Sport 1×1 Santa Cruz

Em jogo marcado por confusão, Sport e Santa empatam e voltam a se enfrentar em mata-mata

Ficha do jogo
 
Sport 1
Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Léo Ortiz e Sander; Pedro Castro, Neto Moura, Marlone; Gabriel, Índio (Thomás) e Leandro Pereira (Mikael). Técnico: Nelsinho Batista.
 
Santa Cruz 1
Tiago Machowski; Vítor, Augusto Silva, Genílson e Paulo Henrique; Jorginho (Leandro Salino), Luiz Otávio e Daniel Sobralense (Jeremias); Fabinho Alves (Giovani), Robinho e Héricles. Técnico: Júnior Rocha.
Estádio: Ilha do Retiro, no Recife.
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (PE).
Assistentes: Ricardo Bezerra Chianca (PE) e Clóvis Amaral da Silva (PE).
Gols: Thomás (25’ do 1ºT) (SPT); Fabinho Alves (40’ do 1ºT) (SCZ).
Cartões amarelos: Ronaldo Alves (SPT); Jorginho e Jeremias (SCZ).
Público: 13.218.
Renda: R$ 216.095,00.

Reservas do Santa Cruz seguram titulares do Sport e clássico fica no empate na Ilha

Ficha do jogo

Sport 1
Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Mansur; Thallyson, Rodrigo e Fábio (Juninho); Everton Felipe, André (Leandro Pereira) e Rogério. Técnico: Daniel Paulista.

Santa Cruz 1

Jacsson; Gabriel Valles, Jaime, Eduardo Brito e Roberto; Wellington Cezar, Gino (Hallef Pitbull), William Barbio e Júlio Sheik (Pereira); Facundo e André Luís (Thomás). Técnico: Vinícius Eutrópio

Local: Ilha do Retiro.

Árbitra: Déborah Cecília.

Assistentes: Marcelino Castro e Clóvis Amaral.

Cartão amarelos: Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Thallyson, Mansur (SP), Willian Barbio, André Luís, Roberto (SC).

Gols: Rogério (SPT) (23 min do 2º tempo); Pereira (SCZ) (37 min do 2º tempo).

Público: 10.221.

Renda: R$ 159.355.

Com gol no final, Santa Cruz arranca empate com o Sport em clássico na Ilha do Retiro

 Daniel Leal /Diario de Pernambuco

O Santa Cruz conseguiu um empate heroico com o Sport. Mesmo com um jogador a menos durante quase todo o segundo tempo, a equipe coral encontrou forças e, na raça, encontrou o empate com o Leão no último minuto de jogo. Aos 48 minutos do segundo tempo, João Paulo aproveitou o vacilo da defesa rubro-negra. O Resultado fez explodir a torcida tricolor, que comemorou o resultado como se fora uma vitória. O Leão, porém terminou o hexagonal do título como líder disparado, com 26 pontos. Mesmo com o ponto arrancado, o Santa Cruz não conseguiu tomar a vice-liderança do Central. O gol do Sport foi marcado por Samuel, de pênalti.

O Sport irá encarar o Salgueiro nas semifinais. Carcará, que bateu o Náutico no Sertão e ficou com a última vaga em aberto. O primeiro jogo será no estádio Cornélio de Barros e o da volta, na Ilha do Retiro. Já o Tricolor enfrentará a Patativa nas sêmis e jogará primeiro em Caruaru e o da volta, no Arruda. As partidas estão marcadas para os dias 19 e 26 de abril.

O jogo

Foi um primeiro tempo equilibrado. O Sport, mesmo com um time misto, tinha na sua qualidade técnica o respaldo para tomar a iniciativa do jogo. O Santa Cruz, por sua vez, parecia esperar um erro do adversário. Vacilo este que não veio. Carregados por um Régis inspirado e distribuindo bem as jogadas, o Leão teve as melhores chances da primeira etapa. O próprio meia só não tirou o placar da etapa do 0 a 0 graças a Tiago Costa que salvou a bola em cima da linha aos 39 minutos.

Retraído, porém sem abdicar do jogo, o Tricolor marcava com eficiência. Não escapou de alguns vacilos pontuais, todavia. Aos 19, Durval lançou Mike, a defesa parou e o atacante saiu de cara com Fred. A bola triscou a trave e saiu. Até os 40 minutos, o Santa Cruz foi praticamente inofensivo. As duas únicas chances saíram do talento individual do melhor jogador coral em campo: Raniel. Na primeira, deixou Durval no chão, mas chutou em cima de Magrão. Aos 43, deixou Danilo para trás e bateu cruzado, com perigo.

Segundo tempo

O Sport voltou com tudo para o segundo tempo. Logo no primeiro minuto, Bruninho foi tentar driblar Régis e perdeu a boa. O meia lançou Samuel, que disparou em direção ao gol e foi derrubado por Danny Morais. Pênalti e expulsão do zagueiro coral, que era o último homem. Samuel foi para a cobrança e marcou para o Leão. Embalado e com um a mais em campo, o Sport por pouco não amplia na jogada seguinte com Régis.

O Tricolor só veio acordar e se recompor após os 15 minutos. Aos 17, após escanteio, Oswaldo testou errado e quase faz contra não fosse boa defesa de Magrão. Em vantagem númerica o Leão optou por fazer um restante de partida sem riscos. Tocando a bola e atacando sem resguardar a defesa. O Tricolor, por sua vez, foi guerreiro. Não pode se dizer que não lutou. Aos 43, João Paulo acertou a trave na melhor chance do empate. E quando parecia que a vitória dfo Leão estava sacramentada, Nininho bateu lateral na área, a defesa rubro-negra vacilou e João Paulo mandou para as redes de cabeça: 1 a 1.

Ficha do jogo

Sport 1

Magrão; Oswaldo, Henrique Mattos (Adryelson), Durval e Danilo; Ronaldo, Rodrigo Mancha, Neto Moura e Régis; Mike (Elber) e Samuel (Felipe Azevedo).

Técnico: Eduardo Baptista

Santa Cruz 1

Fred; Nininho, Alemão, Danny Morais e Tiago Costa; Edson Sitta (Wellington César), Bruninho (Diego Sacoman), João Paulo e Raniel; Anderson Aquino (Emerson santos) e Betinho.

Técnico: Ricardinho.

Local: Ilha do Retiro, no Recife.

Árbitro: Luiz Cláudio Sobral  (PE).

Assistentes: Fernanda Colombo (PE) e Karla Renata Cavalcanti de Santana (PE).

Gols: Samuel (aos 2’ do 2ºT) (SPT); João Paulo (aos 48’ do 2ºT) (SCZ)

Carrtão vermelho: Dani Morais (SCZ) (1’ do 2ºT).

Cartões amarelos: Danilo, Samuel, Neto Moura, Ronaldo, Régis, Oswaldo (SPT); Alemão, Tiago Costa (SCZ)

Link permanente da imagem incorporada