Sport x Santos

No jogo 600 de Magrão, Sport encara o Santos com missão de não voltar à zona de rebaixamento

Ficha do Jogo

Sport
Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Neto Moura, Gabriel Xavier, Diego Souza e Éverton Felipe; Rogério. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Santos
Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Copete, Vitor Bueno e Rodrigão. Técnico: Dorival Junior.

Local: Ilha do Retiro. Horário: 18h30. Árbitro: Elmo Alves Resende (GO). Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva e Leone Carvalho Rocha (ambos de GO). Ingressos: R$ 60 (arquibancada frontal), R$ 30 (sócio e estudante); R$ 40 (arquibancada lateral e visitante), R$ 20 (sócio e estudante).

Números de Magrão

Jogo 100
Sport 4×0 Salgueiro – 12/1/2008 (Campeonato Pernambucano)

Jogo 200
Sport 1×0 Palmeiras – 11/5/2011 (Copa Libertadores)

Jogo 300
Sport 1×0 Ypiranga – 21/1/2011 (Campeonato Pernambucano)

Jogo 400
Flamengo 1×1 Sport – 27/8/2012 (Campeonato Brasileiro)

Jogo 500
Cruzeiro 2×0 Sport – 22/5/2014 (Campeonato Brasileiro)

Títulos

6
Campeonato Pernambucano
(2006, 2007, 2008, 2009, 2010 e 2014)

1
Copa do Nordeste
(2014)

1
Copa do Brasil
(2008)

Sport luta por três pontos e para voltar a vencer

Foto: Ricardo Saibun/Santos Futebol Clube – Autor: Alvaro Filho

Parece apenas um jogo. Mas a partida contra o Santos não vale “só” três pontos para o Sport. O jogo deste domingo (6), às 16h, na Ilha do Retiro, pode ser o divisor de águas do Rubro-negro no Campeonato Brasileiro da Série A. O indicativo se o Leão, 10º colocado, com 32 pontos, briga pela parte de cima da tabela, ou pela de baixo.

De quebra, o Sport tenta não bater o próprio recorde, negativo, de rodadas sem vencer. Atualmente, o time comandado por Eduardo Baptista está há oito jogos sem saber o que é vitória, mesma marca que amargou em 2014.

O Santos, que enquanto o Sport gozava bons momentos na tabela penava pela proximidade com a zona de rebaixamento, recuperou-se na competição e agora é o oitavo, com 33.

O TIME

O técnico Eduardo Baptista não divulgou a escalação, mas pelo que andou conversando com a imprensa – está satisfeito com o desempenho do Sport – não deve realizar grandes mudanças na equipe. Disciplinador, não perdoou a expulsão de Samuel Xavier, que contribuiu com a derrota para o Flamengo, em casa, na penúltima rodada.

O treinador já confirmou que a lateral direita será ocupada por Ferrugem, titular contar o Coritiba, no 0x0 da rodada passada. Samuel Xavier, vai esquentar o banco por enquanto.

Outra polêmica durante a semana foi a não escalação do meia Régis nos jogos do Sport. O técnico Eduardo Baptista se irritou com a discussão e disse que não aceita pressão da torcida, da imprensa ou da diretoria: quem escala o jogador, segundo ele, é o próprio jogador.

Assim sendo, é provável que o meia Diego Souza siga sozinho na articulação. No ataque, André segue cotado para começar jogando, mas a recuperação de Maikon Leite e a moral de Hernane Brocador podem colocar o artilheiro do time, ao lado de DS87, no banco.

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

O ADVERSÁRIO

Se o Sport patina na competição, os Santo está em franca expansão na Série A. Não só se descolou da zona de rebaixamento como, mesmo de longe, flerta com o G4. Um dos frutos da reação é a boa fase do veterano Ricardo Oliveira, artilheiro do Brasileirão, com 14 gols.

O desfalque santista da partida é o meia Lucas Lima, ex-Sport, convocado para a Seleção Brasileira.

Apesar de mais um tropeço, Sport segue no caminho certo

Sport tem “teste” de Série A contra o Santos na Copa do Brasil

Danilo Fernandes vai substituir Magrão. Foto: Diego Nigro/JC Imagem – Autor: Thiago Wagner

A Copa do Brasil pode até não ser uma das prioridade do Sport a partir de agora, o clube tem que escolher se avança no mata-mata nacional ou se vai para a Sul-Americana, mas não há dúvidas que uma boa apresentação contra o Santos, nesta quarta-feira, às 22h, pela terceira fase da competição, é interessante para os jogadores leoninos sob a ótima do Brasileirão. Por mais que a classificação não venha, os duelos com o Peixe servem de teste para a Série A, onde os rubro-negros começaram muito bem com uma vitória e um empate.

Time mudado

O Sport que joga nesta quarta é um pouco diferente do que empatou com o Flamengo, no último domingo, no Maracanã. Não porque o técnico Eduardo Baptista vai optar por um time misto, mas por conta de alguns problemas que impedem a repetição da escalação. O principal deles é obviamente o goleiro Magrão, que desfalcará o Leão entre 45 e 60 dias. Além do arqueiro, Samuel Xavier e Matheus Ferraz também não podem jogar já que atuaram na Copa do Brasil por outros clubes, enquanto que Samuel, com lesão na coxa, está vetado pelo departamento médico. Vitor, Ewerton Páscoa e Joelinton vão entrar no lugar dos dois respectivamente. Outro que podem ficar de fora é Élber, que não treinou nesta terça. Caso não jogue Neto Moura será acionado.

O cara – Diego Souza

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Ele é a principal esperança do Leão não só para esse jogo como para todos. Diferenciado tecnicamente, o camisa 87 pode decidir qualquer partida com um passe ou gol. Para melhorar ainda mais a situação para os rubro-negros, Diego parece estar muito mais concentrado no Sport do que antes. Motivado, é muito mais perigoso.

Fique de olho – Danilo Fernandes

Por conta da lesão de Magrão, Danilo Fernandes será acionado para o gol da equipe. Ele já atuou em cinco jogos nesta temporada. Mesmo assim vale ficar de olho em como ele irá se comportar substituindo o ídolo rubro-negro.

Reencontro de Lucas Lima com a Ilha

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

O Santos vem com força máxima para enfrentar o Sport. Isso significa que o meia Luca Lima está confirmado no confronto. Será o reencontro dele com a Ilha do Retiro. O jogador atuou pelo Leão em 2013, quando obteve o acesso para a primeira divisão. Além dele, nomes como Robinho e Ricardo Oliveira irão atuar.

FICHA DA PARTIDA – SPORT X SANTOS

Sport: Danilo Fernandes; Vitor, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rithely, Wendel, Neto Moura (Élber) e Diego Souza; Mike e Joelinton. Técnico: Eduardo Baptista.

Santos: Vladimir; Victor Ferraz, Werley, David Braz e Chiquinho; Valencia, Renato e Lucas Lima; Geuvânio, Ricardo Oliveira e Robinho. Técnico: Marcelo Fernandes

Copa do Brasil (3ª fase). Estádio: Ilha do Retiro, Recife (PE). Horário: quarta-feira, às 22h. Árbitro: Claudio Francisco Lima E Silva – SE. Auxiliares: Victor Oliveira Cruz – SE e Eric Nunes Costa – SE.

Com desejo de recomeço, Sport inicia returno da Série A para manter força como mandante

 Daniel Leal /Diario de Pernambuco

O Sport tem no início do returno da Série A a oportunidade para o recomeço. Ainda que simbolicamente, é bem verdade. Mas aí está uma oportuna chance de tomar o momento como marco divisor para dar um ponto final à uma fase de instabilidade que, cada vez mais, vem incomodando à torcida, aos atletas e ao técnico Eduardo Baptista. E se o momento não é dos melhores no ano, pode-se agarrar onde o retrospecto tem ajudado. O Leão inicia, às 21h de hoje, contra o Santos, a sequência das 19 rodadas finais do Brasileiro atuando em casa – dessa vez, na “casa” Arena Pernambuco. Estádio que também contribui para as estatísticas que põe o Sport como o segundo melhor mandante da Série A.

Dos 28 pontos conquistados no primeiro turno, o Leão somou 20 (ou seja, 71,4%) deles jogando no Recife. Ao lado do Grêmio, é o segundo melhor mandante da Série A com 74% de aproveitamento – atrás apenas do Cruzeiro, com 92,5%. Na Ilha do Retiro, o Sport fez oito partidas, venceu cinco, empatou duas e perdeu apenas uma. Some mais uma vitória sobre o Palmeiras atuando no palco desta noite, a Arena. O fator casa pode se tornar um trunfo ainda maior quando se leva em conta que os rubro-negros terão dez partidas neste returno – uma a mais do que nos jogos de ida.

Ainda que o time passe por um período conturbado, vale a ressalta da conclusão de um primeiro turno histórico – com a sua melhor campanha na era dos pontos. O Sport “à beira da crise” jamais chegou a sair do G10. Talvez justamente por sentir que a equipe poderia dar mais que a precoce eliminação na Sul-Americana e o mal futebol apresentado nos últimos jogos tem gerado tantos questionamentos. “A torcida cobra porque sempre quer a vitória. Mas temos que ser cobrados mesmo para buscar o melhor e se estão nos cobrando é porque acreditam podemos fazer mais”, disse o técnico Eduardo Baptista.

Adversário
Assim como Eduardo Baptista, o técnico do Santos, Enderson Moreira, fez mistério na escalação do Peixe. O treinador testou duas formações diferentes, ontem, no CT Rei Pelé. O mais provável, porém, é que utilize uma formação mais conservadora para enfrentar o Sport, com três volantes. A principal dúvida é entre o atacante Gabriel e o volante Alan Santos.

FICHA TÉCNICA

Sport
Magrão; Patric, Durval, Ferron e Renê; Rithely, Wendel, Ibson, Érico Júnior e Felipe Azevedo; Neto Baiano (Danilo).
Técnico: Eduardo Baptista.

Santos
Aranha; Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Zé Carlos; Arouca, Souza e Lucas Lima; Gabriel (Alan Santos), Leandro Damião e Thiago Ribeiro.
Técnico: Enderson Moreira.

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Horário: 21h. Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ).Assistentes: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Wendel de Paiva Gouveia (RJ). Ingressos: Anel Inferior (Nível 1 Sul) – R$ 50/R$ 25; Anel Inferior (Nível 1 Leste – Sócios Sport) – R$ 25; Anel Inferior (Nível 1 Oeste – Proprietário de cadeira Sport) R$ 50/R$ 25 + Sócio; Visitante – Anel Superior (Nível 3 Norte) – R$ 50/R$ 25; Assento Premium (Nível 1 Oeste) – R$ 100/R$ 50 + propriedade de cadeira; Camarote (Nível 2 Oeste) – R$ 3.000 por camarote; Assento Premium Deck (Proprietário de camarote Sport) – R$ 50/R$ 25 + sócio; Anel Superior (Todos Com a Nota); Anel Superior (Nível 4 Leste) – R$ 50/R$ 25.