Santa Cruz 0x1 ABC

Desarticulado, Santa Cruz perde a primeira em casa

Autor: Wladmir Paulino

Kayke marcou o gol da vitória do ABC. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Desarticulado na maior parte do jogo, o Santa Cruz perdeu sua primeira partida dentro de casa pela Série B 2015 ao cair por 1×0 diante do ABC na chuvosa noite desta sexta-feira (29). O tricolor tomou o gol ainda no primeiro tempo e não conseguiu envolver o adversário no restante da partida. Some-se a isso a opção do técnico Ricardinho em encher o time de atacantes e esquecer da criatividade para fazer a bola chegar em condições de finalização para eles. Esse resultado pode derrubar os corais para a zona de rebaixamento ao final da rodada, neste sábado.

Obediente às ordens do técnico Ricardinho, que era fazer de tudo para somar os três pontos em casa, o Santa iniciou o jogo pressionando e, principalmente mudando a característica. Da troca de passes para os lados, o time tentou ser mais vertical. E conseguiu, sempre rondando com perigo a área potiguar. Tanto que aos sete minutos, Pedro Castro foi lançado no lado esquerdo da área e tentou encobrir Saulo, que percebeu e fez a defesa.

Só que, aos poucos, o time de branco encaixou a marcação no meio, deixando os volantes tricolores mais distantes dos meias. Foi assim que o espaço começou a aparecer em frente à área coral. E foi bem explorado por Ronaldo Mendes. Aos 27 minutos ele mandou a bola rasgando pelo meio da defesa coral até encontra Kayke, sozinho mas em posição legal, quase na marca do pênalti. Ele ainda driblou Fred antes de empurrar para o gol vazio.

O gol tomado desarticulou ainda mais o time da casa, que passou a correr mais do que impor velocidade. Diga-se de passagem desnecessariamente, já que a situação não era desesperadora. Por isso abusou dos cruzamentos, principalmente com o estreante João Carlos. O único lance de perigo foi um chute de fora da área de João Paulo, defendido por Saulo. O ABC teve espaço para os contra-ataques mas falhou no passe final.

Tricolores alçaram muitas bolas na área do ABC, sem sucesso. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Tricolores alçaram muitas bolas na área do ABC, sem sucesso. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Na volta para o segundo tempo, o tricolor veio com Emerson Santos no lugar de João Carlos e Nathan no posto de Pedro Castro. O time ficou com dois jogadores abertos pelos lados e Anderson Aquino recuou um pouco para fazer a ligação com o ataque. João Paulo recuou para melhorar a saída de jogo. Mas nada mudou. A única oportunidade foi bem clara, para Anderson Aquino cabecear. Mas ele mandou para fora.

Mesmo assim o técnico Ricardinho adotou a estratégia desesperadora de encher o time de atacantes quando Waldison entrou na vaga de Bruninho. A essa altura o ABC já estava com menos um em campo depois que Ronaldo Mendes foi expulso aos 18 minutos ao levar o segundo amarelo. Os potiguares entrincheiraram-se na frente da área à espera de um contra-ataque.

E a chance veio aos 39. Dedé lançou Kayke em posição legal. O camisa 9 avançou e esperou a saída de Fred para mandar por cobertura. Por pouco centímetros errou o alvo.

DE PRIMEIRA – O ABC demorou a finalizar, mas quando o fez foi extremamente eficiente. O primeiro chute em direção ao gol do Santa foi de Kayke. E entrou, aos 27 do primeiro tempo.

JOÃO CARLOS – O lateral atuou como uma opção ofensiva mas não foi feliz nos cruzamentos, sempre muito altos e facilitando a vida de um goleiro com a estatura de Saulo. Deixou muito espaço às costas, no que teve a contribuição do time, não preparado para a cobertura. Entre corrigir o posicionamento e tirar o jogador no segundo tempo, o técnico Ricardinho ficou com a segunda opção.

FALTOU ‘PNEU DE CHUVA’ – Fosse uma corrida de Fórmula 1 diríamos que os carros correram em pista molhada com pneus secos. Por mais que trocassem as chuteiras os jogadores escorregavam constantemente no gramado molhado (mas não encharcado) do José do Rego Maciel por conta da chuva que caiu durante toda a partida.

Ficha do jogo:

Santa Cruz: Fred; João Carlos (Emerson Santos), Diego Sacoman, Danny Morais e Lúcio; Bileu, Bruninho (Waldison), Pedro Castro (Nathan) e João Paulo; Anderson Aquino e Bruno Mineiro. Técnico: Ricardinho.

ABC: Saulo; Reginaldo, Suéliton, Leandro Amaro e Lima; Fábio Bahia, Dedé, Wellington Bruno (Maurício) e Ronaldo Mendes; Fabinho Alves (Bruno Luiz) e Kayke (Erivelton). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Local: Arruda. Árbitro: Luiz Magalhães (CE). Assistentes: Samuel Oliveira e Renan Costa (ambos do CE). Gols: Kayke, aos 26 do primeiro tempo. Cartões amarelos: Nathan, Bileu, Kayke, Saulo, Suélinton e Leandro Amaro. Expulsão: Ronaldo Mendes. Público: 5.020.