Sport x Santa Cruz

Clássico das Multidões agita rodada do Pernambucano

Ficha técnica

Sport
Mailson; Ezequiel, Thyere, Sabino (Chico) e Sander; William Oliveira, Blas Cáceres e Denner; Everton Felipe, Luciano Juba e Parraguez. Auxiliar técnico: Héctor Nunes.

Santa Cruz
Klever; Ìtalo Silva ( Dudu Mandai), Júnior Sergipano, Alex Alves e Edson Ratinho (Italo Melo); Gilberto, Rodrigo Yuri e Tarcísio; Matheuzinho, Esquerdinha e Walter. Técnico: Leston Júnior

Estádio: Ilha do Retiro (Recife/PE)
Horário: 16h30
Árbitra: Deborah Cecília Cruz Correia
Assistentes: Ricardo Bezerra Chianca e Marcelino Castro de Nazaré
Transmissão: TV Globo e Premiere.

Clássico entre Sport e Santa Cruz já conta com quase 17 mil ingressos vendidos

Ficha do jogo

Sport
Magrão; Samuel Xavier, Henriquez, Durval e Mena; Fabrício, Ronaldo e Rithely; Diego Souza, Lenis e Everton Felipe (Juninho). Técnico: Ney Franco.
Santa Cruz
Julio Cesar; Vitor, Anderson Salles, Bruno Silva e Tiago Costa; Elicarlos, David, Pereira, Léo Costa e Thomás; Halef Pitbull. Técnico: Vinícius Eutrópio
Local: Ilha do Retiro (Recife-PE).
Horário: 18h30.
Árbitro: Cláudio
Francisco de Lima e Sila (SE).
Assistentes: Cleriston Cley Barreto
Rios (SE) e Daniel Vidal Pimentel (SE).
Ingressos: R$ 30 (arquibancada frontal e visitantes), R$ 15 (sócio/Sport e estudante), R$ 20 (arquibancada lateral/Sport), R$ (sócio/Sport e estudantes)

Sport e Santa se enfrentam pelo Campeonato Pernambucano

Ficha do jogo

Sport
Agenor; Raul Prata, Henriquez, Matheus Ferraz e Mansur; Thallyson, Fabrício e Fábio; Juninho, Paulo Henrique e Leandro Pereira. Técnico: Daniel Paulista
Santa Cruz
Jacsson; Gabriel Vallés, Jaime, Eduardo Brito e Roberto; Wellington Cézar, Gino, Julio Sheik, William Barbio e André Luís; Facundo Parra. Técnico: Vinícius Eutrópio.
Local: Ilha do Retiro (Recife-PE).
Horário: 16h. Árbitro: Deborah Cecília.
Assistentes: Marcelino Castro e Clóvis Amaral.
Ingressos: R$ 30 (arquibancada frontal), R$ 15 (sócio do Sport), R$ 20 (arquibancada da sede e torcida do Santa Cruz), R$ 40 (cadeira da ampliação e assento especial) e R$ 60 (Cadeira central).

Luta contra queda marca o último capítulo do ano do centenário do Clássico das Multidões

Ficha do jogo
Sport
Magrão; Samuel Xavier (Apodi), Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace; Rithely, Neto Moura, Everton Felipe, Diego Souza e Rogério; Ruiz. Técnico: Oswaldo de Oliveira
Santa Cruz
Tiago Cardoso; Léo Moura, Neris (Walter Guimarães), Danny Morais e Allan Vieira; Uillian Correia, João Paulo, Derley, Pisano e Keno; Bruno Moraes (Grafite). Técnico: Doriva.
Estádio: Ilha do Retiro. Horário: 16h. Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS). Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Lúcio Beirsdorf Flor (RS). Ingressos: sócio (R$ 30); arquibancada frontal (R$ 60), estudante (R$ 30); arquibancada sede e visitantes (R$ 40), estudante (R$ 20)

Sport e Santa Cruz se reencontram na ‘Sula’

Sport
Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê (Mansur); Paulo Roberto, Rithely, Everton Felipe, Diego Souza e Gabriel Xavier; Edmilson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Santa Cruz

Tiago Cardoso; Léo Moura, Luan Peres, Danny Morais e Allan Vieira; Uillian Correia, Derley, João Paulo, Pisano e Keno; Grafite. Técnico: Doriva.

Local: Arena de Pernambuco (São Lourenço da Mata-PE). Horário: 21h45. Árbitro: Diego Haro (Peru). Assistentes: Raul Lopez Cruz e Michael Orue, ambos do Peru.

Ingressos:

Leste Inferior
Sócios: R$20

Leste Superior
Sócios: R$ 10
Não-sócio: R$15

Norte Superior
Visitante: R$15

Norte Inferior
Visitante: R$25

Camarote Oeste
Sócio: R$2.000
Proprietário de camarote: R$1.000
Inteira: R$ 2.000

Vip Lounge
Sócio: R$50
Proprietário: R$50
Sócio-proprietário: R$30
Inteira: R$100 / Meia: R$50

Premium Deck (Oeste)
Sócio: R$30
Proprietário: R$30
Sócio-Proprietário de cadeira ou camarote: R$10
Inteira: R$80 / Meia: R$40

Clássico para pretensões de Sport e Santa Cruz

Equipes estão se recuperando na temporada – Autor: Thiago Wagner

Mais do que levantar mais um capítulo da rivalidade histórica entre os dois clubes, o clássico entre Sport e Santa Cruz, neste domingo, às 17h, na Ilha do Retiro, pelo Pernambucano pode servir para consolidar de vez as reações de rubro-negros e tricolores na temporada. Depois de um mau início de ano, quando não venceram nos dois primeiros jogos do Estadual, as duas equipes já vivem dias melhores. A meta agora é manter este momento para não voltar a sofrer com pressões da torcida novamente. E nada melhor do que vencer um clássico para isso. O Leão é o quinto colocado com três pontos, enquanto o Tricolor é o terceiro com quatro.

 Mistério dos dois lados

Os dois treinadores adotaram o mistério na hora de confirmar o time titular. Nem Falcão nem Marcelo Martelotte divulgaram as escalações do Sport e do Santa respectivamente. Apesar disso, não há muito o que mexer em relação aos jogos anteriores, salvo problemas físicos ou médicos. Somente o Sport que pode ter a novidade do meia Gabriel Xavier entre os titulares. O jogador foi contratado recentemente e pode ir de frente.

Duelo pelo ar

Dos seis gols marcados na temporada pelo Sport até agora, cinco foram de cabeça. A estatística prova que o jogo aéreo do Leão é realmente forte e merece atenção por parte do Santa Cruz. Mas os corais também possuem um bom aproveitamento por cima, pelo menos defendendo. O Tricolor só sofreu um gol de bola aérea na temporada. Quem vai levar a melhor no duelo pelo ar?

Fique de olho: Rithely e João Paulo

Fotos: JC Imagem

Equipes contam com fatores de desequilíbrio no meio. Fotos: JC Imagem

Do meio de campo pode vir o fator de desequilíbrio no clássico, seja para que lado for. Rithely e João Paulo são os caras do setor em cada time. O volante tem a missão de segurar o ataque adversário. Além disso, pode aparecer como elemento surpresa no lá na frente. O meia, por outro lado, deve ser a principal peça de articulação na equipe de Martelotte. Lembrando que foi de João Paulo o gol de empate do Santa Cruz no último clássico entre as duas equipes na Ilha do Retiro.

FICHA DA PARTIDA – SPORT X SANTA CRUZ

Sport: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Serginho, Rithely e Gabriel Xavier (Luiz Antônio); Éverton Felipe, Reinaldo Lenis e Túlio de Melo. Técnico: Falcão.

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Vitor, Alemão, Danny Morais e Allan Vieira; Wellington Cézar, Dedé e João Paulo; Wallyson, Lelê e Grafite. Técnico: Marcelo Martelotte.

Pernambucano 2016. Local: Ilha do Retiro, Recife (PE). Horário: Domingo, às 17h. Árbitro: Sebastião Rufino Filho. Auxiliares: Clóvis Amaral e Elan Vieira.

Sem se preocupar com tabela, Sport e Santa Cruz se enfrentam na Ilha do Retiro

 Daniel Leal /Diario de Pernambuco , undefined /Diario de Pernambuco

O Clássico das Multidões das 16h deste domingo, na Ilha do Retiro, é peculiar pelo valor real da partida. Para o Sport, vale a manutenção dos 100% de aproveitamento em clássicos na temporada. Para o Santa Cruz, a vice-liderança e a consequente vantagem de poder decidir uma vaga na final do Estadual em casa. Já classificados por antecipação às semifinais, rubro-negros e tricolores focam os valores mais subjetivos da última partida antes da fase mata-mata. Querem vencer pela questão motivacional, pelo moral de entrar na reta final do campeonato embalados.

No Leão, atenções divididas. Um olho no Pernambucano e outro já mirando o duelo do Nordestão, na próxima quarta-feira, contra o Bahia. Com o clube vivendo um momento de crescente na temporada, o experiente goleiro Magrão vê a vitória sobre o Tricolor como uma maneira de manter o time no embalo e em alta. “O pensamento agora é focar no Santa Cruz. E mesmo não valendo praticamente nada para a gente, vamos fortes para conseguir a vitória no clássico”, afirmou.

Independentemente do resultado no clássico, o Sport terminará a fase como líder. Náutico ou Salgueiro: um deles será o adversário do Leão. O time rubro-negro para a partida é um mistério. Jogando três competições paralelas, Eduardo Baptista não esconde que o foco principal no momento é a decisão contra o Bahia. Na estreia da Copa do Brasil, seis titulares foram poupados. Para este domingo, a tendência é que uma base de reservas seja mantida. O treinador não confirmou nada.

Embora tenha feito dois treinos fechados na semana, Ricardinho foi na contramão de Baptista e adiantou o time. Apenas uma mudança: Raniel substitui Thiaguinho. Com o Tricolor já classificado, o comandante rechaça qualquer tipo de conforto. Quer o segundo lugar no hexagonal. Mas quer, sobretudo, dar um gás a mais à equipe com uma vitória. Provar que o Santa pode, sim, ser campeão. “Existe uma responsabilidade em um clássico. Mais do que decidir em casa as semifinais, já que isso é uma vantagem relativa, o mais importante mesmo é que a partida contra o Sport pode ser um momento de consolidação da gente.”

Sport
Magrão; Vitor, Oswaldo, Durval e Renê (Danilo); Rithely, Wendel (Rodrigo Mancha), Diego Souza (Régis), Samuel e Elber; Joelinton. Técnico: Eduardo Baptista

Santa Cruz
Fred; Nininho, Alemão, Danny Morais e Tiago Costa; Edson Sitta, Bileu, Bruninho, João Paulo e Raniel; Anderson Aquino e Betinho. Técnico: Ricardinho.

Local: Ilha do Retiro, no Recife. Horário do Recife: 16h. Árbitro: Luiz Cláudio Sobral  (PE). Assistentes: Fernanda Colombo (PE) e Karla Renata Cavalcanti de Santana (PE).

Com lembranças do último confronto, Sport e Santa Cruz voltam a duelar na Ilha do Retiro

Clássico desta quarta-feira vale pela Copa do Nordeste. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Autor: Thiago Wagner

Quando Sport e Santa Cruz entrarem no gramado da Ilha do Retiro, nesta quarta-feira, às 22h, pelo primeiro jogo da semifinal da Copa do Nordeste, terão em comum, além do desejo de vitória, a lembrança. Pelo lado dos rubro-negros, a recordação de como fazer para bater bem o rival novamente, como feito na semana passada, quando venceu o Tricolor por 3×0. Enquanto do lado coral, fica a memória de como não atuar se não quiser sair derrotado mais uma vez. Mesmos sentimentos só que manifestados em sentidos diferentes, algo natural visto que dificilmente há algo em que leoninos e corais convergem. Isso é Clássico das Multidões.

Com a boa lembrança do último confronto em mente, o Sport vem praticamente com o mesmo time que venceu o Santa Cruz na semana anterior. Tem apenas o desfalque do lateral-esquerdo Renê, suspenso com o terceiro cartão amarelo. Em seu lugar entrar´´a Danilo, que já atuou inclusive no fim de semana, quando o Leão bateu o Central, pelo Estadual. O restante da equipe é repeteco do último clássico.

Com essa sequência no onze inicial, o técnico Eduardo Baptista também espera uma repetição de atitude do grupo. Deseja ver o mesmo tipo de marcação imposta ao rival no duelo recente e muita intensidade de jogo.

Equipe de Felipe Azevedo quer repetir dose do último jogo entre as duas equipes. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Equipe de Felipe Azevedo quer repetir dose do último jogo entre as duas equipes. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

“Em um jogo contra o Santa Cruz temos que estar ligados e altamente concentrados. O treinador deles é um estrategista. Tem que ter atenção do massagista ao Felipe Azevedo”, disse Baptista dando o tom de como quer ver seu time no gramado.

Um fator, no entanto, pode alterar a postura rubro-negra: o regulamento do Nordestão, que premia o gol fora de casa. Por conta disso, Eduardo destaca que a marcação deve ser mais forte. “Amanhã é o primeiro tempo do duelo. Não tomar gols é o importante”.

Justamente se apegando ao regulamento, o Santa Cruz deseja dar o troco no Leão. Os corais não digeriram bem a derrota por 3×0 e planejam dar uma resposta aos críticos. Para isso, mudanças em relação ao time que saiu derrotado da Ilha do Retiro. Nininho será improvisado na lateral esquerda no lugar do jovem Patrick. Além disso, o meia Raul cederá vaga para Renatinho. As duas alterações já foram testadas pelo técnico Vica na goleada por 7×0 sobre o Salgueiro, no último domingo, pelo Pernambucano.

Santa de Léo Gamalho quer dar o troco no Leão. Foto / Guga Matos / JC Imagem

Santa de Léo Gamalho quer dar o troco no Leão. Foto / Guga Matos / JC Imagem

“A gente espera uma postura deles mais ou menos parecida com aquela que tiveram contra a gente no outro jogo. Nós é que temos que ter uma atitude diferente para ter outro resultado”, afirmou o comandante tricolor.

Apesar de algumas mexidas no time, o treinador não considera que faltou vontade ao grupo na derrota sofrida. Segundo ele, foi mais uma má jornada provocada pela falta de concentração, que não pode faltar nesta quarta. “Tem vezes que acontece de entrar com falta de concentração. E quando enfrenta uma equipe mais qualificada como é o Sport se paga caro”.

Outra arma do técnico é pouco de mistério. No treinamento desta terça, Vica fechou os portões do Arruda e não deixou ninguém observar a movimentação. Possivelmente planeja algo novo para tentar surpreender os leoninos.

FICHA DA PARTIDA – SPORT X SANTA CRUZ

Sport: Magrão;Patric, Ferron, Durval e Danilo; Ewerton Páscoa, Rodrigo Mancha e Aílton; Felipe Azevedo, Ananias e Neto Baiano. Técnico: Eduardo Baptista.

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Oziel, Everton Sena, Renan Oliveira e Nininho; Sandro Manoel, Luciano Sorriso, Carlos Alberto e Renatinho; Flávio Caça-Rato e Léo Gamalho. Técnico: Vica.

Copa do Nordeste. Local: Ilha do Retiro, Recife (PE). Horário: quarta-feira, às 22h. Árbitro: Gilberto Castro Júnior (PE). Auxiliares: Elan Vieira e Clóvis Amaral (ambos de PE).