Sport 1×1 Salgueiro

Com uso do árbitro de vídeo, Salgueiro arranca empate contra o Sport na final

Ficha do jogo

Sport 1

Magrão; Samuel Xavier (Raúl Prata), Matheus Ferraz, Durval e Mena; Ronaldo, Fabrício, Rithely (Fábio) e Everton Felipe (Lenis); Rogério e André. Técnico: Ney Franco.

Salgueiro 1

Mondragon; Marcos Tamandaré, Ranieri, Luís Eduardo e Daniel Nazaré; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Toty e Valdeir; Álvaro (Jean Carlos) e William Lira. Técnico: Evandro Guimarães.

Local: Ilha do Retiro (Recife-PE).

Árbitro: José Woshigton (PE).

Assistentes: Marlon Rafael (PE) e Fabrício Leite (PE).

Gols: André (Sport, 27′ do 1T) e Jean Carlos (Salgueiro, 56′ do 2T).

Cartões amarelos: Samuel Xavier, Rogério, Rithely, Matheus Ferraz e Raúl Prata (Sport); Mondragon e Jean Carlos (Salgueiro).

Público: 22.750.

Renda: R$ 501.176.

Salgueiro faz história e acaba com semestre do Sport

Foto: JC Imagem – Autor: Thiago Wagner

Se você é torcedor do Sport comece o texto por aqui mesmo (se for do Salgueiro leia a partir do segundo). Por mais que o Leão fosse favorito no Pernambucano, e também no Nordestão, teria que comprovar isso no gramado. Como não fez, pagou caro com duas eliminações, sendo a deste domingo, na Arena Pernambuco, a mais frustrante por ter sido contra um adversário considerado teoricamente mais fraco e com uma folha bem menor do que o Leão. A verdade é que o semestre acabou para os rubro-negros com a eliminação no Estadual. O 1×1 com o Salgueiro em São Lourenço da Mata trouxe muita mágoa para o torcedor leonino, que nem em seu pior pesadelo imaginava cair de maneira tão dura, ainda mais depois de largar tão na frente dos rivais. Diego Souza marcou para o Sport enquanto Valdeir anotou para os sertanejos.

Já para o torcedor do Carcará vale o registro de algo histórico. Pela primeira vez o Salgueiro está na final do Pernambucano, vai enfrentar o Santa Cruz – primeiro jogo na próxima quarta-feira, no Cornélio de Barros, e volta no Arruda, no domingo. Prova que a equipe do Sertão é sem dúvidas o melhor clube do interior nos últimos tempos. Mérito de um trabalho que há anos vem dando resultados com o acesso para a Série B e 2010 e as conquistas recentes de vagas na Copa do Nordeste.

Sport domina, mas de maneira desorganizada

Na desvantagem depois de ter perdido por 2×0 fora de casa, o Sport fez o que se esperava dele: foi para cima do Salgueiro. Teve maior posse de bola do que o adversário, pressionou até o último minuto e empurrou o adversário para o próprio campo. Na teoria, era para dar certo, mas faltou um detalhe importante: o domínio do Leão foi de maneira desorganizada, mais na base da vontade e da maior qualidade técnica do que na estratégia. Isso foi decisio para o Carcará segurar os donos da casa, que abusaram de chutões em alguns momentos e da pressa.