Santa Cruz 4×0 Porto-PE

Santa Cruz goleia na estreia na Arena Pernambuco e agora pensa no clássico

Yuri de Lira – Diario de Pernambuco

Era necessário dar uma resposta. Dar um sinal de vida para a torcida em meio ao princípio de crise que se assolou no Arruda após o Santa Cruz perder dois clássicos para o Sport nas duas últimas semanas. Neste sábado, os corais venceram o Porto. Goleada por  4 a 0. No primeiro jogo realizado pelo clube na Arena Pernambuco,  um resultado que garantiu os corais no G4 até o fim da rodadal. Na próxima quarta-feira, o duelo será novamente contra o Leão. O triunfo diante dos caruaruenses não eleva, necessariamente, o moral para o clássico do Nordestão. Mas, pelo menos, soa como alívio para que os maus tempos não se alastrassem no Arruda.

O público na Arena Pernambuco contrariou as expectativas nesta noite. A torcida compareceu. É fato que o programa do governo Todos com a Nota ajudou bastante. Porém, a desconfiança em relação ao time, o lanterna do Pernambucano como adversário e a distância do estádio tenderiam a afastar os torcedores corais da partida.

Embora empolgados com a primeira experiência na Arena, denotada por inúmeros flashes de câmeras fotográficas, os tricolores que foram assistir ao jogo de pronto se manifestaram contra a equipe. Antes mesmo do apito inicial. Assim que o telão anunciou a escalação, ecoaram vaias quando foram citados os nomes do técnico Vica, do volante Luciano Sorriso Sorriso, além dos meias Carlos Alberto e Raul. Um primeiro sinal de que, definitivamente, não havia espaço para tropeço.
Léo Gamalho Santa Cruz x Porto (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
O jogo

O Santa conseguiu envolver o Porto no primeiro tempo. Criou chances de abrir a contagem. Duas delas com Raul, que a cada gol perdido e a cada jogada errada se tornava o alvo principal dos xingamentos. A pressão sobre o meia e também sobre parte dos atletas só cessou aos 37, quando Léo Gamalho converteu um pênalti sofrido por ele próprio.

Cinco minutos depois, Sorriso ampliou. A vitória sobre o limitado Porto estava encaminhada. Durante a segunda etapa, portanto, os comandados de Vica esfriaram. Ainda assim, Jefferson Maranhão conseguiu fazer o terceiro e o quarto, em sequência. O adversário, por sua vez, não apresentou o mínimo de qualidade para esboçar sequer uma reação.

Estádio: Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata-PE)
Árbitro: Gilberto Freire de Farias/PE
Assistentes: Marcelino Castro Nazaré e Bruno César Chaves Vieira, ambos de PE
Gols: Léo Gamalho (Santa, 37’ do 1T), Luciano Sorriso (Santa, 42’ do 1T) e Jefferson Maranhão (39’ e 42’ do 2T)
Cartões amarelos: Thaciano e Cosme (Porto); Luciano Sorriso (Santa Cruz)
Público:16.666 –  Renda: R$325.030,00

Santa Cruz
Tiago Cardoso; Oziel, Renan Fonseca, Everton Sena e Nininho; Sandro Manoel, Luciano Sorriso (Memo), Carlos Alberto (Jefferson Maranhão) e Raul; Flávio Caça-Rato (Pingo) e Léo Gamalho. Técnico: Vica.

Porto
Tiago; Felipe Almeida, Wallace, Geninho e Weverton; Cosme, Evandro, Renan (Guego), Jeffinho (Matheus Araripina) e Thaciano; Kiros. Técnico: Elenílson Santos.