gilberto Freire de Farias (PE) e Marcelino Castro de Nazaré (PE).

Razões para crer na final: Salgueiro e Santa Cruz decidem vaga na decisão do Estadual

Ficha do jogo
 
Salgueiro
Mondragon; Marcos Tamandaré, Ranieri, Luiz Eduardo e Daniel Nazaré; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Toty e Valdeir; William Lira e Paulo Vitor (Jean Carlos). Técnico: Evandro Guimarães.
 
Santa Cruz
Julio Cesar; Vitor, Anderson Salles e Tiago Costa; Elicarlos, David, Pereira, Thomás e Everton Santos; Halef Pitbull. Técnico: Vinícius Eutrópio.
Estádio: Cornélio de Barros (Salgueiro-PE).
Horário: 19h.
Árbitro: José Woshington da Silva (PE).
Assistentes: Clóvis Amaral (PE) e Marlon Rafael Gomes de Oliveira( PE).
Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia-entrada).

Para não se complicar no Estadual, Santa Cruz tem “revanche” contra o Salgueiro

Ficha do Jogo

Salgueiro
Mondragon, Marcos Tamandaré, Ranieri, Luís Eduardo e Daniel Nazaré; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Toty e Valdeir; Willian Lira e Jean Carlos. Técnico: Evandro Guimarães.

Santa Cruz
Julio Cesar; Vitor, Jaime, Bruno Silva e Tiago Costa; Wellington Cézar (Anderson Salles ou Gino), David, Thomás, Thiago Primão (William Barbio) e Everton Santos; Halef Pitbull. Técnico: Vinícius Eutrópio.

Estádio: Cornélio de Barros (Salgueiro-PE).

Horário: 16h.

Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (PE).

Assistentes: Ricardo Bezerra Chianca (PE) e Francisco Chaves Bezerra Júnior (PE).

Santa Cruz quer manter o embalo diante do Salgueiro

Autor: Davi Saboya

Foto: André Nery/JC Imagem

Há cinco rodadas sem saber o que é uma derrota, o Santa Cruz enfrenta o Salgueiro, neste domingo (13), no estádio Cornélio de Barros, em partida válida pela 7ª rodada do Campeonato Pernambucano. Com oito pontos, na quarta colocação, o Tricolor quer os três pontos para não correr risco de ficar de fora do G-4. Já o Carcará é o líder do Estadual com 13 pontos e precisa bater a equipe coral para manter o bom desempenho na competição.

“É um jogo bastante difícil de jogar. O Salgueiro tem um time qualificado e líder do campeonato. Por isso é um jogo que serve para medir o nosso momento. Precisamos encarar o jogo com a importância que a partida merece. O Salgueiro é um adversário direto. Fez final ano passado e lidera a competição. O adversário tem ser respeitado, mas temos que mostrar nossa força”, afirmou o técnico Marcelo Martelotte.

A última vitória do Santa Cruz em cima do Salgueiro, no sertão de Pernambuco, aconteceu no Pernambucano de 2011. O Tricolor venceu por 1×0 com gol do ex-atacante Thiago Cunha. Depois foram cinco partidas e o time coral conquistou conquistou dois empates e perdeu em três oportunidades.

“É um jogo muito importante e precisamos pontuar fora de casa. Não tem como se contentar somente em ganhar bem no Arruda. Este é o jogo para assegurar a classificação”, disse o meia Leandrinho.

TIME

Meia se diz pronto para jogar contra o Bahia. Foto: André Nery/JC Imagem

Foto: André Nery/JC Imagem

Como é de costume, o técnico Marcelo Martelotte não fez mistério e definiu o time que vai enfrentar o Salgueiro. Em relação a equipe que venceu o Confiança, na última terça-feira (8), pela Copa do Nordeste, o treinador precisou realizar duas mudanças. O volante Lucas Gomes entra na vaga do meia João Paulo que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. A outra mudança é por questão clínica. O meia Raniel assume a posição do atacante Wallyson. Ele sentiu uma lesão na perna direita e ficou no Recife realizando exames médicos.

ADVERSÁRIO

Salgueiro faz três no América e assume a liderança do Hexagonal

Foto: JC Imagem

O Salgueiro recebe o Santa Cruz nos seus domínios depois de bater o ABC por 2×1, fora de casa, pela Copa do Nordeste. O Carcará ainda está vivo e briga por uma vaga na próxima fase da competição regional. No Pernambucano, o time sertanejo está invicto jogando no seu estádio e fora de casa perdeu apenas uma vez que foi para o Náutico.

“Vamos colocar o nosso melhor time para enfrentar o Santa Cruz”, declarou o técnico do Salgueiro, Sérgio China.

Apesar de não ter confirmado a equipe que vai enfrentar o Tricolor, o treinador do time sertanejo não deve realizar muitas alterações na equipe. O meia Cássio, com uma lesão muscular na coxa direita, e o atacante Anderson Lessa, que sofreu uma contusão no ombro, não atuaram no meio da semana e são dúvidas para o duelo. Caso os dois atletas não possam jogar a tendência é que Sérgio China repita a mesma escalação que venceu o ABC.

FIQUE DE OLHO

Revelado nas categorias do Náutico, o atacante do Salgueiro, Piauí, tem sido um dos destaques do Carcará neste ano e marcou quatro gols na temporada. Pelo lado do Santa Cruz, quem pode decidir é o atacante Keno. Ele decidiu a partida para o Tricolor contra o Central, Juazeirense e Confiança e acumula três gols em 2016.

FICHA TÉCNICA

Salgueiro – Mondragon; Marcos Tamandaré, Ranieri, Rogério, Daniel; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Paulinho Mossoró, Lucas Piauí; Jefferson Berger e Piauí. Técnico: Sérgio China.

Santa Cruz – Tiago Cardoso; Everton Sena, Alemão, Leonardo, Tiago Costa; Wellington Cézar, Lucas Gomes, Leandrinho; Raniel, Keno e Arthur. Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Cornélio de Barros. Horário: 16h. Árbitro: Diego Fernando Silva de Lima. Assistentes: Albino de Andrade Albert Junior e Fabrício Leite Sales.

0

O histórico Campeonato Pernambucano centenário começa a conhecer seu campeão

Autor: Wladmir Paulino

Um pequeno que agigantou-se e um gigante que acordou. Foi dessa forma que Salgueiro e Santa Cruz construíram seus caminhos até a histórica final do Campeonato Pernambucano 2015, que começa às 22h desta quarta-feira (29), no Cornélio de Barros, em Salgueiro, sertão de Pernambuco. Justamente no emblemático centenário da competição quis o destino que um time do interior decidisse a competição com um dos integrantes do Trio de Ferro em pé de igualdade.

As regras são as mesmas da semifinal: ninguém joga por dois empates ou mesma diferenças de gols. Tudo que foi feito lá atrás não representa quase nada, nem mesmo as duas vitórias sertanejas no hexagonal do título – ambas por 1×0.. Se os dois jogos terminarem empatados ou cada time vencer um jogo com o mesmo saldo de gols a decisão vai para os pênaltis. O segundo round será no próximo domingo (3), no Arruda.

Verde, vermelho e branco

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Por mais que tenha jogado este ano – disputou Copa do Nordeste e Copa do Brasil, além do Estadual, o técnico do Carcará, Sérgio China, adota o mistério total: não cita nomes de jogadores e menos ainda qual a estratégia a ser adotada. Mas parece óbvio que na reta final ele não negar os princípios que fizeram o time chegar tão longe. É de se esperar um Salgueiro marcador no meio de campo e explorando muito as duas laterais. “Não posso passar a estratégia de jogo. Se eu disser, Ricardinho vai escutar e já vai fazer algo em cima disso. Ou posso passar e fazer diferente, para complicar o adversário”.

Vermelho, preto e branco

Edson Sitta é o terceiro desfalque do Santa Cruz para o primeiro jogo da semifinal

Edson Sitta deve retornar ao time titular

Ricardinho não faz diferente. Para quem fez treino secreto até para o segundo jogo da semifinal com o Central mesmo com vantagem de quatro gols, é até obrigação não soltar qualquer informação. Ele tem como opções manter o 4-5-1 que ao mesmo tempo deu consistência defensiva e rendeu gols ou voltar ao 4-4-2, já que tem o atacante Anderson Aquino em boa condição. E ainda Bruno Mineiro, provavelmente no banco. O volante Edson Sitta, um dos homens de confiança do técnico, deve retornar no lugar de Bileu. “Temos um grupo à disposição. Tivemos alguns problemas de lesão e cartões, mas agora, na reta final, todos estão à disposição de novo. Foi um trabalho bem feito de recuperação para a montagem do time”.

Ao ataque!

betinho_lessa_770

Nenhum dos dois times tem uma avalanche de gols no currículo. Mas não se pode negar que os dois ataques funcionaram bem na hora que mais se precisou deles. O Salgueiro chegou na última rodada do hexagonal precisando vencer o Náutico. Goleou por 4×1. O Santa Cruz, que marcou míseros nove gols nos dez primeiros jogos, deu um salto vertiginoso: anotou nada menos que seis nas duas partidas da semifinal.

Defendendo

rogeriopb_alemao_770

Os sistemas defensivos dos dois finalistas também apresentaram semlhanças. Não fizeram nada surpreendente no hexagonal mas funcionaram na hora de decidir. A do Salgueiro foi até mais testada, já que enfrentou na semifinal o time que mais marcou gols na fase por pontos corridos (Sport, 19) e tomou apenas um. Mérito de um quarteto fundamental para segurar as pontas formado pelo goleiro Luciano, o zagueiro Rogério Paraíba e a dupla de volantes Moreilândia e Rodolfo Potiguar.

Se o Carcará foi bem testado, a Cobra Coral sofreu uma metamorfose: tomou nove gols no hexagonal, seis deles nas duas primeiras rodadas. Porém, nas últimas cinco partidas só viu sua rede balançar uma mísera vez, no 1×1 com os rubro-negros. Mérito para o técnico que arrumou o time com um meio de campo reforçado e o retorno de Tiago Costa, que acabou com a vulnerabilidade do lado esquerdo.

Ficha do jogo:

Salgueiro: Luciano; Marcos Tamandaré, Ranieri, Rogério Paraíba e Marlon; Vitor Caicó, Moreilândia, Rodolfo Potiguar, Valdeir e Lúcio; Kanu. Técnico: Sérgio China.

Santa Cruz: Fred; Nininho, Alemão, Danny Morais e Tiago Costa; Edson Sitta, Bruninho, João Paulo e Emerson Santos (Guilherme Biteco); A. Aquino (Emerson Santos) e Betinho. Técnico: Ricardinho.

Local: Cornélio de Barros, em Salgueiro. Horário: 22h. Árbitro: Marcelo de Lima Henrique. Assistentes: Clóvis Amaral e Fernanda Colombo. Ingressos: R$ 25 e R$ 50.

Santa vai ao sertão em busca da vitória

Foto: Alexandre Gondim / JC Imagem – Autor: Matheus Albino

Neste domingo Santa Cruz e Salgueiro se enfrentam às 16h, no Cornélio de Barros, em Salgueiro, pela sétima rodada do Hexagonal do Título do Pernambucano. O Tricolor está em quarto colocado com sete pontos, oito a menos que o líder Sport.

Já o Salgueiro é o lanterna com cinco pontos e soma apenas uma vitória, justamente sobre o Santa em pleno Arruda. Além de vingar a derrota o Tricolor tenta quebrar uma escrita de três anos sem vencer uma partida no sertão de Pernambuco.

Para o jogo o técnico Ricardinho fez três alterações no time titular em relação ao último jogo e vai promover a estreia do volante Bruninho. Na lateral direita Moisés perdeu a vaga para Bileu. Outro preterido foi Guilheme Biteco. Por opção do treinador, o meia permaneceu no time reserva.

A armação das jogadas ficou na incumbência de Raniel e João Paulo – este último fez o papel de segundo volante contra os alvirrubros. Agora, atuará mais avançado. A terceira e última mudança foi por ordem médica. Machucado e com virose, Renatinho já havia sido cortado da partida durante a semana. O titular será Leo Veloso. O goleiro Bruno voltou a ser relacionado e vai ficar como opção no banco de reservas.

Quem pode decidir?

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Apesar do pênalti perdido no úlimo clássico contra o Náutico o atacante Betinho segue com moral com o técnico Ricardinho. titular mais uma vez, o camisa 9 quer esquecer o erro cometido na Arena PE com gol diante do Carcará em Salgueiro. Essa também é mais uma chance para ele mostrar ao treinador que pode ficar com a condição de titular do ataque. O forte concorrente a vaga, Bruno Mineiro, está entregue ao departamento médico.

Fique de olho

Foto: site oficial do Santa Cruz

Foto: site oficial do Santa Cruz

O drible fácil e a capacidade de vislumbrar o espaço onde ninguém espera são alguns dos pontos fortes do prata da casa do Santa Cruz. Mais uma vez como titular, Raniel vai ganhando moral com o técnico Ricardinho. Porém, ao mesmo tempo a pressão sobre ele também vai subindo.

Ficha de jogo

Santa Cruz: Fred; Bileu, Alemão, Edson Sitta e Leo Veloso; Edson Sitta, Bruninho, Raniel e João Paulo; Waldison e Betinho. Técnico: Ricardinho

Salgueiro:

Campeonato Pernambucano (7°rodada). Local: Cornélio de Barros (Salgueiro). Horário: 16h. Árbitro: Sebastião Rufino Ribeiro Filho. Assistentes: Albino de Andrade Junior e Elan Vieira de Souza.