Vitória-BA x Náutico

Concentrado, Náutico enfrenta o Vitória sonhando com o G4

Autor: Davi Saboya

Vencer, vencer e vencer. Esse é o pensamento do Náutico para o jogo deste sábado (31) contra o Vitória, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Durante os treinos nesta semana o técnico Gilmar Dal Pozzo pregou a concentração e repetição dos fundamentos táticos para os atletas entrarem no gramado do Barradão focados no que tem que fazer para trazer os três pontos na bagagem. O último treino, como já é tradição na “Era Dal Pozzo” foi fechado.

“Às vezes precisamos falar um palavrão, xingar e vocês (imprensa) estão aí e acabam entendendo errado. Nós sabemos que essas coisas não são nada demais. Eu acho bom o técnico realizar o treino fechado e fazer mistério até o dia do jogo”, disse o meia o Guilherme Biteco.

“O profissional que não está motivado em uma reta final de campeonato enfrentando um adversário do tamanho do Vitória que tenha a grandeza de pedir para sair”, declarou o comandante técnico alvirrubro.

Mesmo depois da goleada sofrida na última rodada para o Botafogo por 4×1 em casa, o treinador não jogou a toalha e continua acreditando no acesso do Timbu. Nas contas dele, cinco vitórias nos últimos seis jogos garantem a equipe na Série A do ano que vem.

“O segredo do futebol é a repetição. Uma jogada individual pode definir uma partida, mas a força do coletivo é muito importante e faz a diferença em qualquer competição”, afirmou Dal Pozzo.

A última vitória do Náutico em cima do Vitória aconteceu pela Copa do Nordeste em 2001 por 1×0 com gol do ex-volante Sangaletti. As equipes voltam a se encontra neste sábado com os rubro-negros na 3ª colocação com 57 pontos e os alvirrubros na 8ª posição com 49 na segundona.

 DESFALQUES

O principal desfalque do Náutico para o duelo é o lateral-esquerdo Gaston Filgueira, pois ele levou o terceiro cartão amarelo na última rodada. Além dele, o meia Patrick Vieira e o atacante Ronny estão no departamento médico.

Bergson acredita que mudanças nos treinos dão mais opções ao time

TIME

Umas das táticas adotada pelo técnico Gilmar Dal Pozzo para o jogo no Barradão foi o mistério. Ao contrário da véspera da partida diante do Botafogo, na semana passada, que o treinador não titubeou e adiantou os 11 titulares, agora ele preferiu não revelar.

“Eu não vou antecipar a escalação. 19 jogadores irão viajar e os 19 devem ficar preparados. Já falei isso para eles (os atletas). Pelo tamanho da decisão, o nível de concentração precisa ser elevadíssimo. Não tenho nenhuma dúvida e o time está definidíssimo”, confirmou o comandante.

As únicas novidades que já estão definidass é a volta do atacante Bergson, que cumpriu suspensão contra o Botafogo e a improvisação do volante Fillipe Soutto na lateral esquerda. A expectativa é que o zagueiro Rafael Pereira permanece pelo lado direito. Jackson Caucaia, William Magrão e Marino brigam por duas vagas no meio-campo. O restante do time não deve sofrer alteração.

“Vamos marcar pressão. Fizemos assim em todos os jogos. Quando a gente entender que o time (Náutico) está com um desgaste físico, vamos trazer o adversário para o nosso campo e jogar no contra-ataque. E isso não é recuar a equipe. É uma postura tática. Deu certo contra o Santa Cruz e Paysandu”, afirmou Dal Pozzo.

“O Vitória tem o Pedro Ken, Diego Renan, Jorge Wagner, Escudero e outros jogadores de qualidade, por isso, está no G4″, frisou Biteco.

ADVERSÁRIO

O Vitória-BA vem fazendo uma boa companha na Série B. Desde que o Botafogo disparou na liderança do campeonato, acompanha os cariocas de perto. Comando pelo técnico Vágner Macini (ex-treinador do Sport e Náutico), o time baiano tem no elenco dois jogadores conhecidos da torcida do Náutico: os atacantes Elton e Rhayner. Além dos conhecidos Marcelo Matos, Pedro Ken, Escudero e Jorge Wagner. Para o confronto diante do Timbu, Mancini não terá problemas.

Ficha do jogo:

Vitória: Júnior Fernández; Diogo Mateus, Kanu e Ramon; Amaral, Diego Renan, Escudero, Rahyner e Pedro Ken; Elton e Vander. Técnico: Vágner Mancini.

Náutico: Júlio César; Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Fillipe Soutto; João Ananias, William Magrão, Jackson Caucaia e Hiltinho; Bergson e Daniel Morais. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Local: Arena Pernambuco. Horário: 16h10 (do Recife). Árbitro: Rodrigo D. Alonso Ferreira (SC). Assistentes:Rosnei Hoffman Scherer e José Roberto Larooyd (ambos de SC).