Sport 0x1 América

Pior do que a derrota, foi o futebol apresentado pelo Sport

Técnico Falcão começa pressionado a temporada. Fotos: André Nery/JC Imagem – Autor: Thiago Wagner

 

Talvez nem o rubro-negro mais pessimista imaginasse que o começo de ano do Sport fosse tão negativo. Não só por causa das duas derrotas seguidas, a mais recente por 1×0 contra o América, nesta quarta-feira, em plena Ilha do Retiro, mas pelo futebol pobre apresentado pelos rubro-negros nas duas partidas. Pior para o técnico Falcão, que terá que melhorar a equipe com a pressão dos resultados. Um tarefa nada fácil para o treinador. Danyel marcou o gol que sacramentou as vaias na Ilha.

A primeira chance de reagir também não será nada amigável. O Sport encara o Central, no Luiz Lacerda, em Caruaru, e tem obrigação de vencer para não afundar em uma crise. Por outro lado, o Mequinha quebra um jejum histórico de 76 jogos sem ganhar do Leão. A última vitória dos alviverdes foi em 73. De quebra, também acabou com a invencibilidade rubro-negra na Ilha, onde os leoninos não perdiam desde outubro de 2014, quando o Goiás venceu por 1×0.

E tome cruzamento

O Sport não pode reclamar que não teve a posse de bola na partida. Na verdade, jogou praticamente todos os 90 minutos no campo do América. Só que faltou ao Leão variar um pouco mais o jogo. Os rubro-negros se limitaram a praticamente cruzar a bola na área para Túlio de Melo. Muito pouco para qualquer equipe, e pior ainda para um time considerado candidato ao título do Pernambucano.

samuel-xavierAN

Pior do que a insistência em uma única jogada, foi o aproveitamento dela. Túlio de Melo até teve oportunidades para marcar o gol leonino, mas mandou em cima do goleiro em todas as chances, deixando a torcida muito irritada nas arquibancadas.

Quem poderia corrigir isso seria o técnico Falcão. No entanto, as substituições só escancararam ainda mais os problemas do Sport, que continuou com seus jogadores distantes e apostando no passe longo e nos cruzamentos.

A postura do Leão, por incrível que pareça, acabou tornado a vida do América fácil. O Mequinha se fechou na defesa e apenas se limitou a cortar as bolas aéreas. Os alviverdes não fizeram uma grande partida ofensiva, é verdade, mas foram eficientes na proposta de jogo definida. Além disso, foram felizes na única chance clara de balançar as redes. Danyel foi esperto no segundo tempo e encobriu Danilo Fernandes para marcar o único gol da partida.

FICHA DA PARTIDA – SPORT 0X1 AMÉRICA

Sport: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê (Fábio); Serginho, Rithely (Luiz Antônio) e Éverton Felipe (Maicon); Reinaldo Lenis, Mark González e Túlio de Melo. Técnico: Falcão.

América: Delone; Ricardo, Danilo, Yuri e Jair (Da Silva); Glauber, Thiago Laranjeira (Kleytinho), Danyel e Alex; Jackson (Bala) e Neto Bala. Técnico: Charles Muniz.

Pernambucano 2016. Local: Ilha do Retiro, Recife (PE). Árbitro: Giorgio Wilton. Auxiliares: Francisco Chaves e José Daniel. Gol: Danyel (A) aos 13 minutos do segundo tempo. Amarelos: Danilo (A), Da Silva (A), Mark González (S) e Carlinhos Bala (A). Público: 2.786. Renda: 53.505.