Vadão não é mais técnico do Sport

A pressão exercida pela torcida fez efeito e Vadão não é mais técnico do Sport. No final da manhã desta quinta-feira, o treinador procurou a diretoria rubro-negra para uma conversa e, de acordo com o executivo de futebol do clube, Marcos Amaral, acabou havendo um concenso entre ambas as partes pela saída do treinador.

Após o empate para o Pesqueira na noite desta quarta-feira, na Ilha do Retiro, e mais uma enxurrada de vaias da torcida recheadas pelos gritos de “burro” ao treinador ao fim do jogo, Vadão acabou se sentindo acuado e resolveu buscar a diretoria para uma conversa. Vadão foi anunciado como treinador do Sport no fim de dezembro e assumiu, efetivamente, a equipe no último dia 3 de janeiro.

Ao todo, o treinador esteve á frente do clube em 12 jogos, onde conseguiu 5 vitórias, seis empates e uma derrota – aproveitamento de 58%. Na Copa do Nordeste, o time acabou eliminado nas quartas de finais, com um dupla empate com o modesto Campinense. As fracas atuações da equipe e a inconstância das exibições do time, em nenhum momento conseguiram
dar credibilidade à torcida, que vive um período de mágoa com a diretoria, jogadores e o então treinador.

O anúncio da saída

Na tarde desta quinta-feira, a direção rubro-negra convocou uma entrevista coletiva para anunciar a saída do treinador do clube. Marcos Amaral, ao lado do próprio Vadão, estiveram na sala de imprensa para dar os detalhes que levaram o técnico a deixar o Leão.”Estamos aqui para comunicar que a partir desta data Vadão deixa a função de treinador e técnico do Sport. O treinador nos procurou conversar, tivemos um longo papo, ele fez ponderações manduras e realista, como profissional consciente que sabe de todas exigencias que possui. Agora, ele seguirá o caminho dele. Gostaria somente de salientar que ele não entregou o cargo. A saída dele foi fruto de uma avaliação conjunta, de comum acordo”, detalhou o executivo de futebol do Leão.

O números de Vadão

A campanha

12 jogos

5 vitórias

6 empates

1 derrota

21 gols marcados

10 gols sofridos

36 pontos disputados

21 pontos conquistados

58,3% é o percentual de aproveitamento

 

 

 

Daniel Leal – Diario de Pernambuco

Rafael Brasileiro – Diario de Pernambuco

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.